arcade fire Carol Cardozo

Para quem gosta de música: Arcade Fire

20.7.15Colaboradores ConversaCult


Venho aqui nesta bela manhã/tarde/noite (depende da hora em que você estiver lendo o post) para apresentar uma das minhas bandas preferidas: ARCADE FIRE. Eles são uma banda de indie rock de Montreal, no Canadá, e existem desde 2001 (se você for procurar no Wikipédia, eles vão falar desde 2003, contando desde o lançamento do EP, mas existe uma demo de 2001, então eu conto desde 2001. Escolha sua versão).

Minha banda preferida e do Michael Cera também.

Tenho que pegar um pouco de fôlego pra falar todos os integrantes, porque é bastante gente. Ok, vamos lá: atualmente a banda é composta pelo casal fofo-master-relationship-goal Win Butler e Régine Chassagne (ele americano, ela haitiana, e os dois se conheceram no Canadá.), Will Butler (que é irmão do Win), Richard Reed Parry, Tim Kingsbury, Sarah Neufeld e Jeremy Gara. Ainda tem o Owen Pallet, que toca com a banda em shows, mas não é listado como um membro oficial da banda.

"Ok, vou fingir que não fiquei envergonhada
e vou dar uma rodopiada aqui pra disfarçar"

É complicado listar o que cada um faz, porque a banda usa MUITOS MUITOS instrumentos, e cada um toca um pouco de cada coisa. Tem desde guitarra, baixo e bateria até atabaque, violino e acordeão. O vocalista é o Win, e acho que a Régine também, tem bastante músicas em que ela é a lead singer, por assim dizer. Sarah e Owen ficam no violino, Tim toca guitarra, mas o resto, vão de um canto pro outro do palco dependendo da música (Win e Régine, principalmente).

Ela canta, dança, rodopia, toca acordeão, toca bateria,
 cuida do bebê, ELA FAZ TUDO, ELA É DEMAIS.

Eu comecei a acompanhar Arcade Fire em 2010, quando lançou o cd The Suburbs (o terceiro da carreira). Sabe aqueles momentos em que você lembra exatamente de todos os detalhes? Foi assim quando eu ouvi Arcade Fire pela primeira vez. Estava na varanda da minha casa, estudando e ouvindo rádio (um programa na extinta OiFm, que tocava indie rock aos sábados). É quando começa a tocar uma música linda que me despertou uma nostalgia absurda, me fez lembrar de um monte de coisa da minha infância... e aí a música termina, o locutor fala o nome (The Suburbs) e eu penso "Caraca.". Amor à primeira ouvida (escutada? I don't know.)

Eu, depois de ouvir The Suburbs pela primeira vez.

Arcade Fire tem a já citada demo de 2001, um EP de 2003, e quatro cds já lançados: Funeral (2004), Neon Bible (2007), The Suburbs (2010. Eles ganharam o Grammy de Melhor Álbum de Rock por esse disco) e Reflektor (2013). Eles passaram pelo Brasil duas vezes: em 2005 (onde tocaram no Tim Festival, no Rio) e em 2014 (tocaram no Citibank Hall, no Rio, e no Lollapalooza, em São Paulo. ALIÁS, EU FUI NO SHOW DO RIO E FOI UMA DAS MELHORES EXPERIÊNCIAS DA MINHA VIDA, mas isso é história pra outro post). Tem também lps lançados e um ep gravado com David Bowie. Cara, joga no Google e ouve tudo o que vier desses caras, é puro ouro.

Além dos cds, tem dois documentários, o Histoire de Feu e o Miroir Noir, feitos na época do Neon Bible. O Histoire de Feu foi rejeitado pela banda, mas tem basicamente o mesmo material do Miroir Noir. Ainda não consegui assistir o Histoire de Feu, então não posso confirmar. Faça um favor a si mesmo e assista os dois, vai ser épico do mesmo jeito. Também tem um curta, o Scene From The Suburbs, dirigido pelo Spike Jonze (o diretor de "Her", que teve sua trilha composta toda pelo Arcade Fire). 

E ESSA SEMANA ELES JOGAM A BOMBA:: vão lançar um filme (aparentemente) sobre a turnê Reflektor!!! E VAI PASSAR NOS CINEMAS!!!!!!1111ONZE!!!! "The Reflektor Tapes" vai ter cenas dos shows, bastidores, deles no Haiti (eles deselvolvem projetos de caridade lá, além de terem se inspirado em parte no carnaval haitiano para o "Reflektor"), enfim, será INCRÍVEL, TENHO CERTEZA!

Desculpe o caps, mas eu realmente não consigo me controlar quando se trata dessa banda.

Mas ok, chega de falar. Aqui vão algumas indicações:

- "Burning Bridges, Breaking Hearts", da demo de 2001.



- "Vampire/Forest Fire", do ep de 2003. Em minha opinião, um dos melhores finais de música que existem.



- "Neighborhood #1 (Tunnels), do Funeral . Melhor música de abertura de qualquer cd que eu tenha ouvido.



- "Neon Bible", do disco homônimo. Essa versão é demais porque é tocada dentro de um elevador. Imagina aquela montoeira de gente tocando dentro de um elevador HAHAHAHAHAH



- "The Suburbs", do também disco homônimo. Ouça as músicas desse cd acompanhando as letras. É mais ou menos a história toda do Scene From The Suburbs. E as cenas desse clipe são cenas do curta.



- "We Exist", do Reflektor. Nesse clipe Andrew Garfield interpreta uma trans. A letra dessa música é um filho falando com o pai, e foca na questão do pai aceitar um filho lgbt. É muito tocante.




Isso tirando os shows deles que são sensacionais. Procurem por eles, especialmente o Rock En Seine de 2007, dito por muitos fãs como o melhor show da carreira deles. E pra encerrar, um vídeo do show aqui no Rio ano passado. Um momento quase religioso pra mim. (aos 0:09 você pode ver dois balõezinhos vermelhos. Sou eu e a Bells xD)



Espero que vocês gostem desses canadenses/americanos/haitiana tanto quanto eu gosto <3

Tchau, gente!


- carol cardozo

TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Amo demais essa banda, quando a conheci eles já tinham lançado o Reflektor, eu tenho paixão pelas músicas deles, é uma das poucas bandas que eu gosto de quase tudo (nessa categoria só entram eles The Killers e Radiohead), eles abriram um novo horizonte musical pra mim, ok vou ali dar um abraço no meu Reflektor depois dessa enxurada de amor por Arcade Fire.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *