Carol Cardozo cartas

De: Carol de 23 Para: Carol de 13

2.4.16Carol Cardozo


(Houve uns probleminhas de atraso e publicação, na verdade esse texto é parte do nosso novo CCSexta, tá saindo no sábado mas finge que ainda é sexta, tá bem? Então tá bem!)



Quando a gente tá no ônibus numa viagem longa temos altas idéias legais, não? Numa das minhas andanças pela cidade, pensei nesse vídeo maravilhoso da Jout Jout, onde ela manda mensagens pra ela mesma há 10 anos. Pensei que poderíamos fazer o mesmo aqui no CC. E como não temos uma CCSexta já tem um tempinho, o Eduardo deu a idéia de fazermos um CCSexta com esse tema, não é legal?!

Essa sexta a bola tá comigo, e coincidentemente a minha idade é a mesma da Jout Jout no vídeo, eu tenho 23 e vou mandar uma carta pra eu mesma com 13 anos (com direito a umas fotinhas vergonhosas, SÓ PRA VOCÊS, HEIN?)

Algumas lágrimas rolaram ao escrever esse texto, mas foi um exercício muito bom. Eu notei que as coisas, por mais difíceis que estejam agora, melhoraram muito desde aquela época.

Prontos? Vamos lá:


"Oi, Carol.

Nossa, é estranho falar com você, nessa época em que você ainda se sente deslocada, que você pensa em mudar pra tentar se encaixar. Sabe, hoje em dia algumas coisas ainda não estão legais, mas garota, melhoraram tanto, tanto! Você não tem idéia.

Tenho muita coisa pra falar. Primeiro: sabe essa história de querer fazer química, estudar na Cefeteq (que hoje em dia tem outro nome)? Que você vai passar um ano e meio estudando, perdendo brincadeiras com seus amigos, ouvindo todo mundo se divertir na sua vizinha enquanto você tá sentada na mesa da cozinha rodeada de livros? Então, não vai rolar. Mas seu plano B, a prova da Faetec, vai dar certo. E olha, é a melhor coisa que poderia ter acontecido. Acabou que você não era muito de química, fazendo Informática você encontrou as melhores pessoas que poderia ter encontrado na sua vida (algumas que são suas amigas até hoje) e você leu na biblioteca um livro sensacional de Física, que te fez uma cosquinha e te colocou a sementinha da Física lá dentro do seu coração.

Uhul! *radical*
Pára de se importar com seu corpo porque uma meia dúzia de garotos retardados não te dão a atenção que você quer. Sério. Você realmente quer algo a mais com alguém que acha que garotas são só peito e bunda? Por favor, espero que não. E caso você queira tanto saber, você vai ficar com uma bunda considerável e um peito até que bacana. Seu cabelo tá meio estranho, molha ele bastante, passa um condicionador regularmente (pára de preguiça!), que vai dar um jeitinho. O modo Hermione vai acabar, não se preocupa. Já pensou em cortar o cabelo beeem curtinho? Você vai pensar.


Com os migos.
Não ache que tem algo de errado com você porque nunca beijou ninguém, e não fique achando que você nunca vai fazer sexo com ninguém. Seu beijo vai vir ano que vem, e porque não teve pressa, foi super bacana e você não vai ter lembranças nojentas e desajeitadas que a maioria das meninas tem. O sexo ainda vai demorar um pouco, mas vai ser incrível. Você vai ter muita sorte, só vai ter lembranças boas das suas primeiras vezes. Acho que isso vale mais a pena do que fazer só porque todo mundo está fazendo mas na verdade ter sido uma bosta, não é?

Não tem nada de errado se atrair por meninas também. Não se sinta culpada quando ficar com algumas. Não é pecado. Deus tá ocupado com outras coisas pra prestar atenção numa menina de 13 anos numa cidade pequena beijando outra menina. Ele tá, sei lá, olhando uma estrela nascer, o que deve ser muito mais bacana de olhar do que essas nossas vidinhas tediosas. Tá tudo bem, de verdade. 

Sua mãe vai engravidar de novo. Sim, mais hormônios deixando ela louca e deixando você louca também, que já vai estar lidando com seus próprios hormônios. Mas vai nascer uma menina super legal, que você vai poder empoderar e que vai gostar de um monte de coisa que você gosta. Seja um bom exemplo pra ela, aí está a oportunidade de fazer alguma diferença no mundo antes que seus filhos nasçam. Tente fazer com que seu irmão não vire um homem que precise de tudo na mão e que não faz nada pra ajudar em casa. Você vai tentar, mas sua mãe não vai se esforçar muito nisso. Tente mais forte que ela.

Você gosta de assistir série, não gosta? Daqui a uns 3 anos vai entrar uma série que vai mudar completamente sua vida. Falando agora você vai rir na minha cara e falar que nunca vai ver uma série com fantasmas e demônios. Acredite, você vai continuar com medo de coisas de terror e as pessoas não entendem como você ama tanto uma série nesse estilo. E falando em séries, você vai encontrar amigos pelo caminho que vão baixar séries pra te passar, você vai se afundar muito mais nesse mundo (e vai adorar a doce agonia de não estar em dia com tudo. E a doce vitória de se atualizar, mesmo que por poucos dias).

Sim, eu estava fazendo um jutsu de Naruto na foto. Tava na minha fase otaku.
Por causa de uns acontecimentos, você vai acabar desenvolvendo depressão. Não deixa pra se tratar depois. Não é besteira, não é só tristeza, não é drama seu. É muito sério. Se trata o quanto antes, isso vai atrapalhar muito a sua vida, em vários aspectos. Quase toda sua família não vai saber como agir, e isso vai doer. Muito. Mas por sorte você vai ter amigos incríveis que sempre vão estar do seu lado e te apoiando pra você ir ao médico.

Você continua introspectiva, mas muito melhor do que era. Você continua engraçada, talvez mais até do que era. Você continua gostando de cozinhar, e vai achar uns canais com altos programas culinários. O que não mudou ainda foi a grana pra comprar as coisas que você quer fazer, mas tá chegando a hora que isso não vai ser mais um problema.

Concentradíssima lendo mangá (tinha esquecido o quanto amava Dr. Slump).
Eu olho pra você e algumas vezes acho que não mudei muito fisicamente. A mudança maior foi interna, definitivamente. Quem te olha e me olha em seguida não tem nenhuma dificuldade em ver que é a mesma pessoa, mas se alguém conversasse com você e depois conversasse comigo... aí sim ia ver que mudou bastante coisa. Não que você não seja suficiente, longe disso. Mas precisamos evoluir, não é? E se eu sou do jeito que sou, grande parte eu devo a você.

Muito obrigada, Carol.

A adolescência bate à sua porta. Força. Você vai passar por isso bem. Com algumas cicatrizes, mais forte pra enfrentar determinadas situações, mais "escaldada", como diria algumas avós por aí.

Mas vai ficar tudo bem.

Always keep fighting. Don't forget to be awesome."

TAGS: , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Ai gente!!! Porque vcs fazem essas coisas com a gente? Carol, que post incrível, que ideia incrível, que pessoa incrível. Fotografias + carta = perfeito!!
    Passou um filme na minha cabeça agora. A gente muda tanto sem perceber e em 10 anos acontece tanta coisa. Amei você não ter tido pressa em certas coisas e ter boas lembranças disso. Não fiz o mesmo, tive pressa, e tem muita coisa que gostaria de esquecer. Mas enfim, com certeza escreverei uma carta pra mim tbm, e com certeza vou chorar tbm, kkk.
    Ah e amei as fotos!!! Amei tudo!! <3 <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi bem legal parar pra pensar, até foi um exercício bem legal, porque muita coisa melhorou, e comparativamente, minha vida tá incrivelmente melhor agora, sabe? Houveram muitas mudanças que eu só parei pra notar quando escrevi essa carta. E ri muito quando vi as fotos HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

      Obrigada pelo comentário! <3

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *