CCFilmes Cinema 2018

[CCCrítica] O Mistério do Relógio na Parede não é o que promete em seu trailer

5.10.18João Paulo Albuquerque


Quando fui ver Mamma Mia 2 com meu avô (que deve sair minha crítica em breve) e a gente acabou vendo o trailer de O Mistério do Relógio na Parede e rimos muito, ficamos acreditando que era um filme incrível e divertido. Chegando assim a somente uma conclusão: precisávamos ver. Uma pena que foi uma (se me permitem o termo) bosta.

Infelizmente o trailer, que é tão divertido, não passa a realidade do filme, que busca por questões levemente mais sérias e até mesmo dramáticas. O que acontece é o mesmo caso que aconteceu com o filme do Jim Carrey, Pequeno Milagre, onde o trailer transmitia a ideia de um filme mais puxado para a comédia, mas acabou que era de drama. E isso se deve justamente pelo ator, Jack Black, que também é conhecido mais pelas produções cômicas.


Por ter Jack Black, você pode esperar por momentos cômicos e divertidíssimos (que você pode muito bem conferir no trailer, também sendo os melhores momentos do filme), cujo juntamente de Cate Blanchett e Owen Vanccaro, protagonizam de maneira esplendida, com suas atuações excelentes e interessante química. Mas infelizmente o roteirista, Eric Kripke (também um dos roteiristas de Supernatural, que por sinal, tem easter-egg no filme), não soube criar o melhor o roteiro, assim como diretor, Eli Roth, não soube ser o melhor diretor.


Não me entendam mal, o filme tem cenas bonitas, CGI maravilhoso, uma comédia divertidinha, ótimos atores, uma bilheteria alta nos Estados Unidos, mas o filme parece "cortado demais" (tudo ocorre rápido demais para ser processado, quase como se esperassem que você já soubessem sobre o livro e como as coisas tem que acontecer), desconectado, sem uma mensagem clara no final, parecendo misturar dramas familiares dos personagens mais amizade e milhões de subtemas e subplots, enfim, o que aconteceu é: eu saí do cinema decepcionado. Primeira vez que saí de um filme decepcionado, e meu avô também.

As cenas de suspense são bem construídas, conseguem assustar, mas é um dos poucos pontos que tornam o filme mais interessante

Tinha tudo para ser um filme incrível, e daí não foi. E não sei se as pessoas já esperavam isso, mas na estréia aqui no Brasil tinha menos de dez pessoas na sala, isso contando comigo e meu avô. E eu sabia que por ser de semana, já não seria a maior estréia de todos os tempos, mas me surpreendeu demais a falta de gente dentro da sala.

Mas não acho que ninguém deveria ver o filme, só que, se for: não vá com expectativas. Porque senão você vai quebrar a cara de modo épico.

Nota:




Ano: 2018

Diretor: Eli Roth

Roteirista: Eric Kripke

Gênero: Comédia, Fantasia, Família

Duração: 114 minutos

Classificação: Não recomendado para menores de 10 anos

TAGS: , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM