365grateful Eduardo Ferreira

Então é Natal... E o que você fez?

25.12.14Eduardo Ferreira


Sempre que chega essa época de fim de ano e as propagandas natalinas começam a tomar todos os lugares eu (Eduardo) lembro daquela música:

Então é Natal... e o que você fez?
O ano termina, e nasce outra vez..



E então eu fiquei pensando nesse "e o que você fez?" e percebi que esse ano eu fiz muito mais que todos os outros anos! E eu percebi que grande parte disso foi por causa dos projetos que eu comecei nesse ano.

Mas, por quê?

365 Grateful


O 365 grateful é um projeto que te convida a tirar uma foto por dia nos 365 dias do ano de algo pelo qual você é grato. Esse vídeo explica melhor que eu do que ele realmente se trata.





O projeto é 2008, mas só tomou grandes proporções três anos atrás quando a Hailey, a criadora, fez esse vídeo e começou a espalhar por todos os lugares sua gratidão. O projeto tomou proporções tão grandes que Hailey já deu até palestra sobre ele no TEDx. (que eu aconselho todo mundo a ver porque é inspirador)


Em dezembro do ano passado eu descobri o filme About Time que me deixou pensando muito sobre a mensagem que ele passava. E mesmo depois de ver (mais de uma vez) ainda continuava com aquela mensagem na cabeça. Foi então que descobri sobre o 365grateful e percebi que eu TINHA que fazer esse projeto. O mais engraçado disso tudo é que no final de 2013 eu tinha feito essa mesma comparação da vida que ela faz no vídeo. A de parecer que estava vivendo em cima de uma esteira e nunca chegar a lugar nenhum.

Hoje eu vejo o quanto esse projeto mudou a minha forma de ver o meu dia.

No começo não foi nada fácil encontrar coisas aos quais eu fosse grato no meu dia, mas a parte mais difícil disso era ter que fotografá-las.


Não tem foto, porque você não merece nenhuma foto. -n

Assim que a primeira semana se passou eu percebi o porquê eu estava tendo tantas dificuldades em encontrar a tal coisa pelo qual eu era grato em cada dia e fotografá-las. Isso porque eu era grato pelos momentos. E momentos passam tão rápidos que só tendo uma câmera acoplada no meu olho para conseguir capturá-los.

Então, eu resolvi dar uma pequena modificada no meu 365grateful. (coisa que a própria criadora do projeto apoia. O seu projeto não precisa seguir as riscas o projeto original, só precisa da sua essência que é a gratidão). No site mesmo existem variações do projeto, como quando ela passou um mês gravando pequenos vídeos do que ela era grata.

Eu percebi que fiquei com a ideia de que TINHA que fotografar SEMPRE. Mas, fotografar nunca foi o real sentido do projeto e sim pensar sobre seu dia.

Então, comecei a anotar (no celular mesmo), as coisas pelo qual eu era grato, mas sem deixar de lado as fotografias. Eu continuava fotografando sempre que era possível, mas mesmo assim escrevendo uma pequena frase sobre cada momento pelo qual eu era grato no meu dia.


Uma pequena amostra do meu grateful.

O meu mês de janeiro pareceu ser gigantesco! Isso no bom sentido. Tudo porque no final do meu dia eu sempre parava para rodar o filme na minha cabeça das minhas ações naquele dia e anotar aquilo que eu era grato.

Os melhores dias eram aqueles que eu esquecia de anotar durante o dia e precisava, no final da noite, me obrigar a rever o dia para achar algo pelo qual eu era grato. E eu acabava encontrando coisas que ali no momento que estavam acontecendo não pareciam tão importantes, mas que no dia seguinte acabavam parando no topo da minha lista de gratidão.

No passar dos meses encontrar esse algo pelo qual eu era grato acabou se tornando tão fácil que no final do dia o que costumava ser uma frase acabava virando parágrafos e mais parágrafos.

Hoje, eu já não preciso ficar, religiosamente, parando todos os dias antes de dormir para escrever. Isso porque eu passei a ver meus dias de forma diferente e o projeto alcançou seu propósito a ponto de eu não mais precisar me esforçar a pensar em algo e escrever isso. Porque eu consigo perceber minha gratidão por eles no momento em que estão acontecendo e aproveitá-los muito mais dando a devida importância.

Eu não via o vídeo do projeto desde a primeira vez e agora aqui quando fui procurar para colocar nesse post, percebi o quanto de verdade tinha nele. Eu conseguia me identificar com praticamente TUDO que ela falava no vídeo. A conexão com a natureza, dar mais importância as pessoas que você convive. TUDO.

No dia 31 eu termino o projeto e com toda a certeza irei repeti-lo no ano que vem e tentar espalhar o projeto e convencer todo mundo a fazê-lo.


Photo Everyday
Ou, sabe-se lá como esse projeto se chama.



O Photo Everyday consiste em tirar uma foto de si mesmo, todo dia por 365 dias.


Para que isso, Eduardo?


Por que eu sou egocentrista e acho que 365 fotos minhas vão fazer o mundo um lugar melhor. Obvio! 




Mas, falando sério agora: Por que não?

Eu nunca tive o costume de ficar me olhando no espelho por muito tempo além daquele gasto para escovar os dentes e arrumar o cabelo (e talvez espremer algumas espinhas). E ficar tirando uma foto minha, todo dia me fez perceber o quanto eu tenho mudado desde a primeira foto que tirei. Mudanças sutis que quando colocadas as fotos lado a lado parecem gritantes!


Mais ou menos assim.

Sem falar que com o passar dos dias eu começava a achar que as fotos estavam muito parecidas. Essa coisa toda de você, o mesmo fundo, apenas uma camiseta/cabelo/barba diferente não era tão legal assim. E isso meio que me forçou(?) a ser mais criativo. A procurar um background diferente, elementos diferentes, expressões faciais diferentes, momentos aleatórios, etc..

Esperando que isso nunca aconteça.

A gente vê o tempo passar tão rápido que mal consegue assimilar as consequências disto. Mas, é tudo questão de perspectiva. Meu 2014 parece ter durado 2012 e 2013 juntos e ele ainda nem acabou!

E agora, quando a Simone (BFF já <3) cantar a música e me perguntar "o que você fez?" eu posso enfim responder e dizer o quanto esse ano mudou muita coisa na minha vida.

Que 2014 me trouxe muito mais do que eu podia imaginar. Que aquela decisão feita de última hora no primeiro dia do ano acabou mudando minha vida e minha forma de perceber as coisas de um jeito que eu nunca teria imaginado.

Que me fez levar a vida não tão a sério. OU quem sabe, tão mais a sério, a ponto de ser grato até mesmo pelos momentos ruins. Porque agora eu sei que eles são necessários. 

Um dia que tudo estava dando errado ser ofuscado por um simples pássaro pousando na janela da minha casa e tornando o dia incrível.

Momentos como voltar para sua casa de ônibus e no exato momento que você sai dele a chuva começa a cair forte e você não tem nada para se proteger. Um momento que normalmente eu praguejaria, mas que agora faz parte da minha gratidão.


Eu estava conversando com a Dana sobre esses projetos e ela disse que fica com essa ideia na cabeça que projetos tem que começar, por exemplo, no primeiro dia do ano. E isso não tá certo, gente! Calendário é só uma convenção. Se você começar um projeto hoje, ano que vem vai dar 365 dias e você vai ter seu projeto completo. Você não precisa esperar o primeiro dia do ano ou o primeiro dia do mês para começar algum projeto quando você pode começar hoje! É aquela mesma história da academia ou do regime começando na segunda-feira... Não faz o menor sentido!


Eu, por exemplo, comecei o photo everyday no dia 24 de abril. E tá dando super certo sem nenhum problema. Conheci o projeto naquele dia por meio desse vídeo e fiquei com vontade de fazer para mim. Então, comecei naquele dia. Por que não?

É claro que o Charles teve uma história muito maior por trás do seu projeto e para ele significava algo completamente diferente, mas isso não quer dizer que você também não pode fazer!

Pretendo colocar todas as fotos do meu 365 grateful num vídeo e postar nas redes sociais, então, se você estiver curioso para ver o resultado, fique de olho no meu twitter @dudusfe ou até mesmo se você conseguir me encontrar no facebook. E junte-se você também ao projeto!

-eduardo ferreira


Diz aí o que você fez neste ano de 2014 que o tornou diferente de todos os outros!

TAGS: , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Que post mais incrível, e que bacana todas essas coisas que você fez e que mudaram sua percepção!

    Deu vontade de ir atrás de projetos e descobrir um que eu fique in love e começar a fazer. :]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Helena :) Procura sim! No tumblr mesmo eu, vez ou outra, acabo achando um monte de projetos diferentes! Dá vontade de sair fazendo todos, mas cadê o tempo de sobre pra isso? HAHAHAHA

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *