CCConversa CCdiário

Não é legal comparar dores, principalmente, como um parâmetro de 'eu sofro mais'

9.1.18João Paulo Albuquerque


Parece óbvio, né? Mas não é, aí que mora o problema.

Beleza, Jota, mas e daí? Todo mundo compara seus sofrimentos com os dos outros. Fato, quem nunca, né? Mas não to falando de comparar dores que não dizem respeito a condição humana da pessoa. Eu to falando justamente dessa mania imbecil que ocorre (e muito) dentro da comunidade LGBT+ (principalmente no meio gay). Uma urgência de comprovar que quem é Gay sofre mais do que outras sexualidades. Atire a primeira pedra quem nunca sequer pensou nisso.

Seja por falar que "lésbicas são mais aceitas na sociedade" (shame on 2014 me) ou "você tem uma família que te apoia, eu sofro mais", até mesmo deslegitimando a dor do outro "bissexuais? Eles não sofrem preconceito, afinal, ficam com o gênero oposto". Se você não achou nenhum problema aqui, eu devo lhe dizer que esse texto é especialmente pra você!

Eu tenho um amigo que até eu lhe explicar que "dores são individuais, cada um sente de uma forma, a minha não é a sua, a sua não é a minha, você passa por outra experiência, então não dá para comparar" ele ficava dizendo que "eu não entendia porque eu não passava pela dor que ele passava, que eu não passava por nenhuma dor por ser gay, afinal, eu tinha uma família que me entendia" (não com essas palavras, mas era isso que eu entendia) e eu: NÃO, NÃO E NÃO. Era isso que eu pensava sempre que ele falava essas coisas.

A dor é individual, deixe-me repetir: INDIVIDUAL! Cada um vive um tipo (ou vários) de dor e a situação não é a mesma, então não OUSE comparar. É babaca, e falo isso como alguém que um dia já tentou comparar. Podemos nos identificar com algumas pessoas, mas ainda sim, serão situações diferentes vivenciadas diferencialmente porque somos únicos e singulares.

Gays não sofrem mais que lésbicas, bis, pans, polis, trans binários, NBs, etc. Gays sofrem. Lésbicas sofrem. Pans sofrem. Bis sofrem. Trans binários sofrem. Não-binários sofrem. A comunidade LGBTQPAI+ sofre. E não podemos ficar comparando dores, ficar achando que a dor de ser gay é maior que a de cada um da comunidade, não só porque a comunidade LGBT+ é um meio de lutar contra a opressão vivida por todos, como são grupos distintos com suas diferenças. Cada um passando por uma dor similar ou não, mas jamais comparável.


TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Eu li uma frase, não lembro onde, que resume bastante isso: a minha dor é maior porque é minha.
    Como você bem comentou no começo, é do ser humano comparar dor (e outras coisas) e se achar o mais sofredor.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM