bruxas CCFilmes

[Resenha] João e Maria: Caçadores de Bruxas

16.2.13Igraínne

por Igraínne Marques

- "João e Maria: Caçadores de Bruxas"
Hansel & Gretel: Witch Hunters  (2013)
- Direção: Tommy Wirkola;
- Roteiro: Tommy Wirkola.
- Atores:  Jeremy Renner, Gemma Arterton, Peter Stormare...
-  Ação/Aventura/Fantasia - 14 Anos  - 88 min. - Trailer
- Nos cinemas brasileiros desde 25 de janeiro de 2013









Mini-Crítica:
"João e Maria: caçadores de Bruxas" é um filme que segue a linha inicial do conto que todo mundo conhece. Os dois irmãos que seguem pela floresta até encontrarem uma casinha de doces. Uma casinha que tem tudo para parecer um sonho mas na verdade é um pesadelo. Uma bruxa maquiavélica dando olá, doces e mais doces sendo enfiados garganta adentro com o único intuito de fazer as crianças ganharem peso. Não importa muito, o evento foi de tal modo traumatizante para os dois que a vitória sobre a tal bruxa não pareceu suficiente: lá vão eles tentar ajudar a outras pessoas, em outras cidades e vilarejos, caçando bruxinhas em suas vassouras improvisadas.

Até que aparece um vilarejo realmente especial onde as crianças estão desaparecendo tipo ALOKA. É uma forma meio aleatória de dizer isso, mas é quase como se você sentasse na sala do cinema e visse *mais um caso* dessas séries tipo Supernatural, sabe? Não entendeu? Explico depois do pulo.

Quer saber mais? Clique abaixo para conferir a resenha completa.

Assim, eu estava esperando uma coisa quando entrei no cinema, mas encontrei um filme diferente. Não ruim, é claro (longe disso), mas definitivamente eu estava esperando ~~ mais ~~. Parece que eles pegaram a série João-e-Maria: caçadores-de-criaturas-mágicas-do-lado negro-da-força, escolheram um episódio qualquer e fizeram um filme em cima. Não que essa série exista, mas parece de fato que o filme é inspirado nesse tipo de coisa. Como a comparação com Supernatural que eu mencionei antes.

Estamos no filme errado?

Depois que eu saí do cinema, eu não conseguia decidir se tinha gostado ou não. Quero dizer, a história é boa, a produção é boa, mas a sensação que eu tive foi de que o encadeamento dos fatos foi feito de modo muito precário. As cenas de ação, por exemplo: parecia uma sequência alucinada que foi colocada em ordem de modo rápido para ninguém perceber os erros. Não sei se sou lerda por não acompanhar ou se realmente estava muito mal "lincado", mas foi o que eu achei.

Entendam, a história é boa. É ótima. A coisa das crianças desapareceram em massa meio que faz você ficar curioso (principalmente porque parece haver algum tipo de padrão), mas isso não segura as técnicas do filme inteiro. Pareceu que a introdução do filme durou tipo 10 minutos, depois o desenvolvimento surgiu com uns 2 conflitos e fim. O que quero dizer é que não só as cenas de luta são rápidas, mas o filme inteiro. Uma prova disso é que tudo não tem nem uma hora e meia (-oi?). E acho que dava para contar aquilo com mais detalhes se o diretor quisesse.

Assim, o filme fala mais da origem da história, não só como a coisa de caçar bruxas começou, mas a origem das duas crianças de fato. E acho que esse é o tipo de informação que dá pra passar, ponto. Sem mais, porque aí vira tudo spoiler. É aquele tipo de filme que qualquer coisa pode ser considerada violação de enredo. O que de certa forma é ótimo. Eu fui ver o filme sem nem mesmo ter lido a sinopse, eu vi apenas o trailer há muuuuito tempo e me animei. Acho que isso meio que fez crescer os pontos positivos (que apesar de serem questionáveis por conta da presença dos negativos, estão lá).

Por exemplo, os personagens. São extremamente bem montados, não só os principais, mas também as bruxas - principalmente elas, porque a maquiagem é de levantar e bater palmas. Se eu fosse criança teria pesadelos depois, sério. Até a Jean Grey Famke Janssen, cuja presença me assustou, me surpreendeu. Ela estava ótima, e convence muito bem no seu papel *rainha das-sombras-escuras-e-negras-do-seu-coração-de-pedra-imaculada*.

Olá, crianças, vamos brincar.

E eu continuo indicando para quem quer tirar suas próprias conclusões. Acho que talvez eu seja um pouco chata quando adaptam contos de fada para o cinema (porque é um assunto que me interessa de verdade), mas todos os meus amigos que assistiram dariam nota 11, numa escala de 0 a 10. E é um filme que tem lá seu lado bom sim, embora eu esteja parecendo contraditória nessa resenha. Acho que o que resume bem a situação é que (para mim) o  filme simplesmente não chegou . Só isso.

Sobre a nota: Eu acho que a história só não foi bem desenvolvida, bem aproveitada, porque a ideia original parece ter sido realmente ótima. Vou dar 3,5 (querendo dar 4) porque é aquela coisa. Tá disponibilizado em 3D não sei por que, não tem qualquer efeito assim no filme. É tipo quero o seu ingresso mais caro tentar lucrar mais depois de uma superprodução, imagino.

Classificação:
(3,5/5 conversinhas)

TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Não tinha muita vontade de ver esse filme. Parece que vai ser só mais um desses parasitas pegando a onda de séries tipo Once Upon A Time e aqueles da Branca de Neve. Um bando de nada, muita ação e um banho de pensamento meio estereotipado.

    Mas confesso que a Jean Grey me fez ter até alguma vontade...

    ResponderExcluir
  2. Eu quero assistir esse filme, até porque acho interessante recontagens de contos de fada, e bem, João e Maria como caçadores de bruxas é algo bem legal. Só que tem um problema; a história não pode se sustentar em um banho de sangue, e como os próprios atores disseram, é só pra entreter. Filmes que são "só pra entreter" é um PERIGO no caso de bilheterias, já que chove críticas negativas. O negócio é que acho que não vou assistir tão cedo, mas meu irmão foi ao cinema, e quando ele voltar eu vou pedir pra ele me contar. Porque na verdade, acho que esse filme "é só pra entreter" mesmo...

    ResponderExcluir
  3. Concordo com o Joshua, tenho medo desses filmes só pra entreter. Talvez seja porque eu sempre espero muito de um filme quando fala sobre um tema que me interessa... Não sei. Bom, quando vai sair uma adaptação de um conto clássico, eu sempre gosto de prestar atenção no que eles vão se basear pra fazer o filme. Vai mostrar a história de algum personagem antes da história que conhecemos? Vai apenas recontar a história? Vai mostrar o que aconteceu depois do conto original? Assim, quando vi a proposta de João e Maria eu achei muito bacana e decidi que iria assistir (nota: fiquei com um pé atrás porque as bruxas são muito feias, e eu tenho medo. Me julguem). Bom, depois da resenha decidi que só vou ver o filme depois que sair em DVD. A expectativa está super alta pra assistir e não quero me decepcionar ):

    Enfim, parabéns pela resenha o/
    Abraços <:

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *