CCMúsica dona florinda

Para quem gosta de música: Florence + The Machine

9.10.12Paulo V.

"Alguém que gosta muito de música tentando dizer por que esse artista chamou atenção. O nome para quem gosta de música não é à toa, essa coluna aleatória é dedicada a todos aqueles que adoram descobrir um novo artista. Aqui eles estão, aproveite e até indique algum." 

Hoje: Florence + The Machine
Origem: Inglaterra
Similares: Lykke Li, Bat for Lashes, Kyla La Grande, Niki and the Dove, Marina and The Diamonds...

Esse post está para ser feito há um bom tempo. Tipo, essa é a minha banda favorita e vocês sabem o quanto eu gosto de compartilhar tudo o que eu amo aqui com vocês. Acontece que eu acabei enrolando, enrolando, enrolando e só saiu agora. Mas vamos logo pra parte boa senão eu fico com preguiça e desisto de escrever!

Bem, você com certeza já ouviu alguma música da Florence + The Machine, mesmo que não saiba. "The dog days ares over / The dog days are done / Can't you hear the horses? / 'Cause here they come" com certeza te diz alguma coisa. Essa música toca em todo lugar (sério, de vez em quando toca até na Globo '-') e foi exatamente assim que eu conheci a banda.

Eu fui escutando uma música ou outra e ficava nisso. Aí, em 2011, meu amor foi crescendo e em outubro, quando saiu o segundo álbum, Ceremonials, Florence And The Machine se consolidou no meu coração.

A banda é de uma qualidade tão alta que é difícil dizer o que mais me fez gostar, haha. Mas eu acho que é uma mistura de tudo. Digo, tem uma banda que eu gosto mais das letras das músicas, outra que gosto mais pelo instrumental e ainda outra que tem uma voz linda, mas a Florence And The Machine é uma mistura de tudo.

É inegável que a voz da Florence é maravilhosa, as letras são boas e profundas (sério!), além de ter um instrumental que - perdão pela palavra - é foda. Pode parecer bizarro, mas sempre que eu escuto uma música da banda eu sinto vontade de dançar. Não é a animação que uma música pop passa e que você dança, sei lá, na boate, ou aquele rock que você sai pulando de tanta energia, você quer curtir a música, só isso.

Flo e Isa <3
Uma coisa engraçada é que quando me perguntam qual é o estilo da Florence And The Machine, eu nunca sei responder. Na verdade, eu digo que é... diferente. Tipo, o conceito da banda já é diferente do que a gente vê por aí, começando pelos instrumentos. Não é sempre que você vê por aí uma banda investindo na harpa ou na percussão e isso é uma coisa que Florence And The Machine faz muito bem.

Deixando o detalhe do diferencial, acho que a Florence se encaixa bem em soul e até em folk. Há quem fale também em indie, mas eu não concordo porque não vejo quase nenhuma semelhança entre outras bandas que são realmente indie.

Partindo para a parte mais "técnica": a banda nasceu em 2007 e constituída pela Florence Welch (vocal), 25 anos, e a The Machine (A Máquina), que é a banda de apoio.  A The Machine tem vários músicos, entre eles a Isabella Summers (ou Isa Machine), que além de tocar teclado, escreve a maioria das músicas com a Florence. Além disso, as duas, inclusive, tem um projeto paralelo bem legal, o Florrible & Misrabella, que posso falar em um post futuro, se vocês quiserem.

A banda só tem dois álbuns de estúdio lançados, o Lungs (2009) e o Ceremonials (2011). Uma coisa que eu costumo dizer sobre os dois é que eles são bem diferentes entre si. Enquanto o primeiro tem meio que uma mistura de estilos, o último é quase que uma só coisa. Para ter uma ideia, em Lungs tem uma com uma batida mais pop (Kiss with a fist), outra que é mais sombria (I’m not calling you a liar) e outra ainda que tem até uma pegada um pouco country (Hospital beds).


"Never let me go": Escolher um único clipe para mostrar para vocês já é difícil e quando esse clipe é da Florence, as coisas pioram porque eles são realmente muito bons. Foi difícil escolher (ainda mais quando o fantástico clipe de No light, No light está concorrendo, mas esse é um dos que eu mais gosto



O que ouvir para começar? Do primeiro álbum, já falei das que eu mais gosto ali em cima, mas uma ficou de fora: "Between two lungs". Essa é provavelmente a segunda música que eu mais gosto e o instrumental é tão bom que eu nem sei o que dizer, apenas vá ouvir*. Do segundo álbum, além das duas que eu falei, ouçam "What the water gave me" (minha favorita <3), "Breaking Down" e "Heartlines" e só tenho isso a dizer. haha <3
*Um aviso: você terá orgasmos.

A música-tema de "Branca de Neve e o Caçador", "Breath of Life", também é daquelas que tem letra uma letra ótima e vale a pena. E o coral que canta junto é simplesmente maravilhoso! E se você tentou ouvir essas e não gostou, por favor se retire do blog e nunca mais volte aqui tenta "Sweet Nothing", que é bem diferente do estilo da Florence. Isso porque a música é, na verdade, uma parceria que ela fez com o Calvin Harris, que toca música eletrônica. Aliás, se você não gostar de música eletrônica não tem problema, eu não gosto nem um pouco e gostei bastante dessa. Se não der de jeito nenhum, pelo menos você viu a Florence sendo linda de homem! lol

Obs.: Esse é o meu primeiro PQGdM, digam-me nos comentários se vocês gostaram de como eu fiz (tentei seguir o estilo de sempre, mas nunca se sabe), o que querem que eu mude, etc.


Veja também

TAGS: , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

6 comentários

  1. FLORENCE <3
    Sou viciado na música dela desde o fim do ano passado. Gosto muito de Lungs, mas o estilo sombrio de Ceremonials me atraiu ainda mais. Não tem uma música daquele álbum que eu não goste.
    Adorei o post, Paulo :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM! AMO o Ceremonials, tanto que minha música preferida é dele. Mas Lungs também tem bastante coisa boa <3

      Obrigado pelo comentário! :)

      Excluir
  2. HEY, PAULO o/

    Você está meio que sumido, hein? flkgjfsg. Sério.

    ENTÃO! Eu gosto bastante de Florence + The Machine, e quando vi em um post aqui que você também gostava logo pensei em pedir pra fazer um PQGdM. Só que desisti, pois achei que a banda fosse bastante conhecida e não precisava de indicação (descobri que estava errado quando, apresentando um trabalho sobre artistas que eu ouço na aula de artes, citei a Florence e todos fizeram cara de "WTF").

    Conheci a banda faz tempo, numa promoção de descobrir de qual clipe era a imagem. Tinha uma foto do clipe de "Dog Days Are Over", e eu perdi porque era a única que eu não sabia qual era (peguei um ódio temporário da música por causa disso). Mas só fui começar a gostar mesmo depois que vi o cover de "Shake It Out" do Glee. Me apaixonei por aquela música, é minha favorita até hoje.

    Também acho super difícil dizer porque a banda me atrai... acho que é mesmo a mistura de tudo: o vocal, o instrumental, as letras... Mas acho que o principal motivo de Florence + The Machine ser diferente é o fato de mexer com o interior da pessoa. Estou delirando? UAUHAUH Sei lá, é o que eu sinto quando ouço. Pra mim é um tipo de música espiritual, que mexe com a alma, com o lado mais profundo de cada um. Acho (acho não, tenho certeza) que não consegui me expressar bem, mas a banda me traz uma vibração diferente de tudo o que já ouvi. Uma coisa inexplicável e incrível.

    Embora eu ache o som da Florence ótimo, nunca parei pra ouvir os CDs completos. Só fiquei com os singles e com algumas indicações... (tenho que tomar vergonha na cara e ir ouvir logo. Gente, não me apedrejem...). Qualquer hora vou escutar os dois discos pra conhecer mais um pouco da banda. Bom, por enquanto minhas músicas favoritas são "Shake It Out", "Between Two Lungs" (você que indicou essa, e é mesmo incrível!) e "Spectrum".

    Bom, quanto ao post em si, ficou ótimo (: Sério mesmo. Não vou ficar elogiando muito porque você sabe que eu adoro seus posts e tal... mas está ótimo assim, espero que você escreva mais para essa coluna!

    Parabéns pelo post *o* E obrigado pela indicação :D
    Até mais o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, João! Sim, eu tenho estado em falta com o blog, é que em setembro minhas aulas voltaram, aí eu tive que estudar bastante e acabei desanimando demais para escrever posts. ;x Mas aos poucos vou escrevendo mais, pode deixar que eu não vou parar de falar tão cedo. hahaha

      Pois é, muita gente não conhece FATM e na maior parte das vezes que eu apresento pra alguém a pessoa não gosta. ;x Foi o que eu disse no post, é diferente. Se você está muito acostumado a ouvir só rock ou pop ou funk ou qualquer outro gênero, pode ser difícil de acostumar e gostar.

      Sobre o cover do Glee, tenho que dizer que não gosto nem um pouco. ;x Nem de Shake it out nem de Dog days are over. Eu gosto tanto da voz da Florence que vem alguém cantar e eu fico "er, sério? Tenta outra banda, por favor." O único cover da Florence que eu "gosto", é de Shake it out do Smash. A voz da mulher é ótima!

      E já que você comentou de Spectrum, sabia que eu nem gosto muito da música? Sei lá, a Florence tem tantas realmente boas e eu acho só ok. Super não entendi quando o single entrou para o primeiro lugar dos mais vendidos de 498578943 lojas.

      E ouça os CDs completos, João! Outro que eu esqueci de dizer no post é o do MTV Unplugged, vale muito a pena! :D

      Abraço! o/

      Excluir
  3. Que bom q vc postou um post sobre essa banda, que por sinal é maravilhosa, espero mesmo ver bandas novas, parabens pelo blog.

    ResponderExcluir
  4. Gente, verdade .. nao tem o que não gostar de Florence And the Machine.. além de ser uma coisa diferente .. seilá, tem uma magia *--* só sei que cada dia eu amo mais o estilo, a musica.. nossa mãe .. hehe

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *