Captain Marvel carol danvers

6 personagens que me representam e como eles me transformaram

1.5.15Dana Martins



Eu tava tendo dificuldade de fazer esse texto até agora, quando eu acordei pra viajar e a primeira coisa que eu pensei foi: preciso de mais Clarke Griffin na minha vida. Que isso, Dana?

Estou fazendo a estreia da sexta temática de maio, onde alguns de nós vamos falar sobre personagens que nos representam e como eles nos transformaram.

1- Clarke Griffin (The 100)


Quando pensei que precisava de Clarke Griffin na minha vida, o que eu estava pensando era que precisava de mais fotos dela no meu celular pra me acompanhar na viagem, tipo um pequeno amuleto pra lembrar quem eu sou. Estranho? Talvez. Mas eu tô com muito sono e não quero passar a viagem sendo o meu lado broody Lexa. Então, ter algo da party animal Clarke por perto vai me ajudar a aproveitar mais.

E pensando bem, acho que a Clarke Griffin é uma das personagens mais parecidas comigo quando eu tô tranquila. Eu vou me esforçar e tentar cuidar de todo mundo ao meu redor, eu vou escolher dizer que o amor é o que nos faz forte, eu tenho problemas com a vontade de fazer o certo... Enfim, tirando a parte de cortar garganta de pessoas, nós somos bem parecidas. Ainda mais se ela não vivesse num mundo pós-apocalíptico.

2- Lexa Woods (The 100 / fanfic)


Ok, na série a Lexa não tem sobrenome, mas já que eu já citei The 100, eu queria dizer que ultimamente eu tenho me encontrado bastante na Lexa de fanfics (normalmente dão o sobrenome de Woods pra ela). Se Clarke é um cachorrinho, a Lexa é um gato. E, sei lá, eu fico nessa balança. Mesmo na série eu já tinha dificuldade pra saber se a Lexa ou a Clarke me representava mais, porque a Clarke tem esse lado muito sociável que eu não tenho. Só que eu nem sou tão fechada quanto a Lexa. Ou seja.

Mas enfim, a Lexa tem esse lado de se fechar pra os sentimentos e parecer meio indiferente a tudo, que, no fundo, eu me relaciono. Acho que eu sou tipo uma Clarke Griffin vestida de Lexa. Lendo uma fanfic eu cheguei a perceber até que, por um tempo, eu segui à risca o "love is weakness" e evito me aproximar dos outros pra não ser vulnerável. Mas aqui uma coisa interessante sobre representação: a gente não só se encontra no personagem e descobre sobre nós mesmos, mas também aprende a ficar mais confortáveis com quem nós somos. Porque parte de mim adora pessoas e tal, mas na maior parte das vezes eu não tenho a energia em mim pra viver em contato com elas. Resultado: essa Lexa que afasta as pessoas e vive bem sozinha me fez pensar bastante nisso.

Sem falar de que eu li uma fanfic que desenvolve o esforço da Lexa em se abrir pra Clarke e eu me identifiquei muito. Foi algo tipo “wow, é por isso que eu normalmente não sou aberta pras pessoas!”

3- Korra (The Legend of Korra)


Ok, se você olhar bem você vai ver que a Korra e a Clarke são bem parecidas. Garotas mandonas que acham que são responsáveis por salvar o dia chutando portas pra forçar o caminho, enquanto são atropeladas no caminho e precisam redescobrir quem são. Não duvido que em situação diferente a Clarke teria a mesma autoestima que a Korra. E eu sou totalmente I’M THE AVATAR AND YOU GOTTA DEAL WITH IT (no estilo Lexa, silenciosamente. Porque às vezes as pessoas acham que eu to esnobando. Não é isso, eu só gosto de compartilhar as coisas incríveis do mundo e acaba que eu sou uma delas -nnnnn HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAH)

Além disso, a Korra tem o lado físico e eu já fiz um post sobre como ela me ajudou a repensar esse lado de mim (você pode ver aqui). Aliás, acho que foi desse post que o Diego tirou a ideia de fazer esse CCSexta. Ah, e Avatar é a minha história preferida, tem o lance de equilíbrio, dominar todos os elementos, etc, etc.

4- Homem-Aranha


É, e eu também sou o Homem-Aranha. Eu não sei nem de onde vem isso, mas eu sou totalmente aranha tipo CASA PARKER NO SANGUE (eu não deveria escrever esse post com sono e correndo, enfim). Mas ele é um super-herói bem diverso. Ele é engraçado, e sério, e sensível, e inteligente, e forte (fisicamente) e elástico, e egoísta, e tenta ser legal. Eu to sentindo aqui uma certa vibe de responsabilidade com o mundo, mas eu não sei se eu sou assim. Eu só sei que eu adoraria voar pela cidade com teias fazendo malabarismo com o corpo. Mas eu gosto que não é algo tipo Viúva Negra stealth, ele pode cair na porrada. O que, basicamente, tem bem a ver com o meu estilo Korra. (e eu já disse que ele usa também a inteligência pra vencer os vilões?)

5- Capitã Marvel


Eu senti que precisava de uma super-heroína mulher e, pensando agora, quando The Legend of Korra terminou eu tive a sorte de me encontrar nas páginas da Capitã Marvel. Ela é muito mais séria do que eu, ainda acho que tenho uma veia Jessica Drew rolando (meu lado aranha?), mas todo o dilema de querer ser a melhor possível e fazer as coisas… tem a ver comigo. Nessa história em especial, ela corre o risco de perder quem ela é se usar os poderes, mas ela não consegue ficar em casa não fazendo nada. Considerando que daqui a pouco vão me matar pra sair e eu só tô aqui porque prometi que faria o da primeira sexta, acho que eu sou muito Carol Danvers. (e com muito orgulho)

6- Amy (Faking It)


Esse é todo o meu lado vulnerável. Tipo, eu sou como ela que aguenta as coisas em silêncio até explodir e possivelmente causar um desastre (nem sempre, mas). Eu também tenho um ponto fraco e acabo colocando meus amigos na minha frente. Também sou super confortável ficando em casa assistindo TV em vez de ir pra uma festa. Foi muito legal assistir Faking It com o Diego discutindo sobre a gente e os personagens (ele é a Karma) (e eu também sou a Lauren e ele é o Shane).

Enfim, eu vou parar por aqui, porque o apocalipse vai começar a qualquer momento. Mas quero encerrar dizendo que ano passado, quando eu comecei a pensar em quais personagens eu era, achei que tava maluca e quase tive uma crise de identidade. Eu tinha uma lista de uns 10 personagens de The Legend of Korra que eu era e isso porque eu só tava olhando essa série. Verdade seja dita: se nós olharmos bem, nós podemos nos encontrar em qualquer um. Na primeira versão desse post eu tava com um caso sério de irmãos mais velhos (me identifico com Sokka, Mako, Bellamy, Feiticeira Escarlate, Katniss e tinha mais), descobri que tem muitos paralelos entre a minha vida e o que esses personagens passam quando precisam lidar sozinho com o irmão mais novo. Parece até que eu e o meu irmão somos clichês fictícios. Eu também às vezes brinco que tenho o meu lado Kuvira, que acho que é a junção da Korra com a Lexa. E eu já fui todos os Vingadores, mas preciso dizer que me senti saindo especialmente bem depois que a Elilyan disse que eu podia ser o Tony Stark (não sei se o João gostou das consequências).

- dana martins

TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

7 comentários

  1. Dana eu queria comentar esse seu post, na verdade, eu queria ter comentado os seus últimos posts tb, eu só não sabia o que falar e ia sair sem dizer nada como das outras vezes, mas meninaaaaaaaa esse post tá tão perfeito e falando sobre identificações, um tema que está me interessando muito ultimamente, só que numa visão diferente dessas de personagensde ficção. Então no fim, eu só queria dizer Parabéns pelo post. E aproveito para parabenizar toda a equipe do CC, vcs são demais, esse blog é demais. Já indiquei para um bomnúmeros de pessoas e se continuar assim vou indicar cada vez mais. Não encarem minha falta de comentários como falta de prazer em ler cada post. Parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taiany <3 Fica tranquila, comente sempre que sentir vontade de dizer algo e, se gostar, compartilhe os links! Também fique livre pra discordar.

      E muito obirgada por tudo (essas palavras, os comentários nos outros posts e... os posts!!!) Vou falar com você no twitter

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Pensei que o Mercúrio era mais velho que a Feiticeira Escarlate.

    ResponderExcluir
  4. Pensei que o Mercúrio era mais velho que a Feiticeira Escarlate.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ele é! mas a dinâmica deles no filme é ao contrário (?)

      Excluir
  5. Oie!
    Passei pra dizer que me identifico com seu texto ali do lado sobre a Halsey <3
    Olha e também amo a Clarke e a Lexa, não acho que seja parecida com elas, mas gosto muito das personagens e de The 100, acho que é uma ótima aposta da CW. Também sou fã da Amy e acho que a Karma não merece ela ~~
    Bjs
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *