caiu do céu CCLivros

[Resenha] Cósmico, de Frank Cottrell Boyce

7.11.12Paulo V.

por Paulo V. Santana
- Livro: Cósmico
- Livro Único 
- Autor: Frank Cottrell Boyce
- Editora: Seguinte
- Comprar: Sem informação no momento, atualização em breve.
- No skoob










Mini-crítica:
Peguei o livro esperando algo no estilo John Green, mas recebi algo tão bom quanto, mas num estilo próprio, num estilo Frank Cottrell Boyce. Cósmico conta a história de Liam, um menino de doze anos que é constantemente confundido com um adulto por ser mais alto e ter mais pelos na cara do que o normal para sua idade. Sua vida é marcada por situações bizarras e engraçadas por causa do seu tamanho, mas acaba ficando só por isso - até o dia em que ele vai como o adulto responsável com quatro crianças para uma viagem espacial. Como nada dá sempre certo, eles acabam passando por problemas e ficam presos no espaço.

Cósmico, apesar de parecer um livrinho simples de aventura, é lindo. O autor consegue tratar os personagens e suas relações de forma incrível, fantástica... cósmica! Entrou para os favoritos. 

Quer saber mais? Clique abaixo para conferir a resenha completa.


Sabe quando você espera uma coisa de um livro mas encontra algo completamente diferente? Foi exatamente isso que aconteceu com Cósmico, mas não de uma maneira ruim e sim de uma forma completamente positiva.

Quando li a sinopse e um trecho do livro, sabia que ia encontrar algo muito bom e que ia me tocar, e por algum motivo imaginei um livro no estilo John Green. Contudo, Cósmico faz isso de uma forma diferente, é um livro com uma pegada mais infanto-juvenil mas que mantem a beleza de uma história Young-adult contemporânea – é no estilo Frank Cottrell Boyce.

O livro conta a história de Liam Digby, um menino de doze anos que adora jogar videogame, para ser mais especifico, ele adora o jogo online World of Warcraft. Liam seria um garoto dito normal se não fosse por ser bem mais alto do que o comum e ter pelos, parecendo um homem de uns trinta anos.

Liam passa por algumas situações engraçadas e bizarras por parecer um adulto e fica por isso mesmo, tipo ser confundido com um professor no primeiro dia de aula. Até aí tudo bem, mas um dia ele recebe a oportunidade de ir ao espaço em uma viagem de foguete ultrassecreta com um grupo de quatro crianças e ele, o adulto responsável.

Por mais que parecesse que a viagem seria perfeita e tudo daria certo, algo dá errado eles ficam presos longe de casa, no espaço.

Só de ler essa mini-sinopse dá para ter uma ideia do quão divertido esse livro deve ser - e realmente é -, mas o que o mais me agradou foi a beleza da história. Conhecendo tão pouco sobre ela, pode até parecer que é um livrinho bobo, mas ele é lindo.

Frank Cottrell Boyce consegue introduzir uma delicadeza na relação entre os personagens que emociona. Aliás, foi a relação entre os personagens o que mais me encantou em Cósmico. Pode parecer que o livro é só uma história sobre crianças com sérios problemas no espaço, mas ele é sobre pessoas e como elas se relacionam, principalmente pais e filhos.

Se os relacionamentos foram o que me fizeram amar o livro, diria que os personagens em si foram o ponto alto dele. Apesar de só se ter o ponto de vista do Liam, você conhece todos os personagens tão bem quanto o protagonista.

Achei fantástico como Samson Two, Max e Hassan, três das crianças que foram na viagem, são apresentados. Eles aparecem como mini-gênios pedantes na frente de pais que se acham o máximo por causa dos filhos e, ao mesmo tempo, eles são na verdade apenas jovens, cada um do seu próprio jeito. Florida, a quarta criança da viagem espacial e “filha” de Liam, também merece destaque, primeiro a conhecemos como aquela menininha que adora saber a vida dos famosos, mas percebemos como ela é tão inteligente quanto às outras crianças e que ser uma coisa não exclui a outra.

O próprio Liam também é fantástico. As reflexões sobre lugares com o mesmo nome, as comparações entre a “vida real” e o mundo virtual... é tudo tão incrível!

Quanto às informações mais técnicas do livro, devo dizer que a tradução é bem boa, no alto nível que a Companhia das Letras sempre apresenta. Já sobre a capa, eu não sei se gosto ou não. Digo, eu adorei o estilo do título e a ilustração do Liam nela, mas a fonte do nome do autor e o planeta Terra ali inserido meio que me incomodam. Mas soube que na edição final, a capa tem um efeito metálico, o que deve deixa-la bem interessante.

Enfim, acho que vocês já entenderam o quanto e por que eu gostei do livro, mas eu não me canso de dizer isso. Cósmico é um dos livros mais lindos que eu já li e isso é dizer muito quando já se leu A culpa é das estrelas e As vantagens de ser invisível. Eu recomendo, recomendo, recomendo e recomendo.

Na carta de apresentação que está na prova do livro, a editora fala sobre o outro livro do autor, Caiu do céu, que tem até uma adaptação cinematográfica de Danny Boyle e mal posso esperar para ler e assistir. Frank Cottrell Boyce entrou para a lista dos autores que eu mais admiro, ele é simplesmente... cósmico.

Classificação:
 (5/5 conversinhas + marcado como favorito)


Recebi o livro da nossa parceria com a Seguinte, selo da Companhia das Letras. Muito obrigado! :D


Até a próxima! o/

TAGS: , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Oi, Paulo o/

    Caramba, quantos elogios! Eu jamais ia imaginar que o livro era tudo isso. Pra falar a verdade, eu nem sabia nada sobre ele. Só vi a capa no Skoob (confesso que não gostei muito), mas nem dei muita atenção.

    Sempre faço de tudo pra conseguir ler os livros que vocês indicam, e com este não será diferente (: Se eu visse só a sinopse por aí, não daria nada pelo livro. Por isso o legal de ter a opinião de vocês. Só de comparar com A Culpa é das Estrelas e ter entrado pros seus favoritos, já é meio que obrigação ler, AUHAUA.

    Parabéns pela resenha incrível! Espero poder ler o livro em breve e dar minha opinião sobre ele.

    Abraços o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, João!

      Bem, eu sei que elogiei bastante, mas esse livro merece. Ele me tocou demais, principalmente por tratar da relação pai-filho. Acho que você vai gostar! :)

      Quanto a capa, eu já disse minha opinião na resenha, mas você viu a foto da versão final no Facebook da Seguinte? Ficou linda! :D

      Abraço,
      Paulo

      Excluir
  2. Curti! Não sabia que o livro era tão lindo assim... na bienal ele foi apresentado de uma forma mais cômica que até me interessou, mas acabei deixando pra lá. Eu realmente não gosto dessa capa, prefiro essa: http://www.bookequals.com/wp-content/uploads/2010/05/cosmic.jpg

    Beijos!
    whosthanny.com

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *