CCSéries Dana Martins

La Casa de Papel série para quem gosta de roubos geniais

11.1.18Dana Martins


Esses dias fui abrir o Netflix pra ver se encontrava algo bom pra passar o tempo e eis que uma imagem chama atenção: uma mulher na frente, com o pessoal usando esses macacões (é essa imagem acima). A sinopse era algo sobre um grupo de bandidos fazendo um roubo genial. Eu sou meio fraca por essas histórias, o que desanima é que é sempre um bando de homem e aquela mesma coisa de sempre, mas tinha uma mulher ali, em destaque, e eu tinha tempo pra gastar. Vamos ver como vai ser essa La casa de papel.

Resumindo: foi muito bom.

O primeiro episódio começa contando a história dessa garota, Tóquio, que fazia roubos por aí até que o parceiro (e namorado) morreu num confronto que terminou com ela assassinando um segurança e sendo procurada no país inteiro. É assim que ela acaba sendo recrutada, junto com um grupo de criminosos com diversas habilidades, pelo Professor para roubar a própria casa da moeda (onde fabricam o dinheiro) da Espanha. 

A série, de 15 episódios (13 até agora no Netflix), vai acompanhando o desenrolar desse roubo. Mas é uma temporada inteira pra um roubo só? Sim. Não vou contar a razão, porque é legal ver cada parte do plano se desenrolar, mas o troço dura dias.

A gente conhece cada um dos bandidos, alguns dos reféns e alguns dos policiais, e a dinâmica segue assim: o povo lá dentro tentando escapar, os bandidos tentando manter ordem, a polícia tentando arranjar uma forma de acabar com isso sem ninguém sair ferido e o Professor, do lado de fora, jogando com eles.

quando você liga a TV e descobre que ficou famoso

Acho que o mais legal é que La Casa de Papel faz a história de um jeito que a gente torce pra os dois lados. A polícia é comandada pela inspetora, Raquel Murillo, que é uma mulher foda mas não aquele "chefona unidimensional." Uma das coisas mais legais foi ver a personagem desmoronar e todas as vulnerabilidades, mas ainda indo em frente e sendo brilhante em encontrar a solução. Graças a ela, eu não consigo não ficar AAAAAAAAAAAAAH PEGA ELES. DESCOBRE. 

Nairobi, Tóquio, a Raquel e duas das reféns
Só que ao mesmo tempo eu tô ali torcendo pra eles conseguirem se safar. Talvez até essa seja a parte boa: o que a gente quer é meio impossível, do mesmo modo que o que os bandidos estão fazendo. 

Sobre o povo que tá roubando em si, a minha relação é um pouco complicada porque a gente vai conhecendo cada um através dos episódios, coisas acontecem, minha opinião muda. Alguns eu só tô "ai pf não aconteça nada de ruim a ele." E outros eu só QUERO QUE MORRA DIABO. O grupo acho que tem 8 mais o professor, com duas mulheres!!! Além da Tóquio tem a Nairobi, e ela é um amorzinho, quero que fique rica e roube muito. E tem até um personagem gay, que eu não sei muito o que achar.

E outra coisa que faz a série ser boa é que muita coisa dá errado. E dá errado pra todos os personagens, além do planejado, de modo que você vê todo mundo ficar com a corda no pescoço. Acho que isso é importante porque nesses filmes de "crime genial" sempre tem um personagem que parece IMPENETRÁVEL, mas nem o Professor escapa de momentos de erro e que ele precisa suar a camisa pra consertar as coisas e colocar o plano de volta nos trilhos. E eles fazem isso de modo que o personagem continua parecendo genial e no controle.

O Professor, aliás, é outra parte importante. Ele e a Inspetora passam a série jogando xadrez, um tentando explorar a fraqueza do outro, e por grande parte da história ele tá sempre um passo a frente, mas ele tá um passo a nossa frente também - então quando tudo parece que deu merda, ele já tinha calculado que aquilo ia acontecer e encontrado uma solução. 


A maior fraqueza dele é que ele depende dos bandidos lá dentro confiarem nele e fazerem o que ele quer, e isso nem sempre acontece.

Algumas partes são meio chatas, e alguns dos reféns são chatos demais. Na verdade, passo mais tempo querendo que alguns reféns morram do que os próprios bandidos. Só que como tem muito personagem e a história vai entre o passado - os meses de preparação -, dentro da casa, a polícia, a vida da inspetora e o Professor do lado de fora, vão equilibrando. 

Pra fechar, a história é inteira narrada pela Tóquio, como se fosse ela contando o que aconteceu, e ela é mesmo a protagonista mesmo que em algumas horas ela fique no banco de trás pra gente conhecer outros personagens. Tem umas cenas que ela toma iniciativa e resolve o problema que são a+ 10/10. 

No geral, foi o que eu tava procurando: uma série nova, legal de ver, boa pra maratonar. Fazia tempo que eu não encontrava algo desconhecido que eu pudesse assistir toda de uma vez só, e que me prendesse. Eu tô no episódio 13 e tô ansiosa pra ver como isso vai terminar. 

La casa de papel é uma série espanhola, segundo o wikipédia é uma temporada só e com 15 episódios.

terminar com uma fotinho da Nairobi porque eu gosto muito dela



TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

6 comentários

  1. Você me convenceu no "Mas é uma temporada inteira pra um roubo só? Sim." porque eu tenho um puta cansaço dessas séries que cada episódio é um assunto (um roubo, aqui no caso). Eu gosto de desenvolvimento, de conhecer os personagens e a história aos poucos...

    Quando eu assistir, volto aqui pra comentar.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei muito de assistir e me identifique com achar os reféns [Arturo] muito chatos. Simplesmente adoro a Raquel e achei bem interessante a história que colocaram para ela SPOILER
    (A parte que ela conta pro professor sobre como começou a persistiu a violência doméstica... É muito tocante).
    Ah sim, na real, a netflix editou os episódios originais para deixar um tempo mais padrão por episódio. Então, na real esses 15 episódios são 9 episódios originalmente. A série tem 15 episódios beeeem logos que a netflix transformou em duas temporadas de muitos mais capítulos.
    Mano, o que eu mais amo é que aconteceu muita coisa em poucos dias tipo quando o Denver está falando para Mônica "se vc me ser mais 24 horas eu ta peço em casamento", pq é muito isso.

    ResponderExcluir
  4. Eu gostei muito de assistir e me identifique com achar os reféns [Arturo] muito chatos. Simplesmente adoro a Raquel e achei bem interessante a história que colocaram para ela SPOILER
    (A parte que ela conta pro professor sobre como começou a persistiu a violência doméstica... É muito tocante).
    Ah sim, na real, a netflix editou os episódios originais para deixar um tempo mais padrão por episódio. Então, na real esses 15 episódios são 9 episódios originalmente. A série tem 15 episódios beeeem logos que a netflix transformou em duas temporadas de muitos mais capítulos.
    Mano, o que eu mais amo é que aconteceu muita coisa em poucos dias tipo quando o Denver está falando para Mônica "se vc me ser mais 24 horas eu ta peço em casamento", pq é muito isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. chocada com essa confusão do netflix. eu tinha lido que tinha faltado os últimos eps porque a tv espanhola ainda tá reprisando. seja o que for, a preguiça > entender esse rolo. quando tiver episódio novo o netflix assiste. já faz 12 dias q eu vi e ainda to com saudade da série. comecei até outra série espanhola q tem no netflix por causa disso HUAHA

      arturo eu to torcendo pra morrer pqp. não aguento mais. e essa parte da raquel foi muito boa mesmo e se bobear o que eu mais gosto na série. toda a narrativa de mulher sofrer violência e como eles colocam isso: o que? não esperava isso de mim pq eu sou uma policial td fodona?

      Excluir
  5. Eu pensei que era uma excelente série, todos os personagens são relevantes e interessantes e no geral eu acho que eles têm uma boa química. As series são os meus passatempos preferidos já que existem produções de diferentes temas, eu também recomendo assistir a série Sr. Ávila, em especial é uma das minhas séries de drama preferidas e quando fiquei sabendo que teria uma nova temporada, não pude esperar para investigar ao respeito. É das melhores que já vi, a história é levada de uma forma perfeita porque mantém o espectador sempre interessado, é uma excelente opção para ver.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM