Armie Hammer Call Me By Your Name

[RESENHA] Me Chame Pelo Seu Nome

19.1.18Carol Cardozo


"Me Chame Pelo Seu Nome" (Call Me By Your Name) se passa em 1983 e nos conta a história de Elio Perlman, um adolescente de 17 anos que está passando as férias com a família na Itália, e Oliver, o assistente do seu pai (um professor), que é convidado a passar o verão com a família para ajudar em assuntos acadêmicos.

UM SPOILERZINHO OU OUTRO, NADA MUITO GRAVE, MAS SE NÃO QUISER SABER NADA, CORRA E SÓ VOLTE DEPOIS DE VER O FILME.

Papo vai, papo vem, os dois começam a ter um romance, que apesar de toda a discussão se seria pedofilia ou não (não é, na minha opinião, mas isso é uma discussão pra um post separado), em falta de outra palavra, refrescante.

"Porra, Carol, e o filme é lá suco de verão pra ser refrescante??"

"Refrescante" no sentido de ser só isso, um romance, algum drama, algumas tretas, mas nada que você não tenha visto em algum filme romântico com casal hétero. Não tem pais que não te aceitam (pelo menos não diretamente), não tem acidente, não tem doença, não tem nada trágico. É uma história com final feliz? Talvez não seja. Mas é isso, o casal principal não é tratado de forma diferente por ser um casal do mesmo gênero.

Ainda tem essa dancinha que fica absolutamente perfeita com qualquer música no fundo

Rolou nas interwebs também uma discussão Moonlight x Call Me By Your Name, e honestamente, eu deixo isso pra lá também. Só vai assistir. Te aquece o coração, te deixa feliz, te deixa triste, enfim, é um ótimo romance.

Atenção para: a trilha sonora (composta por Sufjan Stevens), especialmente a música final, "Mystery Of Love"; as cores desse filme, são lindas demais; e Timotheé Chalamet. ESSE MENINO É LINDO DEMAIS E ATUA PRA CARALHO.

<3
Ah, e o pêssego. O PÊSSEGO. Você nunca mais vai olhar pra um pêssego da mesma forma, vai por mim.

Nota:




***


- "Call Me By Your Name" (2017)
- Direção: Luca Guadagnino
- Elenco: Armie Hammer, Timothee Chalament, Amira Cazar, Michael Stuhlbarg
- Romance, Drama - 130 min 
- Em exibição nos cinemas do Brasil.





TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Eu assisti o filme e confesso que lá pela metade eu dei uma cansadinha. Pensei em dividir em duas vezes, mas insisti um pouco e terminei. Confesso que só vi pelo burburinho e pelos atores fofos. Achei um filme legalzinho e só. Não foi marcante PRA MIM, nem me deixou NOSSA QUE FILME. Mas talvez eu não seja o público alvo dele.

    ResponderExcluir
  2. A resenha foi curta, mas foi uma das minhas favoritas. Assisti o filme ontem, na estreia, poucas horas depois de terminar de ler o livro e, como você disse, se alguém está em duvida: "Só vai assistir. Te aquece o coração, te deixa feliz, te deixa triste, enfim, é um ótimo romance". Poucas vezes vi uma leitura em filme tão bonita sobre romance lgbt como nesse filme. É um respiro em meio à sufocante e infeliz realidade que vivemos, uma abertura para mostrar como é bonito se apaixonar, se conhecer, conhecer o outro, fazer parte. O mundo externo que a gente ta acostumado ficou distante, e é uma das melhores coisas no filme.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM