beleza CCdiário

Vamos falar de mulher gorda

26.7.15Colaboradores ConversaCult



Ninguém falava de mulheres gordas. Na verdade, ninguém chamava uma mulher de gorda se não fosse de forma pejorativa e para humilhar. Sua amiga que tava "acima do peso" sempre era a gostosa, a fortinha, a grande ou a simpática.  Gordo era um estado de profunda tristeza, era o fundo do poço. E até hoje tudo isso ainda é uma verdade, o que mudou é que a mulher gorda deixou de se esconder em camisas largas e saiu para o mundo, ganhou voz, e melhor ainda, está se empoderando.

É triste ver uma mulher vestindo 42 e falando que tá gorda, porque ela não tem a mínima ideia do que é não achar roupas nas lojas de departamento, e quando acha é algo feio e sem cortes. Ela não tem a menor ideia de como foi emocionante quando começaram a aparecer as primeiras lojas plus size, mas que você descobriu que não tem dinheiro para comprar nem uma calcinha ali, de tão caro. Elas não sabem o que é vestir 46, 48, 50 e por aí vai.

Elas nunca passaram pelos almoços em família onde cada garfada de comida sua era recriminada e olhada com maus olhos. Ela nunca foi vista como a preguiçosa que está gorda porque quer. Ela, na verdade, se sente gorda, mas nunca passou todo o sofrimento e preconceito que um gordo passa. Ela nunca precisou se preocupar em caber ou não em uma cadeira ou ficar com medo dela quebrar. Ela nunca passou o dia ouvindo pessoas falando sobre o que elas precisam fazer para não ter o corpo como o seu, porque quando elas estão falando sobre gordo, sim, elas estão falando sobre o MEU corpo. Eu sei que você também sofre amiga, sei sobre todos esses padrões de beleza absurdos, mas isso não quer dizer que você seja gordo.

Quando somos adolescentes passamos por crises diversas, o que é normal, apesar de ser doloroso. O problema é que o "diferente", o "fora do padrão" tem essas crises multiplicadas. As mulheres gordas não podiam se sentir belas, não podiam se sentir bonitas. No entanto, parece que elas acordaram, e graças a Deus por isso.

A internet deu a oportunidade delas falarem, e foda-se se ninguém quer ouvir, porque por muitos anos a mulher gorda ouvia coisas que não queria, e ainda ouve. Como a clássica "estou pensando na sua saúde".  Sério? É com minha saúde que você está preocupada ou com o fato de que eu não me encaixo no padrão vigente? Porque se for com a minha saúde, você não precisa dizer que eu devo emagrecer por ela, você pode me perguntar se eu estou saudável.  E deixa eu te falar amiga, eu estou muito bem, obrigada.  Faço revisão todo ano. Quero ver você mandar uma mulher magra engordar pela saúde.  Talvez se você for da família dela até fale, mas uma mulher estranha que você viu na fila do mercado, você a deixa na dela e não se mete. Mas com a mulher gorda não é bem assim, todo mundo tem uma fórmula, uma receita, uma opinião.

Eu adoro essas ilustrações
E é nessa de dar opinião que começam os problemas, porque por mais que a pessoa esteja falando com todo carinho e amor, ela pode machucar os outros. Eu lembro claramente quando estava no ensino médio e minha melhor amiga havia discutido com uma menina, depois disso essa garota virou inimiga jurada. Então minha amiga vivia xingando-a, chamando-a de gorda, vaca e desmerecendo o tamanho dela. Detalhe: essa menina era mais magra que eu. Um dia eu falei justamente isso, e a resposta foi que eu era linda e não igual à dita inimiga. Eu sei que minha amiga me achava linda, a questão é que ela, e nós, aprendemos que “o gordo é feio, que é uma ofensa chamar alguém de gordo”, e minha amiga nunca ia querer me ofender, ela queria desmerecer outra pessoa, sem saber que me desmerecia no caminho, já que eu era e sou gorda. Entretanto, na época eu não sabia que podia ensiná-la que gordo não é um xingamento, é uma característica do meu corpo, assim como magro, alto ou baixo.

HOJE EU SEI QUE POSSO ENSINAR SOBRE ISSO, ENTÃO PESSOAS, DEIXA EU FALAR: PODE CHAMAR DE GORDO, SÓ NÃO PODE DISCRIMINAR E NEM USAR ISSO PARA DIMINUIR NINGUÉM, COMO TAMBÉM NÃO PODE USAR MAGRO E NEM A COR DA PELE COMO PEJORATIVOS.

Adjetivos existem, adjetivos podem ser usados e não há problemas nisso, a não ser quando são utilizados como forma de ofender o outro. Só que as palavras estão tão estigmatizadas que não podemos mais utilizá-las, e nessa vamos “defendendo” os nossos.  Aí vem às clássicas frases:

1 - Ela não é gorda, ela é gostosa.

Querido, ela pode ser gorda e gostosa, uma coisa não desmerece a outra. Assim como ela pode ser gorda e feia, magra e gostosa, e por aí vai. Além disso, beleza é algo muito pessoal, então apenas para, ok?

2 - Ela é gorda, mas é linda.

É como no caso do gostosa, uma coisa não invalida a outra

3 - Isso é que é mulher de verdade.

Para mim, mulher de mentira só se for de plástico ou qualquer outra coisa desse tipo. É de carne e osso? Então é mulher de verdade, ué. Tem essa de ser gordo, magro, alto ou baixo não. Temos que parar de desmerecer o outro para nos exaltar.

4 - Ela não é gorda, é grande ou fofinha.

Esses adjetivos não invalidam o fato dela ser gorda. Ela é gorda sim, e tudo bem.

5 - Quem gosta de osso é cachorro, homem gosta de carne.

Sério??? E o Kiko??

E essas são só algumas das falácias que existem por aí. Ainda bem que agora a mulher gorda está se olhando no espelho, se descobrindo, se conhecendo, e choquem, descobrindo que podem ser felizes apesar de tudo o que falam delas.

Eu nunca fui alguém de levantar bandeiras, só que quando se trata do empoderamento da mulher gorda eu estou lá na frente, com a maior faixa que existe. Porque eu sou uma mulher gorda e eu aprendi que sou linda, maravilhosa e alguém que busca a felicidade como qualquer outro, e quero que todas as mulheres percebam isso, sendo gordas ou não.

Fico orgulhosa quando vejo uma imagem dessa na internet.

E para finalizar, vou deixar um depoimento que muito me emocionou e foi uma das minhas inspirações para escrever esse post, além dos textos da Polly no Lugar de mulher:


"Esse é o meu corpo. Esse é o corpo de alguém que sofreu com um distúrbio alimentar. Esse corpo é incompreendido. Quando as pessoas o veem, elas acham que eu sento no sofá comendo McDonald’s o dia inteiro, quando na realidade eu nunca vi um Big Mac ao vivo. Eles me dizem que é errado. “Não é OK ser gorda”, eles dizem. “Você precisa ser saudável. Emagreça.” Mas quando me veem na academia, eles sussurram e riem alto o suficiente para que eu escute. Eu sou uma piada. Algo para ser enfiado em um buraco até estar bonita para os padrões de sociedade. 

Mas antes que você me diga o que está errado com esse corpo, permita-me dizer o que está certo. Esse corpo pode correr por quilômetros sem me abandonar. Esse corpo é forte. Esse corpo tem curvas. Ele tem músculos e tem celulite. Esse corpo é movido a comidas saudáveis, mas não falha se o alimento com besteiras de vez em quando. Esse é um corpo tamanho 14, o tamanho médio da mulher americana. E deveria ser representado da maneira que ele é: lindo. Esse é o único corpo que terei para o resto da vida. Ele mostra minha batalhas e mostra meu progresso. Por que eu não deveria me orgulhar dele? Por que ele não deveria ser celebrado? Por que o caminho para a saúde não pode ser tão lindo quanto o resultado final? Eu sou grata por tudo que esse corpo fez por mim. Eu sou grata pelo caminho saudável que escolhi, mentalmente e fisicamente. Eu me orgulho do que superei. Esse é meu corpo."

- taiany araujo

TAGS: , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

6 comentários

  1. wow! esse texto <3 por favor, escreva mais sobre isso. tá tudo tão bem escrito e é tudo tão importante. muito obrigada por escrever isso

    ResponderExcluir
  2. SENSACIONAL, TAIANY! *CLAP CLAP CLAP*

    ResponderExcluir
  3. Obrigada meninas, e eu realmente preciso escrever mais sobre isso, porque eu amo falar sobre isso.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada meninas, e eu realmente preciso escrever mais sobre isso, porque eu amo falar sobre isso.

    ResponderExcluir
  5. PALMAS! PALMAS! PALMAS! É isso aí garota!
    Sabia que quando escrevesse sobre isso ia arrasar, ESSE TEXTO ESTÁ MARAVILHOSO!

    "Ainda bem que agora a mulher gorda está se olhando no espelho, se descobrindo, se conhecendo, e choquem, descobrindo que podem ser felizes apesar de tudo o que falam delas." <3

    ResponderExcluir
  6. ARRASOU! Defendeu nossa causa maravilhosamente bem! De verdade! #vaigordinha ♥

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *