2012 21 de dezembro

Game Over: 21/12, de Dustin Thomason

21.12.12Paulo V.


21 de dezembro de 2012. Chegou o dia.

Até agora, o mundo não acabou. Ainda dá tempo de acontecer, mas, enquanto isso, que tal conhecer um livro que fala justamente sobre o dia de hoje?

- Livro: "21/12"
- Livro Único
- Autor: Dustin Thomason
- Editora: Paralela
- Comprar: Submarino, Travessa e Saraiva.
- No skoob
Antes de tudo, devo dizer que não sou um dos fanáticos* que acreditam no fim do mundo no dia de hoje baseados no Calendário Maia, tanto que não me interessei por esse livro quando recebemos um e-mail da Companhia das Letras falando sobre ele. Eu não costumo ligar pros comentários de críticos famosos sobre um livro, mas, quando os li, percebi que o livro tinha um potencial para ser bem interessante.
* Nesse livro, essas pessoas são chamadas de “2012s”.

Ok, fiquei super animado e mal podia esperar para ler “21/12”, mas o todo o ânimo morreu quando eu recebi o livro e comecei a ler em setembro. Eu só consegui ler as primeiras páginas e achei um saco. Como era um livro de parceria, tentei mais duas vezes e aconteceu o mesmo, achei lento e desisti nas primeiras páginas. Eu já tinha pensado em conversar com a editora para falar que não estava conseguindo ler o livro e tudo mais, mas resolvi dar uma última chance, afinal, achava bacana trazer algo relacionado à data de hoje para o blog. E não é que eu me interessei dessa vez?

Antes de “engatar” na leitura, eu fiquei enrolando e enrolando e enrolando. Isso aconteceu porque a história é muito introdutória nas primeiras cinquenta páginas, se sabe muito pouco sobre o caso, etc. Mas as coisas começam a ficarem interessantes quando os dois lados da história, o científico e o mitológico, se unem.

“21/12” tem como ambiente Los Angeles. Na cidade, pouca gente acreditava na teoria do fim do mundo em 2012, incluindo Gabriel Stanton, um médico muito bem conceituado, e Chel Manu, tradutora e descendente dos maias.

Stanton trabalha no Centro Príon de Controle de Doenças, onde estuda as doenças priônicas (príons são agentes que atacam o sistema nervoso), como a doença da vaca louca. Dias antes da data do fim do mundo, ele recebe um paciente com sintomas de IFF, que é uma doença que faz com que a pessoa tenha um caso grave de insônia, levando até à morte. O que causa surpresa no médico é que os exames feitos no paciente não mostram os resultados esperados, levando à descoberta de uma nova doença.

Chel Manu entra na história quando se descobre uma relação entre o paciente e um códex maia nunca antes visto achado pelo próprio. Ela tem a missão de traduzir e estudar esse documento que data do período clássico dos Maias. Juntos, eles têm que descobrir o mais rápido o possível como a doença realmente apareceu e também uma solução para ela, porque ela se espalha cada vez mais rápido.

Agora que eu já li, percebo que eu fui burro em não ter insistido no livro antes, porque ele vale a pena. “21/12” tem uma história e desenvolvimento completamente diferentes do que eu havia imaginado num primeiro momento. Enquanto eu achava que ele ia seguir o estilo clichê do filme “2012”, o livro se mostrou muito original e inteligente.

A escrita do Dustin Thomason não é especial, é bem comum e até cansativa às vezes. O livro como um todo não tem um ritmo muito bom, mas, quando as coisas começam a acontecer de fato, você começa a se empolgar e querer mais. Outra coisa que me incomodou foram os capítulos que não fazem parte da continuidade da história e são, na verdade, a tradução do códex maia que eles estão estudando. É claro que ele é importante para história, mas é um tanto quanto cansativo de ser lido.

Uma coisa que eu já tinha lido em algumas resenhas e percebi durante a minha leitura é que o autor não conta personagens, ele conta o evento. O foco dele foi escrever sobre a nova doença se espalhando e os personagens ficaram em segundo plano, como se só estivessem ali porque alguém precisava estar envolvido no evento.

“21/12” mostra uma visão do fim do mundo diferente do que via sendo apresentado nos livros, filmes e séries. É ótimo para quem gosta de thrillers e está procurando uma história diferente do que se vê constantemente nos romances policiais.

O livro foi um oferecimento da nossa parceira, a Companhia das Letras! Obrigado! :D 


-paulo v. santana

TAGS: , , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

4 comentários

  1. Parece ser um ótimo livro, e o que é melhor, parece fugir do óbvio.
    Também sinto raiva eterna de mim toda vez que 'desisto' de ler um livro que pode ser muito bom, mas nunca vou saber se não insistir.
    Adorei!

    Já que o mundo não acabou, acho que dá tmpo de eu ler, né?? rsrs!

    http://devaneandopravariar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Paulo :D

    Interessante a coisa do fim do mundo no 21/12 ter sido tão popular a ponto de ter gerado até livro sobre o assunto.
    Mas então. Fiquei com um pé atrás por causa da coisa que você disse, dos personagens terem ficado em segundo plano. Pois uma coisa que eu mais gosto é me envolver com os protagonistas e torcer e me emocionar com eles. Mas parei pra pensar um pouco, e cheguei a uma conclusão: mas não é exatamente isso que fazem nos filmes apocalípticos? Tipo, geralmente se focam tanto no evento principal que os personagens ganham pouco destaque mesmo.

    Vendo desta forma, até que seria legal ler o livro. Fiquei curioso quanto ao desenvolvimento original que você citou, e vou tentar ler 21/12 quando tiver a oportunidade. A única coisa ruim foi eu não ter conhecido o livro antes, acho que seria ainda mais legal ler antes da data polêmica da qual ele trata, pra entrar ainda mais no clima de fim do mundo.

    Eu só queria saber a nota que você daria para o livro, para ter mais certeza se vale ou não vale a pena ler. Mas de qualquer forma, parabéns pela resenha e por persistir tanto na leitura :)

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, João, eu também queria que a resenha tivesse entrado antes para que vocês pudessem ter conhecido o livro antes. E eu dei 4 estrelas pro livro. :)

      Obrigado pelo comentário e desculpa pela demora em responder!

      --

      Recebi sua carta no dia 22 e confesso que me emocionei. Eu achei esse gesto lindo demais, você é foda. Que você receba de tudo melhor nesse ano que começou <3

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *