#BingoLitNegra CCLivros

#BingoLitNegra

20.10.18Colaboradores ConversaCult


Quantos livros de autores negros você tem em sua estante? Essa não é uma discussão nova, muito já se disse sobre o quanto a literatura no geral (crítica, academia, mercado editorial, leitores etc) constantemente pretere autores negros. Não é de hoje, sempre foi assim, o triste é ver que em pleno 2018 ainda temos um caminho enorme para trilhar. E como podemos melhorar? Fomentando cada vez mais o consumo de literatura produzida por pessoas negras.

Existem muitos escritores negros e nem todos eles estão sendo publicados, é bem verdade (menos ainda por editoras tradicionais), mas se a gente caçar por aí, acabamos encontrando muitos nomes novos que merecem a nossa atenção. Pensando nisso, e querendo fazer algum projeto de leitura para o mês de novembro, quando temos o Dia da Consciência Negra, eu montei o #BingoLitNegra, um bingo literário voltado para leitura de histórias escritas por e sobre negros.


Inspirado no Asian Lit Bingo (Bingo de Literatura Asiática), criado por Shenwei e pelo grupo Lit CelebrAsian, o #BingoLitNegra tem a proposta de fomentar a leitura de autores negros e de livros com protagonismo negro nos mais diversos gêneros e temáticas. A ideia é que você escolha uma das linhas, colunas ou diagonais da cartela do bingo e que tente ler durante o mês de novembro 5 obras que contemplem cada uma das categorias dos quadrados da sua linha escolhida. Só depois das 5 leituras completas é que você binga (mas, claro, você pode escolher completar outras partes da tabela, ou, quem sabe, tentar fechar a cartela toda. Segue o seu coração!).

Acredito que a busca por livros em temas e gêneros diversos pode ampliar ainda mais os nossos horizontes, mesmo que alguns sejam mais difíceis de encontrar, porque esse é um bom desafio para aceitar em nossa vida de leituras. E, no final, eu tenho certeza que você vai se sentir satisfeito por ter entrado nessa jornada.

Você pode, por exemplo, escolher a primeira linha da cartela e achar alguns nomes muito interessantes para compor sua lista. Na categoria livro de memória ou biografia, temos Quarto de Despejo, de Carolina Maria de Jesus; em livro clássico, podemos ler A cor púrpura, de Alice Walker; livro africano pode ser completado com a obra Hibisco roxo, de Chimamanda Ngozi Adichie; para encaixar em poesia, temos Tudo nela queima e brilha, de Ryane Leão; e, por último, para livro nacional, poderíamos ler Entre 3 mundos, de Lavínia Rocha. Esses são apenas alguns exemplos dentre muitas outras obras que poderiam caber nessas categorias, e ainda temos muitas outras que podem ser melhores colocadas em outros quadrados da cartela. O importante é você escolher sua linha, coluna ou diagonal, e separar os livros para curtir ao máximo o seu bingo!

Durante novembro vamos usar bastante a hashtag (inclusive, já tem bastante coisa legal no twitter, então corre lá em #BingoLitNegra!), compartilhando os livros que queremos ler para o bingo, dando indicações e comentando nossas leituras em todas as redes sociais! E também fique de olho no twitter, porque vão rolar chats semanais durante novembro, vai ser usada a hashtag #BingoLitNegraChat e vão ter diversas perguntas sobre literatura para serem respondidas nas quartas-feiras às 18h (e o primeiro chat já vai começar no finzinho de outubro, no dia 31/10!).

Se quiser saber mais sobre o bingo, pode dar uma lida no texto que eu escrevi no meu blog, explicando melhor como funciona o projeto, e também não hesite em fazer perguntas se tiver alguma dúvida. Se prepare e venha com a gente deixar o seu novembro recheado de literatura negra!



***
Sobre a autora: Solaine Chioro é da baixada santista, mora em São Paulo e se formou em Letras – Português/Latim pela Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara (UNESP). Além de escritora, atua como revisora freelancer. Tem diversos textos espalhados pela internet e adora escrever e conversar sobre representatividade na cultura pop, o tema principal do podcast Duas Limonadas, um projeto criado por ela e Olívia Pilar. Seu primeiro trabalho, a novela A rosa de Isabela, foi publicado na Amazon de forma independente, assim como sua coletânea de contos de natal Sonhos que ganhei.

TAGS: , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM