crossover Dana Martins

Semana com crossover de The 100, Harry Potter, fanfic e... meu irmão?

19.10.15Dana Martins


OLÁ, MAIS UMA SEMANA. MAIS EU AQUI FALANDO DE COISAS ALEATÓRIAS QUE ACONTECERAM. Dessa vez tem escrita, identidade, Harry Potter, The 100, fanfics e mais. Então vamos lá.

Nesse momento eu estou enrolando pra evitar interações sociais desnecessárias, também queria ler uma fanfic muito boa que eu descobri essa noite depois que eu tive um pesadelo... e aí eu descobri que QUERIA MUITO FALAR SOBRE ESSA FANFIC. Nossa, acho que foi uma benção divina iluminando a minha vida, eu nem lembrava que ainda existia fics tão boas assim. 

mas vamos fugir do assunto...


VICIADOS EM SÉRIES ANÔNIMOS: CRISE DE ABSTINÊNCIA

Tipo, essa semana eu já tava fazendo uma teoria de que eu já raspei todas as fanfics boas de The 100, e agora estou tendo que repassar pelo arquivo lendo aquelas mais ou menos ou até bem trash. Teve fanfic que até eu dei dica de inglês. >EU< Eu não sei nem escrever em inglês. 

E também sinto que o fandom está entrando em uma fase delicada. Veja bem, a segunda temporada de The 100 saiu em março desse ano. Já faz 7 meses sem nada novo. Teve ali a Comic Com, uma foto vazou (nada que ninguém soubesse que fosse acontecer...), a volta da Alycia Debnam-Carey foi confirmada e até teve os 6 episódios de Fear The Walking Dead que ajudaram a abastecer a gente de conteúdo (e entrevistas com a Alycia). Mas estamos chegando no vácuo. 

Estamos em um momento que você entra na tag de The 100 e vê fotos de guaxinim, porque na falta de conteúdo as pessoas estão usando vídeos de guaxinim pra ilustrar interação entre os personagens.

No desenho: Uma fanart mostrando Clarke (loira, jaqueta azul) segurando com cara de irritação uma guaxinim, que olha pra ela com uma carinha triste os bracinhos caídos (ela veste uma ombreira de onde sai uma faixa vermelha que dá a volta em seu corpo). A guaxinim diz "Eu me importo, Clarke"
(não é tão aleatório assim, é uma piada interna) (mas ainda são imagens de guaxinim)


As principais fanfics terminaram ou foram abandonadas. Depois de 7 meses escrevendo, autoras foram para outros fandom ou, wow, para a própria vida.

Tem sido um período tenso de abstinência. Repare já no meu último resumo como eu acabei reassistindo alguns episódios. Aliás, as notícias chegaram: meu pai terminou a primeira temporada de The 100 e está maluco.

Na imagem: print de uma conversa com o meu irmão onde ele diz que meu pai e a namorada já assistiram toda a primeira temporada de The 100 e agora estão assistindo a segunda em algum lugar (já que não tem no netflix)
(enquanto eu escrevo esse post eles estão assistindo)
(acabaram de passar pelo episódio 6 da S2 que é um dos meus preferidos)
(pedi até pra o meu irmão filmar a reação a alguns acontecimentos, pra ciência)


Meu pai me ligou só pra falar de The 100, reflita. “Dá a maior tristeza quando chega no fim e não tem mais episódio”. Tristeza? TRISTEZA?

HAHAHAHAH

*já tá completamente maluca depois desses meses todos assim*

E minha prima finalmente começou a assistir The 100. APLAUSOS. ORGULHO DA FAMÍLIA. EU SEMPRE ACREDITEI EM VOCÊ, LUANA. Apenas esperando ela assistir a segunda temporada pra gente poder comentar tudo e eu poder mandar de volta prints do que ela falou no começo da série. 

O Diego também assistiu mais episódios de The 100. QUE MOMENTO GLORIOSO.

No gif: uma mulher chorando emocionada dizendo "é tão lindo"


Você aí, leitor, achou que ia ler sobre fanfics, mas na verdade é um resumão de quem está ficando em dia com The 100! E você? Já assistiu? Tudo bem. Parei.

Mas depois que você assiste tudo da série, a segunda melhor coisa é assistir a série através das pessoas que você gosta. 

Agora voltando à fanfic... (aliás, vai ter bastante fanfic, the 100 e casas de hogwarts essa semana)

UMA FANFIC FODA QUE EU QUERIA QUE AS PESSOAS LESSEM
e por pessoas eu quero dizer: a lorena. 

É uma fanfic band au (universo alternativo de banda), baseado nessa fanart:

Na fanart: Uma imagem de quadrinho dividida ao meio. Na imagem de cima é a escadaria descendo que leva a uma boate, as paredes ao lado da escada escuras todas pichadas e com pôsters laranjas anunciando a banda "The Grounders" com as palavras "TondDC Live". No fim da escadaria uma seta preta pichada no chão indicando a direita, na parede pichado do mesmo jeito escrito "TonDC". Na imagem de baixo mãos esticadas para o alto com um palco iluminado ao fundo.
Na fanart: Uma página inteira de HQ com imagem de 5 pessoas combinadas. Uma garota morena (Raven) com camisa da NASA tocando os sintetizadores de olhos fechados. Ao lado uma garota (Anya) de camisa social preta com os primeiros botões abertos segurando o baixo erguido enquanto toca. Embaixo uma garota (Octavia) de camiseta vermelha e luvas tocando bateria sorridente. Ao lado dela no canto outra garota (Clarke) loira com o microfone na mão cantando enquanto olha distraída pra o lado como se tivesse pensando em algo. Por fim, a última garota (Lexa) com os cabelos ondulados amrrados para trás e uma maquiagem preta cobrindo os olhos, enquanto ela segura a guitarra tocando.



Eu nem lembrava que algo podia ser tão legal assim. Pra ter noção, a garota tem 5 capítulos que juntos dão 60 mil palavras. (traduzindo: é muito) E eu li tudo de uma vez. Eu tenho uma coleção de citações legais de fic e nessa eu tinha que parar toda hora pra salvar. Chegou um ponto que eu coloquei o link do capítulo inteiro porque ele era todo bom assim.

Sobre o que é a história? Bem, Octavia e Raven decidem formar uma banda e procuram pessoas (+ forçam a melhor amiga Clarke a entrar). A sinopse é algo tipo “a música é só a embalagem, você vem pelas pessoas”. E é bem isso. Cada capítulo é narrado da perspectiva de uma delas, e nós vemos como ela lida com o mundo, como a banda influencia na vida dela e como as coisas avançam. Chegou um ponto que parecia Skins em forma de fanfic.

"Anya stays next to Lexa for the rest of the song despite the imminent threat of being kicked, and maybe, Raven thinks, that's what forgiveness and starting over look like."

Eu gostei muito, principalmente porque a maioria das histórias que eu leio são baseadas no ship e não leio muito de perspectiva de outros personagens. Cada vez eu gosto mais ainda da Anya. <3 E a autora meio que montou a história de modo que cada personagem guarda um "segredo", então quanto mais você lê, mais você entende o que tá acontecendo ao todo. 

E é muito legal porque, no fim do dia, ainda é uma história do ship e você vê a relação se desenvolver através dos olhos (e interferência!) dos outros. 

Além disso, a autora tá muuuito conectada com a cultura do tumblr e faz referências, tipo o famoso meme das flexões: 

Na fanart: Korra fazendo suando enquanto faz flexão e Asami está sentada em suas costas de boa lendo uma revista. Korra tá contando as flexões "198. 199. 2000!" e Asami chama atenção "Querida", então Korra continua "...200. 201. 202"


FOI UM MOMENTO GLORIOSO e inesperado. 

Também tem Bellamy arromântico e historiador, que eu acho que é um dos principais headcanons do fandom. 

Aliás, acho que essa é a primeira história que eu leio onde os garotos, além do Monty, não são hétero e a autora colocou Monroe como não-binário usando pronomes neutros.

E só pra constar, tudo isso é inserido naturalmente dentro da narrativa. Tipo essa alfinetada no meio de uma brincadeira de “eu nunca”:

They discover who has been arrested (Anya "trying to save this punk's ass," Lexa "didn't work out too well, did it?", Wells "I fit a description," Octavia "underage drinking" / "they didn't arrest you for drinking, O" / "drunkenly screaming 'suck my dick' at an officer of the law seemed like a great idea at the time")

Então, é uma fic sobre uma banda, mas como fazer parte dessa banda muda a vida e a relação entre essas pessoas. É sobre pertencimento. É sobre pessoas diferentes. É cheia de piadas e referências inteligentes. Tem momentos beeem pés no chão tipo o Bellamy conversando com a Anya sobre ser arromântico, que não é tipo novela da globo "VAMOS PARAR AQUI E EDUCAR AS CRIANÇAS SOBRE ESSE ASSUNTO", é mais algo cotidiano que é abordado naturalmente porque faz parte da vida dos personagens. 

Dizer que eu fiquei muito feliz lendo e me fez repensar como eu encaro a escrita é pouco. Eu ainda espero escrever um post sobre como eu tenho aprendido sobre escrever com as fanfics. 

REPRESENTATIVIDADE NAS FICS!!!! 

Pensando agora, acho que essa é uma das coisas mais legais nas fanfics que eu tenho lido. Sabe aquele negócio de “desde que eu comecei a aprender sobre causas sociais eu não consigo assistir um filme direito”? O meu sensor raramente apita quando eu to lendo fanfic, porque elas costumam ser bem inclusivas. Fui começar a ler um livro esses dias e a mesma merda – oh, o casal hétero. Oh, a garota naqueles mesmos papeis de gênero. Oh, aqueles clichês de sempre. Se tem alguma coisa diferente é aquele amigo gay distante. 

Ou é tipo o "transgressor moderado", que parece um feminismo “eu amo homens”™ - em que você até pode discordar de algo, mas tem que ficar ali no cantinho sem interferir em nada para não “perturbar” o machismo tradicional. Soa muito como se a pessoa tivesse com a boca calada. Ou fosse só alguém que não sabe de nada tentando representar o que não entende. É cansativo. 

Aí vem uma fanfic e faz tudo com absoluta naturalidade. 

Às vezes eu penso que esses caras fazendo filme são tipo criança de 3 anos achando que tão sendo inovadoras fazendo aquilo que todo mundo já sabe.

*Não digo nem que todas fanfics são assim, mas dentro do fandom de the 100 coisas do ship clexa: bastante. 

----

MEU IRMÃO ESTEVE AQUI! 
E eu não sei onde eu estive.

Meu irmão acabou ficando aqui em casa até quinta, e foi muito bom, mas eu não consigo existir direito quando ele tá por perto. Não sei o que é (e tenho que descobrir logo porque ele vem morar comigo). Mas eu não consigo me concentrar em nada. Eu não consigo escrever. Não consigo pensar. Não consigo nem responder as pessoas em redes sociais. Tudo o que eu faço é me jogar e deixar a correnteza me levar.

Então eu essa semana:

No gif: Uma bola de sorvete derretendo aceleradamente.
Não de calor. (apesar que também) Mas por não conseguir me manter... concreta?
(e só eu ou é gostoso olhar pra essa imagem?)

(e isso sou eu pedindo desculpa por não responder comentários ou emails ou escrever ou tudo)

Por outro lado, foi legal porque meu irmão é um amorzinho. Nós assistimos Prova de Fogo e foi muito legal!!! (eu coloquei minha opinião no blog secreto) Eu reassisti Fear The Walking Dead com ele, o que foi muito bom porque ele fica muito nervoso e não consegue ficar perto da tela. Nós FOMOS AO BURGUER KING COMER SANDUÍCHE PRETO DE HALLOWEEN. (um só pra os dois porque aquela porra é cara demais) Aliás, isso é algo que eu provavelmente não teria feito sozinha, porque é só um pão preto mais caro que definitivamente não teria me tirado de casa. Mas foi legal. Só pela experiência de estar lá fora ou fazer algo diferente.

Pensando aqui, o nosso sistema lógico às vezes é burro, porque ele não sabe quantificar esses momentos que deixam a vida mais feliz. Nós calculamos como se eles não existissem. Como se não fosse importante passar um dia inteiro na cama. Como se não fosse importante assistir uma série. Como se não fosse importante decorar as frases de Rei Leão ou fazer uma coleção de figurinhas. Como se não fosse importante comprar uma caixinha de chicken fingers SÓ PORQUE A CAIXINHA É DE ZUMBIS!!!!! E aí nós vamos ser práticos (ou produtivos) e cortamos as coisas que fazem a vida valer a pena. E por nós entenda “eu”.

Na foto: 3 bonequinhos de zumbis e uma caixinha de zumbi. A caixa é quadradinha e é tipo a cabeça de uma galinha zumbi, sem olhos (em um deles tem uma minhoquinha saindo) e escrito "chicken fries", que é o que vem dentro quando você compra no burguer king.
meus zumbis unidos. os 2 primeiros meu pai me deu. os outros 2 meu irmão me deu. 

Essa semana também marca o fim de um pequeno drama da minha vida. O que? CHEGOU O CARREGADOR NOVO DO NOTEBOOK. Contei a maior história aqui, mas o resumo é: depois de semanas sofrendo eu decidi arriscar comprar no Mercado Livre. Chegou rápido, certo e foi barato. Não tenham preconceitos, criança. Mercado livre é uma opção boa e segura.

PROMOÇÕES NO CC E 
AQUELE MOMENTO QUE VOCÊ PERCEBE QUE PODE TER FEITO MERDA

Nesse meio tempo eu também organizei os pacotes dos prêmios das promoções do CC pra enviar e escrevi algumas cartinhas. ("Pra que você tá escrevendo isso tudo? Ninguém quer ler, não." - meu irmão) Agora meu irmão está com os pacotes pra desenhar nos papeis e aí vamos poder enviar os prêmios do Leitura às Cegas. O propósito todo da promoção é dar um presente pra alguém, eu me recuso a enviar de qualquer jeito. 

Agora reflita que são 5 pessoas da equipe do CC pelo Brasil enviando uns 30 prêmios pra 6 pessoas diferentes. 

Nessas horas fica claro meu espírito grifinória, porque eu me joguei nessa promoção sem calcular as consequências de todo esse contrabando de livro entre pessoas. HUAHAUHA Mas na verdade nem tá sendo problemático. A única coisa que eu prevejo que vai dar ~merda~ é a conta do correio pra mim. Não é como se eu não tivesse dinheiro, mas aí eu considero a validade de usar toooodo esse dinheiro assim sozinha. 

E isso porque eu ainda nem comecei a planejar o envio dos marcadores, que se eu enviar pra todo mundo que pediu sai mais caro do que mandar fazer mais marcadores com o adicional de que não tá sendo dividido entre toda a equipe. 

Tem algo me perturbando nisso tudo e eu ainda não sei o que é. Eu acho que fico pensando que tem alguma alternativa pra não ficar tão caro o envio ou que eu devia começar a pedir ajuda. Eu não sei. É algo que eu vou descobrir quando começar a pensar nisso. Depois que enviar os prêmios das promoções e terminar o projeto das super-heroínas.

Um passo de cada vez.

ESCRITA!!!

Falando em dar um passo de cada vez, é exatamente o que eu não to fazendo quando se trata de escrita. HUAHUAHUAH Eu deveria já estar terminando de editar a minha história finalizada pelo cronograma, mas não fiz nada. Começa com aquele “ah, é o fim de semana, um descanso depois de terminar” (semana passada) “hoje não, porque meu irmão tá aqui. Mas amanhã!”, “hoje eu to cansada”, “tudo bem, amanhã”, “ah, mas...” e quando você vai ver passou uma semana.

Pra não dizer que foi uma semana em branco, na sexta eu consegui editar o primeiro capítulo inteiro e foi muito bom, principalmente porque eu descobri que o primeiro capítulo do meu rascunho não era todo lixo. (sério, eu costumo jogar todo o meu primeiro rascunho no lixo e reescrever do zero) Ontem eu fiquei com muito sono. Hoje eu pretendo editar assim que terminar esse texto.

A questão é que pra editar eu sinto que preciso que estar com a cabeça limpa pra prestar atenção e organizar. Enquanto pra escrever... *faz de olhos fechados dormindo de cabeça pra baixo* 

Mas não quer dizer que eu não fiz nada. Pelo contrário.


  • HARRY POTTER, CASAS DE HOGWARTS E LEXA LUFA-LUFA

Ao longo da semana eu escrevi mentalmente uma fic inteira, o que é a parte principal, porque se eu chego até o fim na imaginação eu consigo escrever ela toda e, se eu consigo escrever ela toda, eu tenho uma história inteira pra editar. É uma fanfic de The 100 harry potter au (traduzindo: personagens da série The 100 no universo de Harry Potter). 

E isso me levou a horas de pesquisas sobre as casas de Hogwarts e uma discussão séria sobre personagens de The 100. Minha parte preferida é que eu descobri que (eu acho) a Lexa é lufa-lufa. E ninguém espera isso porque ela faz coisas más e ninguém espera que um lufa-lufa faça coisas assim. Sem falar que ela é séria. O pessoal que tem conhecimento superficial coloca ela na sonserina! A maioria aceita que ela é corvinal. Mas quando você desconstrói a personagem e analisa as ações... eu não consigo deixar de sentir que ela é lufa-lufa.

No gif: Uma garota com armadura poderosa sentada em um trono e girando uma faca na mão ameaçadoramente
Fui salvar a imagem no computador e fui ver o nome que tava "fanfiction-the-100" HUAHUAHUAH


Aí eu cheguei a uma decisão de como vou tratar a casa de Hogwarts dela, mas que eu não vou falar aqui pra não dar spoiler da minha fanfic. HAUHAUHAUH

De qualquer modo, essas análises me levaram a uma discussão sobre identidade que eu postei no meu blog secreto também e me deixaram louca pra ler uma história de Harry potter, escrita por alguém que tem conhecimento profundo sobre as casas, que foca em personagens de várias delas quebrando estereótipos. Tipo o Sonserina cinnamon roll, o Lufa-Lufa badass do mal, o grifinória tímido e o corvinal... não sei ainda.


  • escrevendo no passado: quem disse que o passado não muda?

E daí... eu sinceramente nem lembro por que, mas eu comecei a escrever momentinhos de uma certa personagem criança com a Anya em The 100. Jesus. Eu realmente não lembro por que. Eu só sei que criancinhas são muito fofinhas, ainda mais do lado da Anya (reflita que ela é o tipo de pessoa que arranca um pedaço do braço com o próprios dentes e trata como se não fosse nada), e eu comecei junto com a Duda a planejar uma história nova. 

Eu não sei onde isso vai dar, a gente ainda tá só se entendendo (como você escreve? Como nós vamos fazer pra escrever juntas?), mas tem sido muito legal e eu espero muito muito muito que ela não desista e desapareça, porque eu quero levar isso até o final.

fanart da anya com a tris (mas não é a tris na fanfic não)

Ontem, inclusive, a gente passou um tempão trocando informações sobre o funcionamento do mundo em The 100. Uma coisa curiosa é que a gente vai escrever uma história no passado, então deveria ser diferente de quem escreve, por exemplo, uma fanfic pós-season finale da segunda temporada que vai entrar em conflito com o canon assim que a nova temporada sair. O passado é fixo! 

Mas aí juntando essas informações fica claro como não sabemos porra nenhuma sobre o passado de The 100, como as histórias são cheias de espaços que podem ser explorados. Tipo, o que de fato nós sabemos sobre os grounders (o povo que sobreviveu na Terra depois do apocalipse)? Quase nada. E tem muita informação que nós só sabemos porque os autores da série falaram nas redes sociais!!!

E são informações significantes, que eu acho que vão se mais desenvolvidas na terceira temporada agora que, de fato, eles vão começar a explorar o território. Pra dar ideia, os grounders são formados por 12 clãs diferentes, na série nós só vemos um deles (Woods Clan) e sabemos passageiramente de outros 3. 

Parece que no primeiro episódio da S3 nós vamos ver um mapa completo do território E EU ESTOU LOUCA PRA VER ISSO. 

Isso é só outra das coisas que eu gosto da série. Não é uma história em que você sabe sobre tudo de todo mundo, mas você conhece todo mundo. O personagem está lá você começa a tirar conclusões sobre ele e OOOOPS, OLHA ESSE DADO DO PASSADO QUE VOCÊ NÃO SABIA. AINDA PENSA A MESMA COISA SOBRE ELE?  E o mesmo serve sobre o mundo.

Dificuldades e curiosidades a partes, resumindo: essa semana comecei a desenvolver duas novas histórias, uma no universo de Harry Potter e outra em parceria com a Duda no passado em The 100.

HÁBITOS DAS CASAS DE HOGWARTS

E queria reforçar que isso de pesquisar casas de Hogwarts foi muito legal. Eu comecei a ter uma ideia melhor sobre cada casa, apesar de ainda não sentir que eu posso definir cada uma facilmente, e quero indicar esse tumblr divertido que tem muita coisa tipo “Como cada casa reage a X coisa” ou “Como é um lufa-lufa dando em cima de um grifinória” (com muitos gifs).

http://viktor215.tumblr.com/post/131461574496/a-couple-of-hufflepuffs-finding-out-theyre-in-the

Achei engraçado que nesse gif é a atriz que faz a Anya em The 100. Alguém sabe de onde isso é?

E tem momentos emblemáticos tipo esse abaixo que faz parecer que eu to lendo carta do leitor de uma revista teen no universo de Hogwarts. É hilário.

Resumindo: uma pessoa dizendo que gasta muito e perguntando se é comum gente da lufa-lufa gastar assim
e se tem dicas pra ligar com isso


COMO MANTER UM SITE ATUALIZADO DIARIAMENTE POR UM ANO?

Tava aqui pensando se tinha alguma coisa a mais pra falar sobre essa semana e... sim. A primeira é que foi outra semana muito boa. Nada tão de me matar de felicidade como na última, mas muito boa mesmo assim.

Todas aquela confusão de o que fazer da vida e do CC estão ficando mais claras. 

A segunda é que quando eu fui olhar a agenda pra pedir pra Bells não colocar nenhum post hoje, já que eu escreveria esse aqui, vi que não tinha nenhum mesmo. A partir de hoje estamos zerados na agenda.

Nos primeiros anos do CC isso foi uma experiência comum. Ano passado nesse ponto a gente tava tipo LIGA AS SIRENES, EMERGÊNCIA, CORRE, PRECISAMOS DE POSTS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! É tipo passar o ano inteiro a beira do apocalipse. Pra mim, era frustrante, porque eu fazia o que eu podia fazer – quase metade dos posts a cada mês eram só meus. Eu não podia fazer os outros quererem escrever.

Volta e meia no CC era:

Na imagem: Alguém chegando de boa com 3 caixas de pizza e encontrando tudo já pegando fogo destruído.


Aí nesse ano o Diego surgiu com um projeto pra evitar esse constante desespero. Nossa, foi maravilhoso. A gente tinha a agenda coberta 3 meses a frente. E também ruim, porque você tava escrevendo hoje pra publicar no ano seguinte quando você nem lembrava mais o que tinha escrito. 

Ao longo do ano eu testei várias coisas. Metas. Sem metas. Chamada semanal. Só sei que o pessoal começou a travar por causa da pressão de alcançar uma certa quantidade de posts. Só a Bells mesmo que passou a escrever mais esse ano e continua sendo maravilhosa. Aliás, a razão de termos posts nos últimos semestres é totalmente dela. Não só escrevendo, como trazendo as amigas Taiany e Carol pra o CC. Se eu não me engano foi no último mês que a agenda sobreviveu às custas de posts delas (e ocasionais pessoas da equipe).

Enfim, mas sobrevivemos sem nenhum desespero de FALTA DE POSTS!!!!!! Até aqui.

Deve surgir algo ao longo da semana (Adriana e Eduardo terminaram post hoje) e eu devo escrever algum outro. Mas... o horizonte está vazio hoje e dessa vez eu não pretendo ligar as sirenes.

Então você já sabe o que aconteceu se passar alguns dias sem nada. \o\

obs: Esse post tá sem muitas imagens, porque COLOCAR IMAGENS ME DEIXA COM MUITA DOR DE CABEÇA E ESTRESSADA. 

Agora... as imagens bonitas da semana.


Fall In Love With Tom Hiddleston in 20 Seconds Or Less
Try not to fall in love with Tom Hiddleston. We dare you.
Posted by HuffPost Live on Sábado, 17 de outubro de 2015







TAGS: , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

15 comentários

  1. Semana passada recebi uma mensagem da minha prima me xingando e ameaçando de morte porque eu viciei ela em The 100. Ela maratonou a primeira temporada quase toda e tava louca pra continuar assistindo, mas precisava esperar o namorado porque eles estão assistindo juntos então começou a me pedir spoilers. Ela mal começou a segunda e já está sofrendo porque a terceira é só ano que vem. Acho que esse seriado tem um efeito devastador em qualquer um que assiste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse comentário <3 <3 <3 É muito bom ver o pessoal acompanhando e gostando.

      Excluir
  2. "UMA FANFIC FODA QUE EU QUERIA QUE AS PESSOAS LESSEM
    e por pessoas eu quero dizer: a lorena."

    Como é que lê sem o link???

    ResponderExcluir
  3. Não sei por onde começar (!) sjjsbsjs BOB MORLEY LINDO MARAVILHOSO ALI!!!!! Me segura kkjabshdhhsb

    Eu achei MUITO legal toda essa coisa de the 100 e the 100 e hogwarts. PLMDDS me passa o link dessa fanfic da banda, parece tão boa só de ver vc falando.

    Espero que você fale mais sobre a fanfic que vc ta escrevendo com sua amiga, porque já tô achando ótima. (eu nunca nem li fanfic e to toda empolgada com elas por causa desse post).

    Sobre o que é a historia que você ta editando?

    Sobre cartinhas da promoção: Se a pessoa for eu ela vai gostar tanto da cartinha quanto dos livros u.u e que trabalho que deve dar enviar tudo...

    (essa gif derretendo sou eu nesse momento e nos ultimos dias HAHAHHA)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sobre a fic de banda: falarei sobre isso em breve, não vou colocar o link ainda HUAHUAHUAH

      Helena <3 eu espero que você goste. e eu espero que a gente termine... HAUHUAHAUH sério, esse comentário é muito bom. quase me faz abanadonar tudo e ir escrever (o que, de fato, eu deveria estar fazendo)

      A que eu to editando:
      Duas pessoas decidem hackear o mesmo site. Ao mesmo tempo. E dá merda.

      ou

      A pessoa tá tentando esquecer o passado e decide hackear um site pra se distrair. E aí pode dar muito merda... ou ser a chance dela apagar o passado.

      (uma explicação de merda, mas ok)

      Excluir
    2. *0* Só não vou reclamar porque minha net não tá querendo abrir nem o gmail (é um milagre eu estar escrevendo isso, glória Deus jklajsdkljakldhak)

      Eu também espero! vocês já começaram a escrever??

      Deu pra entender que vai ter site sendo hackeado e vai dar merda haha

      Excluir
  4. Olááá Danaaa, boa noite (é noite agora, mas se você ler de manhã troca por dia, e se for tarde... Ah, você entendeu). Dessa vez eu fiz diferente e ao invés de ir comentando enquanto leio o post eu li tuuudo de uma vez e o que mais me chamou atenção foi seu relacionamento com seu irmão <3 nem sei como vocês dois são mas já acho um amor. Eu tenho dois irmãos mais novos, um de 15 e o outro de 13 anos e eu sempre me dei melhor com o de 13 porque temos ~ou tínhamos~personalidades parecidas. Acabou que desde que me mudei para estudar ano passado eu me aproximei mais do meu irmão de 15, mesmo morando separados... Faz sentido? Ano passado ainda estudávamos no mesmo colégio e até no mesmo turno, mas já morávamos em cidades diferentes (longa e complicada saga em busca de educação) e só conversávamos mesmo nos fins de semana que ia pra casa dos meus pais ou nas duas vezes no mês que almoçávamos juntos. Acabou que começamos a ter interesses semelhantes mesmo nós sendo completamente diferentes.Agora moro em uma terceira cidade (eita) e vejo ele bem menos, só em alguns fins de semana mas começamos a conversar por mensagem, o que não fazíamos, e marcar de sair juntos, assistir filme, coisas que nunca imaginei que faríamos numa boa. Por outro lado, meu irmão de 13... Continuamos meio parecidos mas a puberdade está estragando a pessoa. Aaah,a aborrecência... Mas com ambos rola esse bloqueio quando estou perto. Seja porque estou discutindo com eles(o que ainda acontece), estou curtindo eles ou simplesmente estou fazendo algo perto mas não com eles eu fico "ah, mas estou com os meninos né, posso fazer isso depois" o que é péssimo, porque atrapalha todo um esquema de produtividade.
    Sobre essa fanfic de banda com the 100: preciso. Já marquei como favorito aqui pra não perder o link. Assim que acabar de estudar para prova de Sociologia eu vou começar a ler. Sim. Prova de novo. Quando começo a superar uma aparece outra... E mesmo assim não me acostumo com isso!
    Sobre a sua fanfic agora: OMG NÃO TINHA PENSADO NA LEXA COMO LUFA-LUFA mas acho que você tem razão. Sei lá, acho que os clichês das casas acabaram "cegando" as pessoas. Muitos esquecem das características que formam cada casa e vão só para "uuh, é doidinho, deve ser grifinória." "gosta de ler... Corvinal." "Cara de mal: Sonserina" "aaaah, at cantarolando e é meigo: lufa-lufa". Eu me lembro de ter visto um post sobre isso no tumblr, acho que até printei e coloquei no twitter, mas quem disse que acho as coisas quando procuro né? *se eu encontrar coloco link da imagem ou do post aqui*
    Mal posso esperar pela sua fanfic.
    Uma ótima semana pra você e pra todos do CC
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só agora que publiquei o comentário é que vi que ficou textão... DESCULPA O TEXTÃO

      Excluir
    2. Ah, nós dois somos incríveis -nnnnnnnnnnn

      "ah, mas estou com os meninos né, posso fazer isso depois" é bem isso. Tipo, eu já tenho um certo bloqueio, que eu acho muito ruim escrever em certas condições. (sério, eu tenho umas manias. a não ser que eu esteja muito concentrada - aí eu escrevo até de bicicleta - eu não consigo. se tem alguém no quarto comigo, ou até se o quarto tá bagunçado, não rola) quando meu irmão tá aqui é como se ficasse a presença dele perto de mim como uma pedra no caminho. não ajuda que ele é bem o contrário de mim - eu de boa quero ficar em casa, em silêncio, sozinha. ele quase morre pra fazer isso. quer sair, quer fazer coisas. e que às vezes ele seja bem babaquinha tipo "nossa, nem tá ficando comigo" HUAHUAHUAH muita chantagem emocional.

      mas é muito bom e eu sempre me divirto. eu só tenho problema pra colocar o pé no chão e dizer uns não. mesmo se eu to cansada ou se quero fazer outra coisa

      pera, como é que você tem o link da fanfic de banda???? eu tirei do post HUAHUAHUAHUAHUAH

      Cada vez mais eu tenho certeza de Lexa como Lufa-Lufa, mas às vezes eu fico muito confusa. É muito difícil definir personagem em série como The 100 (onde eles vivem guardando fatos que podem mudar a sua perspectiva, onde ainda mais no caso da Lexa nós conhecemos tão pouco e onde é o apocalipse, então a gente vê eles fazendo coisas que não gostaria de fazer, se sacrificando, e aí tem que ficar cavando mais a razão de fazerem aquilo do que o que eles tão fazendo...). Acho que a única pessoa que eu defino com facilidade em The 100 é o Bellamy, que eu coloco na sonserina. O Monty eu coloco na Lufa-lufa. A Raven eu coloco na corvinal, porque >raven<claw e acho que ela se gabaria por isso. HAUHAUHA A Clarke é um enorme pêndulo entre grifinória e sonserina. Às vezes ela é tão 100% sonserina que fica difícil. A Lexa eu tô num ponto que enfiaria em qualquer casa, mas privilégio pra lufa-lufa.

      se encontrar o link pf compartilhe

      Excluir
    3. e o cc é o lugar de fazer textões. fique à vontade. se fosse pra falar pouco a gente tava no twitter(?????)

      Excluir
    4. A lerda aqui salvou o link da fanart achando que era a fanfic. Sou muito desatenta!
      Anyway, meus irmãos e eu, como já falei, somos bem diferentes, mas sempre rola aquele "nossa, mas não quer nem ficar comigo", ainda mais quando eu tô cheia de coisa pra estudar e fico trancada no quarto.
      Eu também tenho minhas manias na hora de escrever, tipo isso de ter gente no quarto ou ele estar bagunçado. Eu tenho que organizar toda minha escrivaninha antes de fazer algo, por exemplo. nem que isso signifique enfiar tudo numa gaveta e fingir que tá arrumado.
      No caso de Hogwarts/The 100 concordo que é bem difícil encaixar porque as situações são tão extremas que você não sabe o que é personalidade, o que é instinto, e acho que nem eles sabem. Mas adorei o trocadilho com o nome da Raven kk
      Eu me auto stalkeei atrás do link mas não achei :(( Tô mal

      Excluir
    5. HUAHUAHUAH nem que seja jogar tudo na gaveta e fingir que tá arruma é a melhor forma. xD

      Exatamente isso sobre Hogwarts/The 100.

      acho que não tenho mais o que falar, concordo com tudo (?)

      Excluir
  5. The 100 com certeza tem um efeito devastador Vanessa. Comecei a segunda temporada ontem, e gente, estou muito envolvida, e aquela música no final???!!! A gente sente, sofre, se apaixona pelos personagens...é muita emoção.
    A coisa chata é que 1 - não tenho com quem comentar, e se tem uma coisa que eu adooooooro é comentar. Meu irmão é um amor e ele adora séries, mas não quis assistir The 100 comigo porque ele diz que eu comento o tempo todo. E isso é bem verdade. Eu me empolgo demais e fico conversando com os personagens na tela, tipo: "sai daí" "droga" não faz isso" ele tá mentindo", enfim, meu irmão não tem paciência. 2 - To cheia de coisas da faculdade pra fazer, começando estágio, prova, seminário, mas só consigo me concentrar nas tretas de The 100, aff. Mas tá bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é muito boa <3 semana passada reassisti pela 3ª com meu pai (só os últimos episódios da segunda temporada, mas foram 7 eps seguidos num piscar de olhos e quando terminou eu ainda queria mais)

      HUAHUAHUAHUAHUAH eu não gosto de comentar não. tipo, depende. se é a primeira vez que eu to assistindo, PF SILêNCIO ESCURO AR CLIMATIZADO ME DEIXA VER. no máximo uns comentários simples. mas reassistindo eu sou ok. eu vendo com a minha amiga a gente passa 50 anos num episódio porque precisa parar toda hora pra analisar uma parte.

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *