Always Keep Fighting Carol Cardozo

O que fazer?

25.3.16Carol Cardozo




Este post contém gatilhos de ansiedade, depressão e/ou pensamentos suicidas.


Eu geralmente escrevo posts animadores, exaltando o lado bom de ser geek/fangirl/fanboy/viciado em alguma área da cultura pop, nem ligando pro fato de nos acharem weirdos, Mas eu não os sigo. Sabe aquela máxima que nossos pais e avós falam, "Faça o que eu digo mas não faça o que eu faço"? Funciona bem pra mim. Se eu ganhasse um real a cada vez que num momento de desabafo a Bells me fala "LEMBRE-SE DO SEU POST, BITCH", eu tava é rica e não ia precisar trabalhar nunca mais.

Tem vezes que a gente coloca as pessoas pra cima, enxerga o lado bom pra elas, mostra um futuro animador e promissor. Tem outras vezes que você precisa que alguém faça isso por você. Mas e quando muitas pessoas fazem isso e não te atinge, não te anima, mesmo assim não te dá nenhuma perspectiva? O que fazer?

-Você está bem?
- Não, não estou.
Quando você fala tudo o que está sentindo pros seus amigos e eles só falam "Eu tô aqui por você", não é isso o que você precisa ouvir, mas sejamos honestos, eles não sabem mais o que fazer pra te ajudar, a única coisa que sobrou realmente é eles falarem e permanecer ao seu lado... o que fazer?

- Eu não sou forte o suficiente pra lidar com isso sozinha.
Quando você se sente um inútil, achando que nunca vai conseguir se formar em nada ou arranjar um emprego numa área que você realmente goste, não só pra sobreviver. Quando todo mundo à sua volta parece ter um talento muito melhor que o seu na área que você escolheu, ou até mesmo pessoas que estão em áreas completamente diferentes da sua. Quando um monte de situações grita na sua cara "Você é uma piada, por que você tá tentando isso?"... o que fazer?

- Era óbvio que eu não deveria estar aqui.

Quando você milita contra padrões e empodera outras pessoas, mas não consegue fazer isso consigo mesmo, fica se torturando e se sentindo mal. Quando você não pára de se comparar com pessoas que você nem conhece e que nem sabe que você existe. Quando você tem certeza que todo mundo está obviamente enxergando aquele defeito imenso, mas que na verdade é um defeito só pra você... o que fazer?
- É fácil ser corajosa, e é fácil ser confiante se você tem uma boa aparência. Se você se sente sexy.
E se você se encaixa. Mas esse não é o mundo em que eu vivo.
Quando você não aguenta mais uma voz na cabeça que só vê o lado negativo das coisas... o que fazer? Viver assim cansa. Muito. Mas o que fazer quando a única opção para descansar não é uma opção na verdade?

O que fazer?

A gente continua. Porque alguma hora vai valer a pena, nem que seja a meia horinha relaxando no meio de uma semana tensa, ou as conquistas que, de pouco em pouco, fazem você chegar lá. A gente continua lutando.

- Você não pode passar o resto da sua vida com medo das pessoas te rejeitarem.
Você tem que começar não rejeitando você mesma. Você não merece isso.

- De agora em diante as pessoas podem ou aceitar você como você é,
ou elas podem ir se foderem.



TAGS: , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Perfeito, perfeito, perfeito! Carol, esse post meio que reflete a maneira como eu me vejo/sinto desde sempre, com raros intervalos, é verdade, mas basicamente é o meu padrão. Bem, posso dizer que me senti um pouco mais reconfortada ao ler o post e me ver refletida nele, mas ainda preciso trabalhar e muito para aplicar a última - e sublime - frase ao meu dia a dia.

    Beijinhos, Livro Lab

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *