cliques Dana Martins

Você sabe por que a Veja falou tanta merda sobre o Rock in Rio?

18.9.13Dana Martins

"Só pode ser uma piada essa matéria da Veja." Mas, gente, é uma piada. 

De duas uma: ou você já tá puto com a Veja (depois de clicar e ler a matéria) ou você ficou curioso por saber disso (e vai clicar e ler a matéria). Eu mesma fiquei com o dedo coçando para ver as merdas que eles falaram. Mas não cliquei, porque to cansada dessa bobeira toda. E por que eles fazem isso? (e por que você tem que parar de reclamar disso?)

É bem simples, qualquer um pode entender:

Eles falam merda. Você não concorda, porque você tem um cérebro, e vai ler pra ver a merda que eles estão falando (sei lá por que a gente faz isso). Você xinga muito no twitter (ou facebook). Outras pessoas com cérebro não concordam com a Veja. Elas clicam no link. Vão xingar muito no twitter.

Nesse meio tempo de muito blablabla nas redes sociais, as pessoas estão clicando no link e os números da Veja vão subindo. De cliques e da conta bancária, porque é relacionado. Não pense que é diferente: você está pagando com cliques.

Então a tão prometida qualidade de informação que você espera de um meio de informação decente (não a Veja, é claro), é jogada fora. Porque você não está compartilhando sobre a guerra na Síria (ainda tá tendo? não sei. eu sei que tá tendo Bon Jovi no Rock in Rio), ou sobre o que os políticos estão fazendo em Brasília ou sobre o que você está fazendo pra melhorar o mundo. Não, isso é chato. E não dá dinheiro.

Quando você clica numa besteira dessa que a Veja fala, ou aquele outro cara que falou que 50 Tons de Cinza, Crepúsculo, Kafka e outros eram livros pra idiota, você está pagando pra fazerem isso. E eles continuam fazendo para ganhar mais dinheiro.

Todo mundo gasta energia demais discordando e brigando. Eu posso falar mil coisas legais aqui e ninguém diz nada, então eu falo uma besteira e alguém comenta para consertar (tipo você vê nesses comentários do Mundo Avatar). E se números é que valem, não é melhor eu comentar um bando de besteira para ter 92383928 comentários discordando?

Quando você reclama (além de ser algo negativo) ainda divulga a Veja, tipo eu to fazendo agora. É bem capaz que você queira dar uma olhada nesse texto vagabundo. E mais dinheiro para a Veja. E incentivar a escreverem MAIS besteira.

Essa é a segunda vez em pouco tempo que um site de respeito publica falando um monte de merda só pra chamar atenção - e funciona, porque as pessoas que não concordam insistem e compartilhar até no céu pra reclamar. Então eu achei que valia a pena um comentário.



Ou se você precisa ainda mais de informações sobre isso, aqui vai um texto-sátira do The Onion como se fosse a editora do CNN explicando por que eles colocaram como principal notícia a Miley Cyrus no VMA.

-dana martins

TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

5 comentários

  1. Amei!
    Isso é o que eu tento dizer para todo mundo quando sai umas matérias absurdas sobre qualquer assunto. Eles querem de qualquer forma chamar atenção, e conseguem.
    E todo mundo só dá audiência, ao invés de simplesmente ignorar, que é o que deve ser feito com attention whores em geral.

    ResponderExcluir
  2. que texto legal :)
    só uma correção: o texto da editora da cnn é do the onion, logo é uma piada hahaha aqui tem a explicação http://www.mediaite.com/online/cnn-editor-responds-to-the-onions-brutal-miley-cyrus-themed-take-down/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem que toda vez que eu via esse negócio de The Onion não fazia muito sentido, pensei que era um site-paralelo pra falar coisas do tipo HUAHUAH Mas agora faz muito sentido. Muito obrigada, já coloquei lá. Mas não deixe a piada enganar: a lógica dessas revistas com cliques funciona assim mesmo.

      Excluir
  3. "Todo mundo gasta energia demais discordando e brigando. Eu posso falar mil coisas legais aqui e ninguém diz nada, então eu falo uma besteira e alguém comenta para consertar." EXATAMENTE ISSO.

    Eu já li muito a Veja. Na biblioteca da minha escola tinha, toda semana chegava um monte exemplares novos. Acho que o problema não é ler. O problema é ler e não interpretar. Acreditar fielmente em cada palavra e sair reproduzindo. Informação está ai, o que você faz dela são outros 500.

    Adorei o comentário e já compartilhei :)

    ResponderExcluir
  4. Interessante que esse texto foi escrito já há algum tempo, mas mesmo assim continua atual. A "mídia" segue usando a mesma tática pra chamar atenção E O PIOR É QUE AINDA FUNCIONA! Tudo é marketing hoje em dia. Aposto que essas campanhas, pelo menos boa parte delas, são feitas pro pessoal se indignar e divulgar a marca. Cada dia mais o "falem mal, mas falem de mim" está valendo.
    Eu antes era do time que clicava, lia, ficava indignada e ia xingar muito no twitter (não literalmente porque twitter nunca foi muito a minha praia, maaaas...) e gente, quanto tempo perdido com um ódio sem utilidade, além de dar dinheiro pra esses meios de comunicação/marca. Sou a favor de reclamar, sim, de colocar a boca no trombone, mas sem ódio gratuito.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *