CCgames console

Polêmica no mundo digital: Xbox vai lançar novo console que não é para gamers

22.5.13Conversa Cult


Tudo começou com o meu amigo falando que o novo Xbox foi apresentado. Mas a parte principal era: não dá mais para emprestar jogos. Você compra um jogo na loja, joga no seu console do Xbox e depois de zerar quer emprestar pra um amigo? O jogo não vai funcionar no dele. E é assim que começa a terceira guerra mundial.

Ou não.

Eu já não gosto dessas coisas limitadoras que lançam por aí (kindle, ou a história do xbox de pagar pela internet, Apple...). Então quando fiquei sabendo isso, já comecei a fazer planos para ficar rica e criar meu próprio console free. Mas isso é conversa pra outro dia.

O que eu vim falar é que me incomodou tanto que fui pesquisar mais sobre esse tal de novo Xbox e ver a besteirada que eles estão fazendo. O que eu descobri é que, na verdade, eles não estão fazendo besteirada nenhuma. Eles simplesmente não estão mais vendendo para gamers.

O novo Xbox se chama Xbox One e foi criado para ser "tudo em um só": videogame, tv, internet, cinema, caça-níquel e coisas assim. Pelo tamanho e cara de video cassete não tenho muita certeza se vai funcionar como celular. 

Oh, wait. O Skype é da Microsoft.

O que aconteceu é que a Microsoft aprendeu três coisas com os últimos anos: 1- está surgindo um monte de aparelhos de sistemas fechados e as pessoas estão pagando mesmo que mais caro por isso; 2- depois que a Nintendo lançou o Wii para o grande público eles se deram conta de que videogame funciona bem com outros segmentos; e 3- cada vez mais temos aparelhos "faz tudo."

Então o resultado?

Vamos fazer um super-computador empacotado a um preço mais barato que ainda tem um sensor de movimento! 

O posicionamento deles mudou ligeiramente: agora eles têm uma plataforma de entretenimento. 

Se você quer jogar videogame sério, você vai para o novo Playstation. Se você quer se divertir com tecnologia, você compra o Xbox One.


Mas videogame não é entretenimento? É, mas jogar de verdade é bem diferente de jogar Dance Central. (essa é a minha única tristeza em relação ao novo Xbox One, porque eu decididamente não quero comprar, mas adoro Dance Central)

Bem, então resumindo: Xbox One se afasta do novo Playstation e ganha sua própria área no mercado, pisando na Nintendo e tentando atingir um público maior. Interessante. Como isso vai funcionar na prática? Devemos descobrir no Natal, segundo lojas na Inglaterra a previsão é para lançar 30 de novembro por um preço de 400 libras (aproximadamente R$ 1.220, sem acrescentar todos os mil reais de imposto em dilmas).

Bem, por hoje a conversa termina aqui. Até mais!
-dana martins

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Até essa notícia de que não poderiam emprestar games, eu estava sériamente pensando no Xbox One ao invés do Ps4. Tipo, se o console estava com as configurações bem parecidas com a do ps4 e ainda tinha o sensor de movimentos, acho que a briga estava boa e dava mesmo pra refletir sobre qual comprar. Por mim, esse movimento foi burrice.

    Sem contar que, já que o novo Xbox vai ler em blu-ray, eles já perderam a retrocompatibilidade que era um dos pontos fortes do console - mesmo que não seja total.

    Enfim, vamos ver o que rola até lá.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *