CCConversa CCDicas

Você luta da maneira que pode

21.8.18João Paulo Albuquerque


Quando eu vi a imagem acima, eu fiquei tão contente, especialmente depois de ler a legenda e descobrir que isso era realmente o que eu achava que se tratava: eles usaram as cores referentes à bandeira Gay, mas também usada como bandeira LGBTQ+, sendo apaixonados por futebol, para zombar da polícia local, assim fazendo um protesto visual. E isso me deu o start para mais um texto: que você pode lutar da maneira que você conseguir/quiser. 


Às vezes vai existir pessoas que não querem mais lutar, que cansaram de militar porque é uma vida que nos leva ao limite da resistência e mesmo quando ultrapassa, a gente tem que sempre ser paciente para as pessoas, porque "calma, nem todo mundo entende das coisas como você".

Às vezes vão existir pessoas que lutam no modo hard. No modo mais vísivel, mais gritante: sendo afeminado (no caso de caras) ou 'caminhoneira' (no caso de moças), andando de mãos dadas, beijando, sentando no colo, abraçando, enfim, demonstrando carinho. E sim, é fato que são elas que conseguem maior visibilidade e provocam maior mudança, mas também correm um risco maior. Já é confirmado que somente com os números de agressões/mortes revelados como crime de ódio, em menos de um dia morre um LGBTQ, sendo que ano passado foram cerca de 440 mortos.

As camisetas são, em ordem respectiva: Espanha (vermelha), Holanda (laranja), Brasil (amarela), México (verde), Argentina (azul) e Colômbia (roxa).

Entretanto, há meios de você lutar no modo mais silencioso/menos demonstrativo (se isso for o que quer para você) que são extremamente válidos e causam mudança, por mais que achem que não:


  1. Corrigir alguém do seu grupo de amigos/colegas caso fale algo errado/maldoso em relação às minorias;
  2. Fazer texto para a internet (pode ser sem expor o rosto, caso queira -- aqui no Conversa Cult você pode fazer isso, só enviar um e-mail para a gente);
  3. Compartilhar informações em suas redes sociais;
  4. Fazer vídeo para a internet (há maneira de fazer sem expor rosto); 
  5. (dependendo de como conseguir) pode corrigir seus parentes; 
  6. Ler mais para se informar; 
  7. Fazer miniséries ou minifilmes com minorias/representando minorias; 
  8. Usar seu talento para passar informação (seja escrevendo, seja estudando, seja ensinando, seja desenhando..);  
  9. Denunciar comentários que sejam ofensivos na internet a fora (esse é o que eu mais faço ultimamente).
E muitos outros. O importante é encontrar o que for seguro e confortável pra você.

TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM