Brasileiros na Inglaterra CCSexta

Brasileiros na Inglaterra: Giu Fernandes

13.4.12Conversa Cult


Mais uma sexta, ou seja, mais um depoimento de alguém que já foi para o lugar que muitos desejam ir, a Inglaterra. 

Na semana passada tivemos o depoimento da Geovanna, que lutou bastante para conseguir chegar na Inglaterra. A convidada da semana, que também foi  fazer intercâmbio, é a Giu Fernandes do blog literário Amount of Words. Cliquem em "continue lendo!" para ler o que ela tem para dizer para vocês.

* No Tumblr estamos fazendo um desafio semelhante ao do mês passado, só que agora são artistas ingleses e, no momento, estamos tendo fotos de atores e atrizes ingleses. Para conferir o desafio basta clicar aqui.


Meu nome é Giu Fernandes, tenho 19 anos e estou no segundo ano de Direito. Eu sempre, sempre, sempre tive um fascínio por intercâmbios: eu ouvia relatos de quem já tinha ido (e adorado), eu devorava livros com essa temática e, ano passado, eu me perguntei por que eu não fazia um também?

Então, com 18 anos eu decidi passar um mês fora do Brasil. A princípio, a única coisa que você sente é animação e não-vejo-a-hora-de-embarcar-no-avião, mas quanto mais perto da data, maior o medo que dá... afinal, você vai sair do país! Sozinha!! Durante um mês (no meu caso)!!

Eu fiquei três semanas em uma pequena cidade há meia hora de Londres, em uma faculdade chamada London Holloway. Eu fui para treinar a falar inglês, mas, principalmente, pela experiência de sair do país e entender por que intercâmbios me fascinavam tanto.
London Holloway, foto tirada pela Giu
A ideia original era os Estados Unidos, mas optei pela Inglaterra de última hora para conhecer um outro país, já que tinha ido duas vezes para os EUA (e também porque na última semana eu viajaria pela Itália — uma oportunidade que não dá para deixar passar!).

Convencer meus pais foi ao mesmo tempo fácil e um pouquinho complicado: eles queriam que eu fosse, mas ao mesmo tempo não queriam. No entanto, eles apoiariam qualquer decisão e incentivariam minha vontade. Arrumar documentação não foi necessário porque eu já tinha tudo pronto. A parte da segurança foi um ponto decisivo para meus pais deixarem eu ir (o que também é uma boa dica para quem quer ir: escolha um lugar que você e seus pais gostem): eu fiquei no campus de faculdade, tudo era muito regulado, tinha refeitório (com uma comida horrível!!! A comida da Inglaterra não é seu ponto alto....) e os dormitórios — fato divertido: depois das onze, não podia sair do quarto. Mas sempre a gente sempre escapava e se encontrava no corredor. Os dormitórios eram conjugados e todo mundo quebrava “as regras” — era como se eu estivesse mesmo vivendo uma daquelas experiências que eu sempre li.

A Inglaterra é linda! Eu conheci várias cidades — Oxford, Brighton, Londres, Cambridge, Egham —, mas Londres e Brighton foram meus lugares favoritos. Brighton é uma cidade com praia (apesar de que mesmo no verão, estivesse frio demais para entrar no mar) linda! Londres dispensa comentários... a cidade é linda! De dia, de noite, com chuva, nublada, ensolarada! Uma das dicas que eu dou é experimentar um waffle em Lodres — são deliciosos! Ainda preciso comer um tão bom quanto o de Lodres!

As aulas... foram meio entediantes. Eu tenho certeza de que, apesar de a aula ajudar quem quer aprender inglês, o melhor lugar é na rua, conversando, se virando na cidade. É a melhor forma de aprender — interagindo com os ingleses ou com quem o único meio de se comunicar é com o inglês. É incrível o que você não faz quando quer saber como chegar em determinado lugar.. você fala inglês como nunca!

Esses 30 dias que passei fora do país foram ao mesmo tempo os melhores dias da minha vida, os mais ocupados, cheios de novidade, mas também muito complicados: não é tão fácil quanto parece estar em um país tão diferente, ainda mais se é a primeira vez, mas eu não trocaria a experiência por nada — nada! E se eu descobri por que eu gosto tanto de intercâmbios? Bom, eu descobri um pedacinho, que é que o intercâmbio é algo que você faz esperando muitas coisas, com muita expectativa, mas sem saber ao certo o que esperar. E essa é a graça do intercâmbio: você nunca sabe o que vai encontrar,  mas pode ter certeza é algo que te marcará para sempre. 

TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. egham e italia (roma, certo?) ^^
    vou chutar: voce foi pela experimento né?

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *