bbc david tennant

Especial de 50 anos de Doctor Who: The Day of the Doctor

8.12.13Isabelle Fernandes



Fenomenal. Estupendo. Incrível. Emocionante. Divertido.

Estas são algumas palavras que poderiam ser usadas para descrever o que foi este episódio especial de 50 anos de Doctor Who no último dia 23 de novembro. O negócio foi tão bom, amigos, que alcançamos a marca de 70 milhões de telespectadores, além de entrarmos para o Guiness Book pela maior transmissão simultânea que já houve.  ISTO NÃO É POUCA BOSTA!!!

Então, após muitos dias necessários para absorver o impacto da coisa e pensar em algo coerente, eu - Bells - e a Elilyan vamos tentar descrever em alguns parágrafos nossas impressões, feelings e quem sabe alguns motivos para você, ó leigo, que ainda não se iniciou nesta seita mudar de ideia. Porque pra mim todos que gostam de sci-fi deveriam assistir. Ou até mesmo os que não gostam. Doctor Who é uma série aberta a todos que quiserem abraçá-la.

Bem, vamos lá! GERÔNIMO!!

- Bells: Sabe quando você vê todo mundo falando de uma série? Tantas pessoas comentando, surtando, fazendo referências e você lá, perdido (isso acontece muito no twitter e no tumblr). Eu era assim com Doctor Who. Tudo o que eu sabia era que a série se tratava de um alienígena que viajava pelo espaço tempo a bordo de uma cabine de polícia azul antiga. Isso já era o suficiente para me fazer passar longe porque nunca fui fã de coisas bizarras. Então me mantive assim por um tempo, resistindo bravamente à internet e alguns conhecidos me bombardeando com imagens, gifs, piadas internas, tudo relacionado a DW.

Então, veio o dia da iluminação. Resolvi assistir a esta bendita série.

Hoje agradeço imensamente a todos que me perturbaram a paciência para assistir, a todos os gifsets no tumblr que me faziam ficar com uma cara de "WTF" enorme e a todos os sherlockians que sempre diziam: "se você gosta tanto de Sherlock, com certeza vai gostar de DW". Porque se não fosse por tudo isso, eu não teria vivenciado o dia 23.11.13, The Day of the Doctor.

Acho que o melhor desse evento foi o clima na sala de cinema. Eu nunca vi tantos whovians reunidos em toda a minha vida. Afinal de contas, este é um fandom discreto na real life. Ver alguém usando uma camisa da série é quase como ganhar na loteria. Mas nesse dia não. Praticamente TODO MUNDO estava usando (inclusive eu, é claro rs). Haviam várias pessoas fazendo cosplays, várias TARDIS, fez, bow ties e sobretudos. Certamente uma das coisas mais lindas que eu já vi. Então estávamos todos sentados nas cadeiras, e o especial começou a rodar.

Sabe quando você se sente parte de uma coisa mágica e infinita? Acho que essa foi a sensação ali. Todo mundo gritando, chorando, batendo palmas. Todos comentando as referências às séries clássicas, dando guinchos desesperados e quase levantando da cadeira. Ali, naquele momento, eu percebi que I'M NOT THE ONLY ONE!! Quédizê, todo mundo fica atravessado pelos feels que esta bendita série proporciona tanto quanto eu.

E olhem, quantos feels. O episódio já começou com tudo mostrando 10th Doctor e o 11th Doctor interagindo juntos, sendo bobões adoráveis. Clara, Tardis, sequestro de helicóptero, UNIT, cenas da queda de Gallifrey, o War Doctor, BAD WOLF. Cada cena era como uma chibatada do bem nos nossos corações de fangirls e fanboys. O ritmo era ágil, bem no estilo do Moffat, várias peças do quebra cabeças sendo soltas aleatoriamente ao longo do episódio para depois serem amarradas de forma impressionante.

E por falar em Moffat, esse homem ARROMBOU. Provavelmente ele resolveu descontar todos os longos meses de críticas (bem fundadas, em sua grande maioria) no especial, fazendo com que ele fosse reverenciado até pelo whovian mais xiita. Pra mim, ele zerou a vida. Sério. Ele criou um novo plot maravilhoso. Encontrou e utilizou pontas soltas ao longo destes 50 anos de série para usar ao seu favor. Aliás, ele foi extremamente ousado ao alterar o rumo da história desse jeito, mas eu duvido que alguém não tenha gostado.Se esse alguém existe, tenho medo de você q

Moffat engenhoso bolando os novos rumos da série 

Mas acho que o melhor de tudo foi o sentimento de união que este episódio passou. Não houveram discussões e brigas por coisas como "10th doctor e Rose são mainstream", "Quem é a melhor companion" ou "Moffat é um lixo". Era uma pura e simples união para assistir ao momento mais esperado do fandom.

Eu não consigo encontrar uma palavra que descreva como eu me senti quando saí da sala de cinema. Eu só sei que eu estava naquele estado de choque, incredulidade, deslumbramento e aquele sentimento de vazio pós emoção fortíssima. Chorei, gritei, gargalhei, guinchei, quase me joguei da cadeira durante a 1 hora e meia de especial. Esse é o tipo de evento que fica marcado na memória da gente.

Termino com as duas palavras que quebraram tudo:

GALLIFRAY STANDS!!


Ps: Não poderia terminar este post sem falar do meu doctor, 10th VOCÊ ESTARÁ SEMPRE EU MEU CORAÇÃO. Sdds, lindo ;---;



- Elilyan: Assim como a Isa, sou uma fã recente de Doctor Who. Não foi influenciada a assistir DW pelos sherlockians, mas sim pelos meus amigos fãs de Fringe. Comecei tímida a acompanhar as aventuras do 11th Doctor (por isso ele é o meu preferido *.*) e depois me peguei completamente envolvida pelas loucuras e travessuras que só essa série fantástica proporciona. Já vi todas as temporadas contemporâneas e algumas das antigas, mas nada me preparou para The Day of the Doctor.

Quando The Day Of The Doctor, extensivamente divulgado pela BBC, foi anunciado não me empolguei muito. Sou uma whovian recente e achei que ficaria perdida, pois como episódio especial de 50 anos, provavelmente ele teria várias referências as temporadas passadas. Para me desmotivar mais ainda Fortaleza (cidade em que moro) não foi selecionada entre as cidades que exibiriam simultaneamente o episódio especial, então a minha motivação quase foi abaixo, mas logo me lembrei que fã que é fã dá um jeitinho e abençoada seja a santa internet!!!

Mostra da reação de todos os whovians a este especial
E gente, se nos cinemas, como disse a Isa, a galera surtou, na internet (onde não existe filtro e todo mundo solta a franga) foi uma loucura! Doctor simplesmente dominou o Twitter e o Tumblr. Entre as imagens mais pinadas no Pinterest, pelo menos metade era sobre o Doctor, todo e qualquer blog postou alguma coisa sobre o assunto (vi posts bem legais e inusitados como “qual o Doctor mais estiloso”, “aprenda a fazer a comida preferida do Doctor” e “5 episódios essenciais para assistir The Day of the Doctor”). Doctor simplesmente dominou as rodas de conversas no dia 23/11/13. Até minha mãe perguntou quem era esse tal de doutor que todo mundo estava falando!! É amigo whovian, podemos abrir um grande sorriso e ter a certeza que esse sem dúvida foi O DIA DO DOCTOR!

E que dia! E que episódio! Moffat, aquele grande fdp, conseguiu mais uma vez explodir cabeças e conquistar corações. Mesmo quem nunca tenha assistido a nenhum episódio da série pode ver a The Day of the Doctor e se emocionar com uma história cheia de drama, ação, aventura, humor e romance. The Day of the Doctor não é só um episódio de uma série que completou 50ª anos de história, é um filme digno de Sessão da Tarde (acho que os filmes da Sessão da Tarde são mais importantes que qualquer outro, pois eles marcam nossas infâncias e adolescência, fazem parte de nossa história de vida).

Acredito que daqui a 50 anos, quando eu estiver na Inglaterra aos 76 anos de idade, ao lado da Isa, estarei comentando com os novos whovians como foi vivenciar a experiência de The Day of The Doctor e de como esse dia marcou minha história de vida assim como marcou a do Doctor.


- isabelle fernandes e elilyan andrade

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM