CCDicas diário

Saia do casulo e conheça a sua cidade!

24.3.15Isabelle Fernandes


Uma das melhores formas de se conhecer uma cidade é andando por ela. Isso normalmente é feito quando se viaja para uma cidade diferente, que é quando não tem tempo ruim. Faça chuva ou faça sol, não importa se é longe; você vai porque afinal de contas está ali pra conhecer o lugar, não é mesmo? Agora, porque a gente não faz isso na nossa própria cidade? Você conhece bem a cidade onde você mora? Você já visitou os pontos turísticos, sabe chegar na maioria dos bairros? Sabe quais são os melhores barzinhos ou restaurantes, as exposições em cartaz nos museus? Ou você se mantém na sua zona de conforto, indo apenas onde costuma ir, onde é mais perto da sua casa?

Eu também fazia isso até pouco tempo atrás, quando comecei a mudar essa situação. O resultado? Muitos momentos divertidos, edificantes, cansativos e inesquecíveis.

Tudo começou quando eu entrei na faculdade. Onde eu estudo tem MUITO ônibus para o centro e a zona sul da cidade, ao mesmo tempo em que passei a descobrir (ou a ter oportunidades para conhecer) lugares que me chamavam a atenção, como o Centro Cultural do Banco do Brasil e o Museu de Arte Moderna. Então, amigos, começaram as aventuras.

Quando percebo que o caminho está diferente...
Digo aventuras porque descobri que eu sou um tanto destrambelhada. Pego um ônibus pensando que ele vai passar em um lugar e depois descubro que ele faz um trajeto totalmente contrário, solto no lugar errado e preciso andar muuuuito ou então simplesmente não sei como chegar e saio perguntando pra todos os jornaleiros que encontro pela frente HFUSDHGUIDFHGIHDFG, assim quem sai comigo precisa estar preparado pra esse tipo de coisa. Mas também é desse jeito que venho descobrindo a minha cidade. Se não tivesse andado do CCBB até a Lapa atrás de um subway eu não teria conhecido um dos principais ponto turístico da cidade. Ao pegar um ônibus errado, acabei descobrindo como chegar no Jardim Botânico, quando eu deveria ter ido para o Museu de Arte Moderna, no Flamengo (nesse dia eu me superei, ADMITO).

Um erro de apenas 12 km. Só fui parar do outro lado da cidade, praticamente q

Conclusão:: talvez a palavra chave para conhecer um lugar seja se perder HFUDHGUIFDHGHFG. Felizmente eu tenho amigas maravilhosas que acabam se divertindo com essas confusões todas. Se não fosse assim, talvez as coisas não acabassem tão bem (também tem o fato de estarmos sempre ligadas no ambiente, porque tem lugares onde não é legal se perder q).

Com tudo isso, percebi que eu não fazia a menor ideia do que tinha por aqui no Rio de Janeiro. Quero dizer, eu até já tinha ouvido falar de alguns lugares como o CCBB, mas pensava "ah, deve ter nada de interessante por lá". Eu nem me dava ao trabalho de pesquisar sobre o que exatamente ele se tratava , o que oferecia para o público. E quando eu sabia, não ia por preguiça, por falta de oportunidade, por falta de dinheiro...sempre existem mil e uma razões pra não ir atrás de algo. Mas quando você se determina a fazer aquilo que deseja e se organiza, a coisa vai pra frente (como juntar dinheiro, ameaçar os amigos de morte se eles não marcarem logo etc q).

Agora eu procuro saber o que está rolando pela cidade, onde está e como posso chegar lá. Vocês sabiam, por exemplo, que a prefeitura oferece um tour com guia através da região do cais relacionadas à história negra? E é totalmente DE GRAÇA? Ou que existe uma feira de antiguidades, roupas, artigos nerds e entre outras coisas chamada Feira do Lavradio, e que ela funciona todo primeiro sábado do mês? Tem muitas outras coisas legais além dessas, várias eu ainda não conheci e pretendo mudar essa situação em breve.

Então amigos, sacudam a poeira e explorem o lugar onde vocês vivem. Não quero dizer com isso que devem fazer como eu e sair por aí de qualquer jeito, mas que afinal de contas, existem uma infinidade de mundos diferentes a serem explorados e eles podem estar a distância de um ônibus municipal. Costumamos sonhar tanto com as ruelas de Paris, com o clima urbano de Nova York, ou com as lindas praias da Oceania, mas pode ter tudo isso na sua cidade e você nem se dá conta.

Vou compartilhar com vocês registros de algumas das minhas andanças:


Essa é a Igreja da Candelária, no Centro


A famosa Lapa (descascada, mas o registro ainda é válido xD)

Não sei que prédio é esse, mas adoro a arquitetura


Praia de Botafogo (o cheiro não é dos melhores, mas a paisagem compensa q)


Teto do CCBB (na época da exposição da Yayoi Kusama)

Parque Lage (mais conhecido como a Quinta da Boa
Vista dos ricos q)



- isabelle fernandes

TAGS: , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

8 comentários

  1. Me identifiquei com você falando "mundos diferentes a serem explorados", porque, nas minhas férias em janeiro desse ano, eu tive um surto e meio que uma epifania. Eu chamava tudo de "planetas". Conhecia o centro do Centro, tinha pisado no aterro do Flamengo uma vez, tinha ido para a Barra algumas vezes a trabalho... Mas quem disse que eu sabia ir de um lugar para outro? Chamo a Barra de Nárnia até hoje. "Gávea? Outro planeta", "Leblon? Não faço ideia, outro planeta". Um dia eu fui fuxicar o Google Maps atrás de uma coisa e olhei o mapa do Rio. ERA TUDO CONECTADO! (Não, Felipe, o RJ é um conjunto de ilhas flutuantes). Eu podia ANDAR da Cinelândia até o Flamengo! QUE EPIFANIA! O universo se abriu pra mim. Eu peguei uma daquelas bicicletas do Itaú, fui do Centro até Copacabana, maravilhado com tudo.

    Ainda não sei como chegar ao Jardim Botânico, mas desbravarei esses mundos por partes. Só me sinto seguro com metrô por perto.

    Um lugar que achei muito legal e nunca tinha ouvido NINGUÉM falar dele é o Museu das Telecomunicações. Fica no Flamengo. Ele é todo futurista e modernoso. Inclusive, no dia que fui, estava acontecendo um evento de 3 dias para "geeks e simpatizantes" num prédio ao lado. A gente descobre as coisas do nada o.o

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, me deu vontade de conhecer esse museu xDDD

      Pois então, eu já andei do Flamengo até a Cinelândia (justamente no dia em que fui parar no jardim botânico HFUHGUDFHGUFDHGD) e também fiquei maravilhada. Ainda preciso conhecer melhor a zona sul e alguns lugares da zona oeste, como a praia do recreio, mas hei de fazer tudo isso até o fim do ano. QUESTÃO DE HONRA!!

      Excluir
    2. curiosidade: eu conheço o museu das telecomunicações. fui lá numa exposição nem lembro do que. não é o tipo de coisa que eu gosto, mas é legal ir

      E ANDAR DE BICICLETA DO CENTRO ATÉ COPACABANA COMO EU NÃO SEI COMO, ALGUÉM ANDA DE BICICLETA DO CENTRO ATÉ COPACABANA COMIGO POR FAVOR

      Excluir
    3. EU VOU mas prepare-se para acidentes porque não sei andar direito HGUDHFGUIFDHUGIDHIGHD

      Excluir
  2. Eita post maravilhoso, Bells!!!
    Também acho super estranho que não conheçamos os pontos turísticos da nossa cidade que estão na rua e são de grátis ou super baratos. Não sou a maior desbravadora da cidade, mas td inicio de ano faço listas de lugares que ainda não conheço na cidade e quero conhecer naquele ano. Na maioria das vezes, acabo o ano com poucos lugares visitados, mas isso vai melhorando de ano pra ano. Tenho férias do estágio em vista e pretendo conhecer a Casa Daros, o Museu de Belas Artes e o planetário da gávea. (eu iria no passeio de bike tbm se eu soubesse andar qqqqq)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUANDO FOR NO PLANETÁRIO ME CHAMA!!!!!! Sou louca pra ir desde pequena HGUDFHGIFHGIDH

      Excluir
  3. Hahahahaha Adorei seu post! Eu tenho feito isso aos poucos porque moro do outro lado da cidade, mas são coisas q eu sempre quis fazer. Eu adoro a parte do Centro e Zona Sul justamente porque é a área turística e é onde a parte onde tem mais programas culturais. Uma semana atrás mais ou menos eu visitei o Morro Santa Marta e foi um passeio super legal, barato e com uma vista maravilhosa! Fazer essas coisinhas diferentes, mesmo que aos poucos, me deixa muito animada porque as vezes a gente acha que precisa viajar pra outro lado do mundo pra achar coisas novas e legais, mas q nada. Pelo menos aqui no Rio eu fico feliz só andando no calçadão de ipanema haha.
    Beijo
    Nathalia

    BTW O planetário da gávea é lindinho e tentem ir lá quando tiver feira de Foodtruck, pq fica uma feirinha maravilhosa cheia de coisa gostosa, música legal e etc..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Fazer essas coisinhas diferentes, mesmo que aos poucos, me deixa muito animada porque as vezes a gente acha que precisa viajar pra outro lado do mundo pra achar coisas novas e legais, mas q nada"

      EXATAMENTE!!! A gente tem que aproveitar que mora em uma cidade turística e cheia de ambientes diferentes (temos praia, cachoeira, floresta, campo, montanha....olha isso!!) e ser feliz mesmo xD

      ~bells

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *