Carol Cardozo CCdiário

Mergulhando no mundo de Dungeons & Dragons

25.2.16Carol Cardozo


Como eu já escrevi no post sobre Life is Strange (ó ele aqui), eu nunca fui muito de videogames e tals, nem jogos em geral. Já contei sobre minha breve entrada no mundo dos jogos, mas agora volto pra contar sobre uma parada muito mais legal e que está me empolgando muito muito mesmo.


TÔ BEM ANIMADA

Eu estou aprendendo a jogar RPG, mais especificamente o sistema Dungeons & Dragons (D&D para os íntimos, o 3.5, caso vocês se interessem em saber).

A partir daqui as coisas vão ficar meio confusas se eu ficar falando "meu namorado" e "o amigo do meu namorado", então vou falar "João" (que é o meu namorado) e "Thales" (o referido amigo). Deem oi pra eles!

Ok, eu vi algumas vezes o Thales jogar DOTA, joguei Gauntlet com ele e o João, e de vez em quando surgiam algumas perguntas sobre termos que eles usavam, e alguns eram usados em rpg também, aí vieram as perguntas sobre rpg. É meio louco, porque eu faço uma pergunta, João estava respondendo, mas aí um termo na resposta me faz fazer outra pergunta dentro da pergunta. Perguntaception.

Eu enquanto João me explicava alguma coisa.

Ah, uma coisa que eu esqueci de mencionar. Eles dois começaram a jogar rpg há muito tempo. Tipo, papo de 10 anos ou mais.

Ok, até que semana passada João acordou já me mandando uma mensagem "Vou criar um grupo de rpg", raios, trovões, e tudo o mais ao fundo. Ele perguntou se eu conhecia pessoas que estavam dispostas a aprender, porque ele queria formar um grupo de pessoas que sabiam zero coisas, pra ensinar mesmo desde o início e ver se a galera gosta.Muito bacana. Muito legal. Consegui juntar umas amigas (não dá pra ter muita gente senão fica muito tumultuado). Ele criou um grupo no whatsapp, passou livros pra gente por email (tá pensando o quê? Tem que ler. LER PRA CACETE).

Porém, vem a melhor parte: vai ser hilário porque são 5 meninas que não sabem absolutamente nada (eu sei de fazer as perguntas pro João, mas mesmo minha pequena parcela de conhecimento não é NADA perante a tudo o que tem de assunto). Essas 4 meninas são algumas das minhas melhores amigas (a Bells e a Taiany estão nesse grupo também). No início do grupo foi muito engraçado porque foi basicamente "EU QUERO SER FEITICEIRA", "EU POSSO TER UM UNICÓRNIO?", "QUERO SER UM DRUIDA", e criando nomes de drag queen pros personagens. Eu tô morrendo de rir só com o grupo no whatsapp, tô esperando ansiosamente os encontros porque eu sei que vai ser a coisa mais engraçada da vida.

Como será a nossa mesa quando os encontros começarem (o tio de cabelo branco vai ser o João HAHAHAHAH)

E tô esperando ansiosamente o jogo em si PORQUE NÉ, QUERO AÇÃO, QUERO DESARMAR ARMADILHAS, QUERO SER FURTIVA (meu personagem  vai ser um ladino. 99% de certeza de que vai ser uma mulher).

Depois de um semestre completamente cagado na faculdade (por motivos externos a ela), foi legal me empolgar pra estudar alguma coisa, mesmo que seja pra rpg. E é bem mais difícil eu ficar mal quando eu estou me distraindo pensando em classes, raças, na história do meu personagem e tals. Tá me fazendo muito bem mesmo.

E você, caro padawan? Joga d&d? Tá que nem a gente perdido e sabe grandes nada? Tem alguma dica pra algumas noobs? Let me know!

TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

4 comentários

  1. Ah que texto jovem sobre essa nossa nobre arte do RPG. Eu mestro alguns sistemas como D&D e World of Darkness há uns 7 anos (pouco tempo comparado com alguns conhecidos) e realmente é muito legal ler esse ponto-de-vista. Ri pacas, sobretudo no gif da mesa grandona. Devo muito ao RPG, ajuda muito a nos desenvolver enquanto pessoa.

    ResponderExcluir
  2. A época em que eu tinha meu grupo de RPG foi uma das melhores da minha vida. O espírito é bem esse mesmo, se divertir, não se preocupem em aprender e seguir tudo rigorosamente. Eu lembro que quando eu jogava era uma tremenda bagunça, o pessoal aloprava o tempo todo.

    E prepare-se pra rir até sua barriga doer. (além de adqurir um estoque renovado de piadas internas pra rir mais um pouco)

    ResponderExcluir
  3. RPG de mesa é uma experiência realmente interessante. Destoa completamente dos digitais pois você tem efetivamente total liberdade criativa de ações e possibilidades.
    Mudando de assunto, é interessante ver meu irmão como o Chevy Chase (O gif é da série Community, que eu acompanhava).

    ResponderExcluir
  4. EU DESCOBRI ESSE MUNDO ESSE ANO TAMBÉM!!! Descobri a existência dele né. Entendo perfeitamente a parte de fazer perguntas em cima de perguntas. Quero jogar um de herois (tem um da dc, mas não peguei o ebook pra ler...). Também vi uns videos no youtube sobre outros rpgs de mesa e QUERO JOGAR ESSE TREM LOGO! Parece tão legal. *-* Quero mais post sobre sua experiência. :D

    bjss

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *