Com Você Editora Rocco

Pornoliterário - Por você & Com Você, de Laurelin Paige

28.2.15Isabelle Fernandes


OLÁ AMIGUES!! Eu, Bells, estou de volta com o Pornoliterário trazendo uma excelente indicação pra quem gosta de literatura erótica: a trilogia Fixed. Mas olha, pra ser sincera, a princípio eu não dava nada por esses livros. Achei que seria mais um romance erótico com cenas excessivas de sexo (a ponto de enjoar) e conteúdo sofrível, PORÉM ME ENGANEI TERRIVELMENTE!!!! A série tem tudo o que eu gosto em um livro do gênero: cenas de sexo interessantes (risos), boa narrativa, romance, muitos barracos e, é claro, um homem gostoso e bom de cama.

Como sou ansiosa, resolvi comentar os dois primeiros livros da trilogia logo de uma vez, Por Você e Com Você. Preparados?
"- Da última vez, nós fomos rápidos demais. Desta vez, eu preciso saborear a minha mulher."
No primeiro livro, Por Você, somos apresentados a Alayna Whiters, uma jovem recém-formada em MBA que trabalha em uma boate e está prestes a ser promovida a gerente. Parece tudo muito normal, exceto pelo fato de que ela ama demais. Literalmente. Alayna sofre de um transtorno compulsivo que a torna completamente maníaca quando se trata de homens. Ela faz telefonemas sem parar, invade a casa deles e os segue aonde quer que eles forem. Seguia. Agora Alayna é uma moça tratada e decidida a ficar bem, até que conhece Hudson Pierce, o magnata gostoso que, adivinhem, está de olho nela.

Cara, não. 
Os dois se sentem imediatamente atraídos e PIMBA: ele dá um jeito de ficar a sós com ela e faz uma proposta saída do século XIX. Hudson quer... que ela se torne sua namorada de mentira para fugir de um futuro casamento arranjado, recebendo em troca a resolução das suas dívidas. Gente, nessa hora eu me dei um facepalm. Até a Alayna ficou tipo "wtf", mas após uma rodada maravilhosa de sexo com o homem e a percepção de que estava financeiramente ferrada mesmo, ela acaba aceitando. Pois é.

Falando em sexo, preciso dizer que a autora não economiza no palavreado chulo. Preparem-se para ler "boceta", "pau", "cadela" e por aí vai. Eu particularmente prefiro formas mais sutis de descrição, mas a autora narra tão bem estes momentos que eu acabava deixando pra lá e mergulhava na cena que se desenrolava. Hudson Pierce sabe com agradar uma mulher, é paciente, dedicado e tem uma disposição absurda. É A COMBINAÇÃO PERFEITA. Além disso, a autora soube balancear as cenas de sexo com a trama, tornando este um elemento complementar e não principal. É isso que eu prezo em um livro erótico. Se eu quiser só sexo, é melhor ir caçar uns vídeos na internet, não é mesmo?

"Seus olhos escureceram quando ele esfregou as mãos em movimentos demorados da minha barriga até os meus seios e para baixo. Em seguida, elas foram mais para baixo, para o meio de minhas pernas.
- Eu poderia ficar olhando para a sua boceta o durante o dia todo - Seus dedos deslizaram pelas minhas dobras e circularam a minha fenda."

Então começam as tretas. É claro que o Hudson tem uma mulher no passado dele que ainda o ronda (e que é a mulher com quem a família queria que ele se casasse, por sinal) e uma família totalmente problemática, e são esses dois fatores que geram os maiores barracos nos dois livros. Foi aí que passei a gostar de verdade da Alayna, porque apesar de ser ofendida e humilhada de todas as formas, ela sempre tinha uma resposta sensacional na ponta de língua e nunca baixava a cabeça. Falando em barraco, acho que nada supera o mega clímax no segundo livro, que acaba em: muito barraco, revelações bombásticas e um problema gigante que pode colocar tudo o que o casal construiu a perder. Sério, eu nunca iria imaginar que aquilo fosse acontecer!! Eu imaginei que tinha algo por trás de certas ~coisas~ que aconteceram, mas nunca iria imaginar que fosse AQUILO. 

MINHA REAÇÃO DIANTE DAS BOMBAS

Aliás, devo admitir que é inevitável lembrar da trama de Cinquenta tons ao longo dos dois livros, mas na verdade eu entendi a história de Alayna e Hudson como um desafio à outra saga. Alayna está longe de ser uma mocinha inocente e jamais leva desaforo pra casa sem descer do salto (não muito q), enquanto Hudson, apesar de ter um certo passado tenebroso e ser todo ferrado emocionalmente, admira a inteligência e a mente voltada pra negócios da Alayna e evita se meter nos assuntos profissionais dela. Resumindo: ele a respeita como mulher, dona de si mesma. A não ser quando ele tem uma crise de ciúmes. De qualquer forma, isso já é o suficiente para fazer com que a trilogia fixed sambe na cara do Sr. Grey.
.
Então, acho que depois de tudo isso já dei motivos suficientes pra você ir correndo atrás desses livros, não é mesmo?





Nota: 5 conversinhas. Melhor série de literatura erótica que li até agora.


- isabelle fernandes

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *