CCFilmes CCOscar

Intensivão do Oscar: O Regresso

22.2.16João Pedro Gomes

na imagem: um homem de barba e cabelo longos e sujos de neve e terra olha pra câmera fixamente, com uma expressão de dor e desamparo. Ao fundo, uma floresta enevoada de pinheiros. Ao seu lado, faíscas de um laranja fluorescente dançam no ar.



Vamos ser realistas: todo mundo tá vendo esse filme pra ver quem ganha a batalha DiCaprio vs Urso. Quem é mais forte? Quem apanha e morre no final? Quem teve a melhor atuação? SIM, CRIANÇA, você não está sozinha. Mesmo. Mas sendo O Regresso um forte candidato ao prêmio de melhor filme/ator/edição/fotografia/tudo, deve ter algo mais nessa coisa toda aí. Vejamos se Nathalia, Eduardo, Bells e Diego conseguem explicar o quê:

NATHALIA (@nathaliaduarte): Eu tinha uma ideia errada sobre do que se tratava O Regresso, então com certeza minhas expectativas foram superadas. Ouvi falarem que quase não tinha falas, pensei que o filme inteiro seria o DiCaprio lutando com o urso. Estava muito enganada. O filme foi uma bela surpresa. Desde o cenário com florestas congeladas até a temática indígena inserida. A fotografia valorizou as belas paisagens naturais, muitas vezes captando os raios de Sol. A história em si fala de valores já muito abordados no cinema e na vida, mas em um contexto diferente. Outra coisa muito interessante foi o movimento das câmeras nas primeiras cenas mais agitadas no início do filme. Imagino que eles tenham pensado em dar maior dinâmica acompanhando o movimento dos personagens com a câmera, dando um efeito 360° e sem fazer muitos cortes (pelo menos eu não percebi muitos). Realmente, a atuação de Leonardo DiCaprio está impecável. Ele estava irreconhecível em algumas cenas e muito entregue ao papel. Minha torcida vai para ele.

Nota: 5 conversinhas.

No gif: vários homens cavalgam em direção a uma batalha. Há muita lama no chão pisoteado da clareira, mas o céu é limpo e ensolarado. Há chamas ao fundo.
Olha que bonita a luz natural

ISABELLE (@theseabells): Eu não sei como expressar o quanto eu odiei esse filme, apesar de reconhecer que a parte técnica está muito boa. Comecei assistir à tarde e era tanta violência envolvendo animais que eu tava quase chorando e prestes a desistir (num guento essas coisas). Daí parei pra lanchar, revi Harry Potter e o Cálice de Fogo e só depois das sete da noite eu consegui voltar a assistir. Basicamente passei o tempo inteiro meio entediada, meio tentando entender (imagem não muito boa e legenda mal feita, blergh), em várias vezes fiquei completamente HORRORIZADA e aí na meia hora final é que as coisas acontecem. Terminei o filme bem: .........véi. Só vi mesmo pelo Leo, porque se não fosse por isso teria largado de mão. Não recomendo a pessoas com estômago fraco e que sofrem junto com os animais q

Nota: 3,5 conversinhas porque ele é impecável, mas me deixou com ódio e horror

No gif: vários homens fugindo à cavalo, desesperados. DiCaprio em destaque, olhando para trás uma vez com uma expressão urgente.
Bells caso sugiram que ela veja o filme de novo

EDUARDO (@dudusfe): A fotografia do filme é divina. Sério, coisa de outro mundo. Porém, meu amor por esse filme para aí. O roteiro é bem clichê e cai naquela zona de filmes que exploram a humanidade fazendo o personagem sofrer coisas inimagináveis e explora essa força escondida dentro de nós que nos faz sobreviver. Já ouviu essa história, né? Pois é, eu também.

A verdade é que eu só vi o filme até o final por teimosia (e talvez uma certa esperança de que ia melhorar ou ser diferente), mas, para mim, o roteiro não é o ponto forte de O Regresso. O que salvou o filme foi a atuação de Leonardo DiCaprio. Que o DiCaprio é um ator excelente, todo mundo já sabe, mas é mais fácil o filme ganhar a estatueta de Melhor Filme do que ele levar sua de melhor ator para casa.

Nota: 4 conversinhas.

No gif: DiCaprio com uma manta de pele e um cajado de madeira olhando ao cenário nevado ao redor. O sol brilha suave ao fundo, e vapor sai de sua boca quando expira.
Olha mais luz natural
DIEGO (@Egotista): De acordo com a minha mãe, se o Leonardo DiCaprio sobreviveu a esse filme, foi só para ganhar um Oscar.

Piadas à parte, eu acho O Regresso um filme extremamente intenso. Ele é visceral em tudo o que ele apresenta. A fotografia de iluminação natural, o retrato único da natureza, a violência crua que nos é mostrada, é tudo intenso. Intenso demais. A história é simples, mas funciona. As nuances do roteiro são sutis e eu precisei pensar um pouco para tirar as minhas conclusões sobre o final, que é tipico do Iñarritu: diferente e bem pouco óbvio. Dito isso, o filme se beneficiaria de uns bons 40 minutos a menos na edição. Toda a intensidade drena a audiência, tornado a experiencia difícil no último terço do longa, que se torna arrastado. Não é um filme para qualquer um. Eu sou grato por tê-lo assistido, mas se eu nunca mais ver esse filme ainda vai ter sido cedo demais. Não acho que seja digno de filme do ano, mas a atuação do DiCaprio é realmente sensacional, e por ter sustentar quase todo o filme sozinho ele merece muito a estatua esse ano (mas ainda tô torcendo pelo Redmayne, bjs).

Nota: 4 conversinhas.

No gif: DiCaprio saindo de uma vala de terra, gritando. Uma estatueta do oscar é chacoalhada logo a sua frente.


Título: O Regresso (The Revenant)
Indicações: Melhor filme, diretor, ator principal e coadjuvante, fotografia, figurino, maquiagem e cabelo, mixagem e edição de som, efeitos visuais, design de produção e edição (12 ao todo!!!!) 
Direção: Alejandro González Iñárritu
Roteiro: Mark L. Smith, Iñarritu e Michael Punke (autor do romance original)
Elenco principal: Leonardo DiCaprio, Tom Hardy
Duração: 156 minutos
Ano: 2015

Nota geral:

TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *