anime CCAnime

Filhos das Baleias

19.4.18Dana Martins


Esse é um anime novo que apareceu no Netflix e eu não conheço muito de animes, mas sempre que parece ter uma história interessante eu dou uma chance, foi o que aconteceu com Children of The Whales (Filhos das Baleias em português, Kujira no Kora wa Sajou ni Utau no original). Eu comecei a ver o primeiro episódio e

minina.

Não vou dizer que foi a melhor coisa da minha vida que não foi, mas depois do primeiro episódio eu quase morri de curiosidade. É uma sociedade pós-apocalíptica futurista que eles vivem nessas cidades que são tipo navios orgânicos(??) que navegam num mar de areia e são chamados de baleias. O protagonista passou a vida toda em uma chamada Baleia de Lama, que está à deriva nesse mar, e onde os habitantes são divididos em dois tipos: os Marcados, que tem poderes de levitar coisas e morrem por volta de uns 30 anos, e os Não-Marcados que são humanos normais e vivem até bem velhinhos. A cultura deles é toda voltada pra pra lidar com morte das pessoas queridas porque isso é algo constante na vida deles. 

Um dia uma outra baleia/navio/cidade aparece e, quando eles mandam um grupo pra vasculhar recursos, encontram pela primeira vez uma garota humana. Ela é marcada, não tem sentimentos e sabe bastante não só sobre o mundo, mas também sobre a Baleia de Lama onde eles vivem. A chegada dela marca o fim dos dias pacatos na Baleia de Lama, e uma porção de dúvidas sobre o que está acontecendo no mundo. 





Quando eu terminei o primeiro episódio, eu já estava cheia de perguntas. O que vai acontecer? O que aconteceu com o resto do mundo? De onde essa garota veio? E outras mais que são spoilers. E era uma daquelas curiosidades que me deixava ansiosa para saber mais, eu até tentei procurar na internet um resumão explicando tudo, mas como o anime é novo quase não tem informação por aí. Ou seja, o jeito foi assistir tudo. 

No geral, foi legal. Às vezes meio estranho e o drama parecia exagerado, mas foi legal. Tem umas cenas bem bonitas, e às vezes tocam umas músicas em cena de batalhas que deixa melhor ainda. 

No fim, Children of the Whales é sobre guerra e as crianças perdidas para guerra, sem ser muito pesado. O protagonista desde o início tem um impulso de registrar acontecimentos, e a história mexe com essa questão de importância de memórias, ter emoções vs. ter um coração de pedra. Tem muita morte também, mas não pareceu violência desnecessária (não costuma nem mostrar graficamente), é mais pra uma reflexão sobre as vidas perdidas. 



Uma coisa que foi diferente do que eu esperava é que a sinopse me fez imaginar que seria uma "aventura em busca de mistérios," enquanto todos os episódios dessa temporada se passam dentro da Baleia de Lama e não vai muito além dessa área. E isso traz mais perguntas também: Por que essas pessoas estão na Baleia de Lama? O que vai acontecer com a Baleia? 

Não tem muito mais o que falar além disso, acho que o grande motor da história são todos os mistérios e é legal ver, pouco a pouco, os personagens irem entendendo o que tá acontecendo nesse mundo e lidando com os conflitos que surgem por causa disso. Os personagens também são legais, principalmente o Ouni, ele é tipo líder de um grupinho de rebeldes/bandidos da baleia que sempre quis sair de lá e ver o que tem no mundo lá fora, mas aí eles vão descobrindo as verdades e- bem. babados. A construção de mundo é outro ponto forte, porque além de bem feito, tem uma mistura boa de pós-apocalipse com mitologia fantástica envolvendo deuses e certos "monstros."

A forma como os poderes - as marcas - são apresentadas também é visualmente muito legal.




Ver essas imagens pra colocar no post me lembrou da sensação boa de assistir, e acho que realmente gostei da história. Filhos da Baleia foi uma dessas histórias que você nem sabe que existe, começa a assistir sem saber onde vai dar e no fim a jornada é prazerosa.



Essa resenha foi adaptada dos meus comentários sobre Children of The Whales (Kujira no Kora) no Batdrama - a minha newsletter semanal. Lá eu faço comentários mais casuais e aleatórios de tudo o que eu assisto/leio/jogo, clique aqui para se inscrever e começar a receber.



TAGS: , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM