2013 Ana Luíza Albacete

[Resenha] Insaciável / Mordida, de Meg Cabot

24.9.13Ana Luíza Albacete

por Ana Luíza Albacete

- Livro: Insaciável (Livro 01)
- Autora: Meg Cabot
- Editora: Galera Record
- Comprar: SaraivaTravessa
- No Skoob




Minicrítica - Sinopse:

Sinopse Oficial:
Você não aguenta mais ouvir falar em vampiros? Meena Harper também não. Mas ela é roteirista de uma novela famosa, Insaciável, e como os vampiros estão na moda os diretores do canal decidem que esse será o próximo tema a ser abordado na trama. Logo, Meena se vê obrigada a escrever sobre vampiros, apesar de não acreditar na existência deles. Não que ela seja alheia ao sobrenatural. Ao contrário. Na verdade, ela pode prever quando as pessoas irão morrer. Seu "dom" pra lá de sombrio só lhe traz problemas, e com o tempo Meena aprendeu que ninguém está interessado em saber sobre a própria morte, então se limita a dar alguns conselhos. Mas nem mesmo seu dom poderia prepará-la para o que acontece quando ela conhece Lucien Antonesco (e em seguida comete o erro de se apaixonar por ele), um príncipe contemporâneo com um lado obscuro. E esse lado negro é tão negro que muitas pessoas, como, por exemplo, uma antiga sociedade de caçadores de vampiros, fariam qualquer coisa para destruí-lo. 

Eu li Insaciável e sua continuação, Mordida, e resolvi fazer um post só com a resenha dos dois livros. Então o formato dessa resenha vai ser um pouquinho diferente das outras do blog ;)

Quer saber mais? Clica ai embaixo ;)

"Insaciável" conta a história de Meena Harper, uma mulher que é roteirista de uma telenovela americana e está em busca do cargo de redatora-chefe de Insaciável. Além disso, Meena também é capaz de saber qual será o motivo da sua morte. Isto mesmo, além de ser roteirista, ela é uma paranornal. Ela mora num apartamento com seu irmão desempregado Jon e o seu cão Jack Bauer. Tem um casal de vizinhos, Mary Lou e Emil. Mary Lou não deixa Meena em paz toda vez que pega o elevador. Mas o que Meena não sabia é que Mary Lou e Emil eram parentes de um príncipe. Um verdadeiro príncipe que era da Romênia e se chama Lucien Antonesco e que estava indo para Nova York para resolver problemas e acaba sendo recebido com uma festa e é lá que o futuro de Meena Harper muda completamente. Afinal, Lucien é um vampiro e se apaixona a primeira vista por ela. 

Insaciável é um ótimo livro, afinal, Meg Cabot nunca deixa a desejar. Aliás, se algum livro dela já deixou a desejar, você conta nos dedos quais foram de tão poucos... Mas, esse em especial é um pouco diferente, primeiro que ele tem 500 páginas (o que na real não é um problema), mas você fica esperando algo interessante acontecer durante as 120 primeiras páginas. 
Apesar de ser muito bem escrito, essa encheção de linguiça para poder introduzir a história acaba ficando muito cansativa e quando você começa a se envolver com a história, ele acaba. (Acalmem-se! Ele tem continuação que é o "Mordida").

Na verdade, eu acredito que Meg tentou fazer o melhor e ela nunca foi de ficar enrolando em seus livros, mas dessa vez, por mais que tenha ficado bom, ela errou a mão nisso. 

Em contrapartida, a construção da narrativa e dos personagens continuam impecáveis e coerentes. E você acaba se apaixonando por cada um que aparece nessa história.
Nota:
(4/5 conversinhas)





- Livro: Mordida (Livro 02)
- Autora: Meg Cabot
- Editora: Galera Record
- Comprar: SaraivaTravessa
- No Skoob

Sinopse Oficial: O poder especial de Meena Harper finalmente será valorizado. A Guarda Palatina - uma poderosa unidade secreta que caça demônios - a contratou para trabalhar na filial de Manhattan. A questão é: seu ex-namorado, Lucien Antonesco, é filho do Drácula e o príncipe da escuridão. Tudo bem, Meena decidiu que já chega de vampiros em sua vida... Ao menos até que consiga provar que, mesmo não tendo alma, os seres demoníacos não perderam a capacidade de amar.
Já em "Mordida", a história é mais rápida e bem mais dinâmica, mas consegue fazer com que "Insaciável" com toda sua encheção de linguiça seja ainda melhor.
O final dessa história me surpreendeu, mas eu acabei não gostando da ideia de ter acabado daquele jeito. 
Até gostaria que tivesse um terceiro livro, mas Meg Cabot deixou tudo tão amarrado que não tem nem como escrever um terceiro.
Na verdade, esses livros até me agradaram (já que eu não leio um livro inteiro há bastante tempo), mas não sei ao certo se poderia ser um pouco melhor... 

Nota:
(3,5/5 conversinhas)




Comparação com "Crepúsculo":

Apesar da saga "Crepúsculo" ter muito em comum com "Insaciável" as histórias são completamente diferentes, no sentido de que os vampiros da Meg são muito mais críveis do que os da Stephanie (eu gosto de crepúsculo, mas essa história de vampiro brilhar não cola).
De alguma forma, Lucien me encanta mais do que Edward. Talvez seja porque, apesar de todo o sofrimento de uma vida centenária, ele é mais real. Ele pensa no que é o melhor pra Meena mas não fica no dilema de "transformo ou não transformo para vivermos felizes para sempre?". 
E a Bella é muito mais dramática do que a Meena. Bella consegue sempre se meter em confusão e alguém tem que salvá-la, como se fosse uma princesa indefesa, já Meena acaba se metendo em confusões sim, mas ela consegue sair sozinha de algumas situações. Ela (na maioria das vezes) não precisa de um salvador.



TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM