avatar CCHQ

Guia de Quadrinhos: Graphic Novel vs. Comic Book

30.9.12Dana Martins


O Joshua viu nosso último post do Guia de Quadrinhos e falou que ainda não entendia muito bem a diferença entre comic book e graphic novel. Eu, Dana, tinha curiosidade de saber mais sobre os dois tipos,  então fiquei com isso na cabeça e decidi vir falar aqui. E aí, você sabe por que o do Avatar na imagem é chamado de graphic novel e o do Deadpool é chamado de comic book?

Pensa na diferença entre série e filme. Ambos usam imagem em movimento, som, (...) para contar história, mas desenvolvem com estruturas diferentes. Em série cada episódio (edição da comic) costuma ter início, meio e fim, às vezes com dois episódios se completando. Cada mini-história de um episódio se completa formando uma temporada. Se forem muitas temporadas, tipo Doctor Who, até há outras divisões para conjuntos de temporadas. Já os filmes cada um praticamente se basta, no máximo tendo esses I, II e III da vida.
*Comic book, comic, gibi, quadrinhos, essas revistinhas.... 


Se você acabou de chegar no planeta e nunca assistiu filme nem série, vou melhorar a explicação (tem que pensar nos leitores alienígenas, né?). Existem dois tipos de graphic novel:

1- Graphic Novel que é coleção de comic book. 

Uma coisa que eu sempre digo é que ler livro é muito mais fácil do que ler quadrinhos. Você pega o primeiro livro do Harry Potter e pronto, já sabe o que aconteceu. Se não for série, melhor ainda, já termina ali. A graphic que é coleção de comic é a mesma coisa: ela junta vários números dentro de um ciclo da história (tipo o dvd da primeira temporada de uma série) e você lê. Pronto. Tão simples quanto um livro (quase). Há quem chame qualquer compilação de quadrinhos uma Graphic Novel, mas não é bem assim. 

Pessoalmente, prefiro chamar só quando completa uma história. Esses dias na livraria peguei um de capa dura sobre a Mulher Gato que reúne algumas edições que contam uma aventura dela pela Europa. Beleza, Graphic Novel. Daí a pegar uma faixa aleatória de edições, tipo do número 134 ao 157 do Batman, e juntar, só para comprarem em bloco, eu continuo chamando de compilação de comic book. 


Em uma parte do gif acima diz "52 all-new graphic novel", o que eles fizeram foi pegar as comics dos Novos 52 que estão saindo e juntar em volumes. Depois que sai umas 6 edições, eles lançam tudo junto em uma "graphic novel", tipo Catwoman Vol. 1: The Game

Ao mesmo tempo, aqui no Brasil a DC é lançada pela Panini e eles sempre colocam na mesma edição mais de um número, ou às vezes mais de um título (esse da Catwoman aqui sai em "A Sombra do Batman", veja mais). Seria quase como dizer que aqui no Brasil não existe comic, só graphic novel. Não é bem assim, acho que o diferencial da graphic novel é ter um ciclo de história fechado e a vantagem de não precisar sair atrás de várias revistinhas perdidas

Cá entre nós, daqui a um tempo vai ser tão difícil encontrar um vol 1 desse da DC quanto a edição 1, mas até que facilita não ter que passar 6 meses grudado na banca. 

2- Graphic Novel que é um livro escrito com imagens

Imagina que você quer contar uma história e você decide fazer isso com imagens. Imagine que a Suzanne Collins escreveu Jogos Vorazes com imagens. Pronto, esse é o segundo tipo. Ele não é necessariamente a reunião de várias comics como no caso anterior. Muitas vezes a própria estrutura é parecida com a de livros, com divisão de capítulo e tal. Só que em vez de ler um bando de palavras, você lê imagens.

Um exemplo é a trilogia The Promise que continua a história da série Avatar: The Last Airbender (A Lenda de Aang), que é feita pelas mesmas pessoas e continua logo depois do final da série. Acho que eles queriam contar mais história, mas não rolava fazer algo tão "grandioso" quanto uma série de TV, então eles tinham duas opções: 1) escreviam um livro contando ou 2) faziam uma graphic novel. 
*um fato interessante: a própria série do Avatar é dividida em livros para cada temporada, Livro 1, Livro 2... A estrutura realmente é de livro, principalmente Korra, só que com imagens. 

A diferença é que a comic book pode continuar saindo quase para sempre, acaba sendo feita por várias pessoas diferentes e é trabalhada ao longo do tempo. É algo mais seriado, dividido. Já a graphic novel é mais autoral, às vezes realmente mais trabalhada e que pode se fechar em si. (não é regra! assim como não é regra para série e filme)

Outro comentário no último Guia de Quadrinhos é do João, que falou que graphic novel parece ser mais sério que comic book,  mas isso não é bem assim. Tanto comic quanto graphic novel podem ser todo tipo de coisa. Assim como existem livros mais sérios e livros mais "descomprometidos". Na verdade, é uma forma de contar história, assim como a escrita e a imagem em movimento. Nada tem a ver com o conteúdo. Há, com certeza, gibis/comics e graphic novels infantis. Assim como há erótico. Você pode ler um extremamente filosófico, ou um que é puro entretenimento. 


E agora? Você consegue diferenciar entre esses dois? Só pela quantidade já dá pra ter ideia: Aí na imagem tem vários do Deadpool e dois do Avatar. Os do Deadpool eu nem sonho em ter tudo o que era pra ter, enquanto o do Avatar só mais um e eu completo a trilogia. Outro diferencial (não é regra, mas normalmente é assim) é a qualidade. Não dá pra ver pela da imagem, mas enquanto o do Deadpool é o papel de HQ qualquer o do Avatar é mais duro e ainda tem lombada, sendo que é o tipo mais simples. Outros detalhes também fazem a diferença: só no do Deadpool tem data na frente e a parte de trás é propaganda. A primeira página do Deadpool é uma sinopse, créditos e depois vem história. No do Avatar parece mais com de livro. 

Enfim, são pequenas diferenças no formato e estrutura que aproximam mais a graphic novel de um livro. Novamente: nada é regra. Mas acho que com o que eu disse até aqui já dá pra pensar bastante no assunto e ir diferenciando.


Duas coisas para pensar: 
Graphic Novel parece mais sério porque às vezes é a desculpa de gente """cult""" para estar lendo quadrinhos sem parecer infantil.
Sempre que surge uma capa de livro no Japão que é estilo mangá tem sempre alguém pra comentar "lá tudo vira mangá!". Isso é porque essa narrativa com imagens é mais comum lá do que aqui, tem tanto quanto ou até mais valor do que a narrativa escrita (livro) aqui. 


TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Oi \o/

    Dana, você tem o poder de esclarecer mentes confusas AUHUAH Deu pra entender bem agora as diferenças entre Graphic Novel e Comic Book.
    Eu não conhecia praticamente nada de Graphic Novel, só havia topado com o termo algumas vezes. Daí eu peguei essa impressão de que ela era mais séria do que o comic book por causa do Paulo kldfhglfkhhkl. Porque tipo, como ele anda postando sobre essas obras mais adultas (tipo Habibi, Retalhos e afins) eu achei que todos fossem desse tipo. E eu nem pra relacionar com outros que eu já conhecia, como o do Percy Jackson ali, que são mais descontraídos. Falha nossa, auehauheuaeh.
    De qualquer forma, muito obrigado por esclarecer minhas dúvidas o/ Eu até acabei descobrindo que tem uma graphic novel aqui em casa!!! Já é um progresso, haha.
    Ah, e essa capa japonesa de Jogos Vorazes é incrível, não é? O pessoal reclama que lá tudo vira mangá e tal, mas poucas capas são tão caprichadas e estilosas como essa.
    E GENTE, EU ACABEI DE LER APOCALIPSE Z! Estou suuuuuper satisfeito com o livro *-* Entrou pros favoritos ♥ (mandei um textinho contando minha experiência com o livro por e-mail, vejam lá quando der :D).

    Enfim, parabéns pelo post. Novamente, obrigado pelos esclarecimentos :)
    Abraços o/

    ResponderExcluir
  2. Mana Dana, vim lhe dar os parabéns por seu trabalho e convidá-la a acessar minha página de divulgação, eis o endereço → https://www.facebook.com/SavioChristiDesenhistaDivulgacao!

    Bom, abraços e até mais então!

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *