CCAnálise CCSéries

Stydia: como e por que eu parei de shippar?

12.3.18Colaboradores ConversaCult


Há apenas alguns meses atrás, se me pedissem para fazer uma lista com os meus casais favoritos de Teen Wolf, Stiles e Lydia, certamente, estariam entre os primeiros colocados. Contudo, desde a sexta temporada e, após parar para refletir sobre alguns aspectos, eu acabei mudando minha opinião.

Eles têm seus momentos, mas eu meio que perdi o meu amor pelo casal
O que rolou, foi: Stydia passou de um dos meus otp’s da vida, para um ship do qual tenho certo ranço só de pensar. O porquê dessa mudança tão brusca? Bem, isso se dá em vários fatores...

Comecemos então pelo fator externo, fora da série, que é a fandom. É claro, nenhum grande fandom escapa dessa “maldição”, que são as pessoas babacas – afinal, elas estão em todos os lugares – mas os Stydia stans estão entre uma das mais tóxicas que já vi. Daquelas que atacam personagens e até mesmo seus atores, só porque “atrapalham” o casal deles. Não são todos, é claro, porém, é uma parcela considerável e essa foi uma das razões pelas quais comecei a me afastar da fandom, afinal, eu também shippava Sterek.

Sterek
Com esse afastamento, comecei a analisar melhor alguns aspectos e cada vez mais, a decepção aumentava. Tendo dito isso, vamos ao que interessa:

Lá por volta de 2014, 2015, quando comecei a ver Teen Wolf, eu era uma pessoa bem diferente. Embora já soubesse que sou bissexual, eu não conhecia a maravilhosa sensação de ter representatividade e, até então, não buscava por isso. Logo, a princípio, eu nem percebi o óbvio queerbaiting feito com Sterek, Scisaac e outros “casais”. Aliás, eu nem sabia o que era queerbaiting.

Portanto, na primeira vez que eu assisti, eu nem cheguei a shippar Sterek – só foi acontecer quando conheci o maravilhoso mundo do Tumblr – e Stydia era o meu otp máximo. Eu adorava o clichê do carinha que sempre foi apaixonado pela menina, mas nunca foi recíproco, até que um dia, tudo começa a mudar e blá-blá-blá. Só que, por trás das cenas fofas, em que ele era super legal com ela (principalmente em comparação com o Jackson que, nas primeiras temporadas, era muito cuzão), ao reassistir comecei a notar que a paixão do Stiles pela garota era um pouco obsessiva. O que é confirmado pelo próprio Scott na quinta temporada, não é só interpretação minha. Aliás, o Stiles mesmo diz que “tem sido obcecado por ela desde a terceira série” no episódio 1x08. E, uma prova do quão bizarra era a obsessão dele por ela, nesse mesmo episódio ao descobrir que o Scott e Lydia se pegaram, ele fica revoltadíssimo (até aí, compreensível, já que é a crush e o melhor amigo) e usa o lance da lua cheia como desculpa, pra amarrá-lo e tratá-lo como cachorro, até escrevendo “Scotty” em um daqueles potes de ração, como forma de vingança. O nome disso não é mágoa, e sim obsessão e uma ação injustificável.

A Lydia, por sua vez, o ignorava. Com o tempo, os dois se tornaram amigos e a relação deles evoluiu para algo saudável e mútuo. E, nesse aspecto, eu ainda acho o desenvolvimento de Stydia ótimo e muito bonito. Especialmente no período da terceira temporada até a quinta.

Hoje, pra mim, os dois são como um “brotp” e é a única maneira que eu acredito que os dois funcionem
A coisa começou a desandar, justamente, quando o casal passou a, de fato, ser tratado como tal, na sexta temporada. Primeiro, no quesito desenvolvimento, porque a Lydia que, até então, nunca havia demonstrado interesse amoroso real no Stiles, quando ele sumiu de repente percebeu que ele era o amor da vida dela e que estava apaixonada por ele desde o beijo dos dois na terceira temporada. O que não faz sentido nenhum, já que na época a Stalia nem havia surgido e, mesmo ele estando 100% disponível, a Lydia sabendo que ele gostava dela, continuou pegando o Aiden. E, apesar de ela nunca ter dito que o amava, como foi com o Jackson, ela claramente gostava dele e ele dela.

Se ela amava o Stiles o tempo todo, o que foi essa cena então?
Sem falar que o relacionamento mais importante da série sempre foi a amizade Sciles e, do nada, passaram a tratar a conexão Stydia como se fosse mais forte que a do Stiles com o Scott.

“Scott, você é o meu irmão”

A transformação do Scott em lobisomem, o começo de tudo, é justamente porque os dois amigos foram atrás de um corpo na floresta
A princípio, eu relevei, já que o fato de que ela se lembrava dele quando ninguém mais conseguia, pode, talvez, ser justificado pelos poderes de banshee da garota. Assim que o Stiles voltou, teve aquele beijo que, sendo sincera, eu achei muito feio (sorry). Porque tipo, eu não shippo Stalia e nem Jydia, mas quando esses casais se beijavam, eles pelo menos pareciam que queriam aquilo. Já Stydia, me pareceu que eles estavam tentando sugar a alma um do outro pelos lábios.

Jydia se beijando

Stalia se beijando

Stydia e o beijo do dementador
O primeiro beijo deles, o da terceira temporada, que é onde supostamente a Lydia começou a amar o Stiles, eu até acho bonitinho, principalmente a maneira como eles se olham depois, mas ao analisarmos a situação, é um pouco bizarro, porque ele estava tendo um ataque de pânico e de acordo com a série, isso ajudou a pará-lo. Afirmação essa que não se aplica à realidade e me parece um pouco problemático que a série tenha passado essa ideia para o público.

Analisando friamente, fica muito menos romântico do que parece, né?
Ao fim da 6A, deram a entender que os dois ficariam juntos. Mas na 6B isso não veio a ser mostrado e os dois tiveram, no máximo, uns dois ou três momentos, que se resumiam em olhares. No último episódio, não foi dito se os dois estavam namorando, e nem mesmo deixaram subtendido. Pareciam amigos, o que me levou ao questionamento: “Pra que perder meia temporada transformando isso em canon, mesmo?”. Por puro fanservice?

A gota d’água foi quando o Jackson voltou (pausa para dizer que Colton Haynes é um homão, uma delícia e o marido dele é muito sortudo). Agora, assumidamente bissexual e em um relacionamento com o Ethan, o ex de Lydia ganhou um abração apertado da garota, cheio de emoção e carinho. Uma cena linda, que mostra o quão importante eles foram e sempre seriam um para o outro, mas que não somente teve mais sentimento que qualquer cena de Stydia na segunda metade da sexta temporada, como serviu para estragar o desenvolvimento do Stiles.

Abraço Jydia
Como um abraço poderia desconstruir todo o amadurecimento de um personagem? Eu explico: o Stiles ficou mordidinho de ciúmes por causa de um fucking abraço e ele literalmente, separou os dois. Wtf Dude? Eu amo o Stiles e sentir ciúmes é normal, mas não ao ponto de forçar duas pessoas que se importam uma com a outra e que ficaram anos sem se ver a pararem de se abraçar. Foi completamente ridícula a atitude do Stiles e uma regressão absurda! O que aconteceu com o amadurecimento dele mesmo? Quer dizer que, se tratando da Lydia, ele sempre vai ser esse adolescente imaturo, inseguro e obsessivo? A partir daí, qualquer possibilidade de eu ainda achar Stydia “fofo” ou “shippável” morreu e foi enterrada.

Voltando à 6A, ainda, há outros pontos e furos de roteiro causados pela decisão apressada de concretizar Stydia como um casal, como: se o Stiles continuou amando a Lydia initerruptamente por todo esse tempo, então ele só usou a Malia como uma forma de tentar esquecer a Lydia? Porque passaram duas temporadas construindo um relacionamento que, no fim, foi vazio e unilateral? Eu digo isso como alguém que não shippa Stalia (por motivos que não vem ao caso aqui), porque ainda assim é meio sem sentido.

Marrish é outro caso desses, já que eles criaram uma óbvia tensão sexual existente entre os dois e, mais que isso, estabeleceram que por ser um Cão do Inferno e uma Banshee, os dois tinham uma conexão e o Parrish tinha sentimentos pela Lydia, pra ser algo simplesmente esquecido no churrasco? Também não faz sentido.

O que nos leva ao principal e mais nojento feito de Jeff Davis ao longo dessas seis temporadas: o queerbaiting. Já tem um texto ótimo do Jota aqui no CC sobre isso ter sido a coisa mais desrespeitosa que fizeram nessa série e, bem, é verdade. Não é somente Sterek (e outros casais, como Scisaac, Malira, Thiam) mas o personagem do Stiles em si. Houveram vários,VÁRIOS momentos em que a sexualidade dele foi questionada. São tantos indícios de que ele seria bissexual que eu nem sei por onde começar! Vou deixar alguns gifs falarem por si mesmos:

"Eu não sou atraente para caras gays?"

"Você me acha atraente?", pergunta feita para um personagem assumidamente gay na série.

Quando uma garota bi que o beijou pergunta a ele se ele gosta de homens
Esses são só três das muitas vezes que deixaram subtendido que ele poderia ser bi, mas nunca confirmaram, ou sequer mostraram ele ficando ou tendo um relacionamento com outro cara. No entanto, sempre teve “algo a mais” na maneira como Stiles e Derek se olhavam, e como os dois se importavam um com o outro, por mais que nunca admitissem...

OLHEM ESSA QUÍMICA! Sério, não tem como interpretar esse olhar de outra forma
Sem falar que depois do Derek ir embora, na temporada seguinte (quinta) tem uma cena que mostra, claramente, que o Stiles sente falta dele:

“D.H” são as iniciais de Derek Hale
Praticamente toda cena dos dois juntos havia algo implícito, sugerido. Era queerbait puro. E na 6B, os dois tiveram mais cenas de contato físico que Stydia, que, supostamente, deveria ser o endgame da série. E pra quê tudo isso? Só pra brincar com algo que, na verdade, é muito sério? Porque nós, LGBT’s, não temos nem metade da visibilidade que os hétero cis têm na mídia. Nós estamos sempre em busca de representatividade e quando brincam com a gente desse jeito, é não só desrespeitoso, como ouso dizer cruel.

Um ship desses, bicho
Acaba que no fim, Stydia cruzou a linha entre a amizade e o romance por puro fanservice e pra nada. No fim, ninguém ficou feliz. Quem shippava Stalia e, principalmente, Sterek se sentiu injustiçado e uma boa parte de quem shippava Stydia, não ficou satisfeito. Os dois nem ao menos dão as mãos ou algo parecido no final! Jeff Davis tentou agradar todo mundo e acabou não agradando ninguém. E como se isso não bastasse, nessa brincadeira, ele ainda conseguiu ferrar inteiramente com o desenvolvimento e evolução de um dos personagens favoritos dos fãs...

Stiles percebendo o que fizeram com ele.
***

Sobre a autora: Isabela Duarte. Estou prestes a começar o Ensino Médio, sou apaixonada por literatura e Cultura Pop. Estou sempre buscando representatividade e saio shippando até os casais mais impossíveis. Meus hobbies principais (e talvez os únicos) são escrever fanfics e editar vídeos. Sou bissexual supostamente no armário, mas acho que qualquer um com um bom gaydar sente o cheiro de couro que emana da minha pessoa. Sou abertamente ativista, mas me expresso melhor através da Internet, do que na “vida real”.

TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Eu shippava Lydia e Allison, inclusive comecei a assistir a série só por causa da Allison. Nunca achei a série grande coisa, mas adorava a personagem e o queerbaiting sempre me foi óbvio e me irritava muito.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM