CCHQ Diego Matioli

Por que o Gavião Arqueiro é meu Vingador favorito

16.3.14Diego Matioli


Eu sempre tive dificuldade com Os Vingadores. Não que considere o filme ou os personagens ruins. Só que enquanto todo mundo idolatrava o charme nórdico de Thor ou a arrogância cosmopolita de Tony Stark, esses ícones nunca tiveram tanto apelo comigo. Faltava a faísca que fundamenta a relação fã-personagem. Até pouco tempo atrás, eu diria, ainda que a contragosto, que não gostava de nenhum dos vingadores. Pelo menos, não o suficiente para acompanhar suas histórias em quadrinho.

Mas aí eu conheci o Hawkeye do Matt Fraction e tudo mudou.

Quando o lançamento foi anunciado, todos logo deduziram que seria um título baseada nos filmes recentes, com mais ênfase em rentabilidade do que qualidade, mas foram necessários poucos exemplares para as opiniões mudarem. Nem vou falar da arte minimalista e com ar cinematográfico, que é incrível (olha essas capas, gente), ou da ideia de ter um roteiro contínuo ao invés de arcos, como a maioria das histórias em quadrinho na atualidade. Matt Fraction, que é um dos meus escritores de quadrinho prediletos (junto com o Brian Wood, que atualmente assina X-men, vol. 4) me conquistou por que soube captar perfeitamente a ideia do personagem.

O título não quer saber dos vingadores. O Gavião Arqueiro é um vingador não-vingador. E isso o deixa muito mais próximo da audiência.

Você anda com os vingadores um pouco. Os cara tem, o que, armadura. Mágica. Super poderes. Super-força. Pó de encolhimento. Raios de crescimento. Mágica. Fatores de cura. Eu sou um órfão criado por artistas de circo lutando com um graveto e uma corda da era paleolítica.


























Não sinto que o filme se aprofunde muito no assunto, embora seja citado que o rapaz não se sente muito confortável no papel de herói. Diferente de seus companheiros geniosos, Clint Barton não possui nenhuma tecnologia extraordinária, mutação genética ou progenitor divino. Ele é tão humano quanto eu e você. Bem treinado, mas humano. E é exatamente nisso em que seu título aposta – e com isso que ele me conquistou completamente.

o amor entre Clint e Kate
Centrado em suas aventuras longe da equipe, Clint sequer mora na base da S.H.I.E.L.D. por não se identificar com a vida de herói. Ele é um cara simples, solitário, com um senso e justiça apurado, um humor autodepreciativo e um fraco por mulheres. Outros heróis só aparecem para mostrar mais do passado amoroso do rapaz ou para enfatizar suas dificuldades na luta contra o crime se comparado aos outros Vingadores.

Por que ele apanha. E como apanha. É difícil lembrar de um volume em que o homem não apareça sem hematomas, cicatrizes, cortes ou arranhões. Isso quando não está enfaixado ou engessado por causa de algum osso quebrado ou simplesmente acaba sequestrado e precisa ser salvo por sua fiel companheira e Gavião Arqueira honoraria, Kate Bishop. E é isso que eu acho mais incrível no Gavião. Ele não se acha nada demais, tem extrema dificuldade em sua profissão, mas isso não o impede de lutar pelo que é certo.

E seus problemas de compromisso, baixa-autoestima e teimosia são muito próximos da minha vida. Não que os outros heróis da Marvel não sejam igualmente bem trabalhados. Cada um possui um perfil bem definido e conflitos próprios.

Mas o Gavião é o meu herói. E acho que ele seria o de muita gente se dessem uma chance a ele. O título ainda está em andamento, mas infelizmente nunca o encontrei no Brasil. A série é vendida em volumes individuais ou em collects de 5 volumes. Quem quiser, pode adquirir versões digitais pela Amazon ou pela própria Marvel - que tem um aplicativo de celular próprio para a leitura das hq's.


e eu encerro este post com o melhor quadro de hq de todos os tempos.

Quer conhecer novos quadrinhos? Conheça nossos guias.

TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

14 comentários

  1. OMG! OMG! Você me convenceu Diego: o Gavião é incrível! Ele praticamente é o Batman da Marvel:
    (X) orfão
    (X) humano
    (X) vive se quebrando
    (X) tem um parceiro {no caso do Arqueiro, parceira}
    (X) não se vê como herói
    (X) mulherengo

    Adorei o post. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca tinha feito a associação, mas faz TODO O SENTIDO! Gavião Arqueiro é o nosso BATIMA!

      Excluir
    2. Só fiz a associação por causa do seu texto, antes dele nunca tinha dado bola para o Gavião.

      Excluir
    3. curiosamente, o Arqueiro Verde é o ~batima~ da DC.

      Excluir
    4. O Arqueiro Verde e o Batima tem muito em comum, verdade, mas ele é mais rabugento (adoro isso nele)

      . Alias, só gosto de 3 heróis da DC: Batima, Arqueiro Verde e Canario Negro.

      Excluir
  2. Oi!
    Diego, você convenceu a mim também, cara.
    Eu já gostava um pouco do Gavião por causa dos jogos antigos da Marvel e dos Vingadores (desde a Era do Super Nintendo e por aí vai). Mas nunca havia parado para analisá-lo tão bem.

    Meu herói favorito sempre foi o Homem Aranha. Porque ele é jovem, vai para a faculdade, tem problemas em casa, tem problemas com garotas, mas ainda assim é super bem-humorado, nerd, ama ciência, e faz de tudo para cumprir com o que ele mesmo diz ser suas responsabilidades (tipo: salvar o mundo), mesmo que apanhe pra caramba para isso. É fácil gostar dele e se identificar em sua figura. Ele é Espetacular! (Trocadilho hahaha)

    Mas aí vem você e me mostra uma outra faceta daquele cara roxo dos videogames antigos, e eu noto que, poxa, preciso ler um pouco sobre o Gavião. Fui mesmo convencido que o HQ deve estar muito bom.

    Foi um ótimo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Homem Aranha e os X-men sempre foram meus personagens favoritos da Marvel, por conta das animações que passavam na Fox Kids nos anos 90. Hoje eu acompanho fielmente os títulos dos X-men, mas os do Homem Aranha não tem me atraído mais. Adoro a essência do personagem, mas sinto que lhe faltam boas histórias na atualidade.

      Mas que bom que te convenci a dar uma chance ao Gavião. Ele é um personagem ótimo nessa nova versão do Fraction, e sinto que muita gente poderá se identificar. Depois volte aqui e me conte o que achou!

      Excluir
  3. Oi! Mto bom o texto! Essa série do Gavião é mesmo SENSACIONAL!! Matt Fraction continua bom.
    Fica a dica pra quem quer acompanhar no Brasil: essas histórias vem sendo publicadas pela Panini no mix da revista "Capitão América e Gavião Arqueiro". Em fevereiro saiu a ed.5, mas não deve ser difícil de encontrar as anteriores.
    abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tentei confirmar se era mesmo nesse título em que ele era publicado, mas não tinha conseguido. Obrigado por dar a informação. Eu desisti de ler quadrinhos no Brasil por causa dessas compilações que eles fazem (odeio o Capitão America, por exemplo). É tudo muito confuso e caro.

      Excluir
  4. Acho que eu comecei a ler a uns dois meses (e ainda não terminei, culpa do Bruce) mas eu adorei o estilo, a forma leve que a história vai se desenvolvendo e ainda mais como o Clint vai me conquistando. Eu adoro os Vingadore,s mas é só isso, adorar,mas apesar de toda HQ da Marvel tentar mostrar um lado mais humano nos personagens, acho que só essa me fez realmente ver isso :'D

    ResponderExcluir
  5. Meu personagem favorito da Marvel não está entre os Vingadores. O Surfista Prateado é o meu personagem favorito. Sua integridade ética e moral sempre foi o ponto de sua personalidade que mais preso e admiro, e é admirável mais ainda por manter essa integridade possuindo um poder quase ilimitado, e não deixar-se arrebatar pela vaidade e loucura alimentadas pela posse do poder.

    ResponderExcluir
  6. Eu já amava o Gavião Arqueiro. Mas quando li as HQ's do Gavião do Matt Fraction, passei a ama-lo mais ainda.

    ResponderExcluir
  7. Eu já amava o Gavião Arqueiro. Mas quando li as HQ's do Gavião do Matt Fraction, passei a ama-lo mais ainda.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *