carly rae jepsen Carol Cardozo

Coisas Que Amamos em Dezembro

4.1.18Conversa Cult


O ano é novo, mas a nossa tradição mensal continua firme e forte! Dezembro é aquele mês das festas de fim de ano e também das FÉRIAS, o que ajuda bastante a ler e assistir bastante coisa, não é mesmo? Ou talvez não? É o que vamos descobrir agora.


COISAS QUE LEMOS

Bells: Pro meu total desgosto, comecei a ler Origem, o novo livro do Dan Brown em dezembro e...não terminei. É. E não li mais nada também. SÓ QUE fiz as contas agora e descobri que li 47 livros ao longo de 2017, entre releituras e novidades, então tá ótimo HHAHAHAHAHA.

Eduardo: Eu finalmente consegui terminar Deuses Americanos que tava lendo desde Agosto!! Também li Tartarugas até lá em baixo do John Green, mas prefiro não comentar sobre porque ainda não decidi se esse livro me fez mais bem ou mal. Mas, definitivamente a melhor leitura de dezembro foi E não Sobrou Nenhum da Agatha Christie.

Jota: Não li nada de livro físico, amém meu Senhor. Não to com paciência pra livros ultimamente, então estou esperando os que sei que vão me encantar, como os que Rick Riordan tem que postar e só. Mas então a gente chega em histórias originais e eu tenho uma penca, em Janeiro sai a lista das que li nos Originais do Mês (que quase não rolou 2017 porque eu não tinha lido muitas), entre elas está Dance Club (https://fanfiction.com.br/historia/...) e A Marriage Is Coming https://fanfiction.com.br/historia/...).

COISAS QUE OUVIMOS

Carol: Por culpa de uma montagem com a cena de dança de Call Me By Your Name, estou ouvindo no repeat “Run Away With Me”, da Carly Rae Jepsen. Tenho muitos amigos que são completamente fissurados pela mina, mas nunca tinha ouvido mais nada além de Call Me Maybe. Comecei a desbravar esse mundo agora e tô gostando, vamos ver o que acontece mais pra frente.


Eduardo: Conheci Mascarados do Rubel e ouvi no repeat o mês inteiro. Não conhecia a música e quando ouvi o último verso dessa música pela primeira vez eu arrepiei de uma forma que não acontecia há muito tempo.


Jota: Eu voltei a escutar um bando de música de alguns anos atrás graças ao Youtube, basicamente me entupindo nos ouvidos de Shut Up and Dance do Walk The Moon e Geronimo do Sheepard (QUE BANDA LINDA, QUE BANDA CHEIROSA, QUE BANDA AMOROSA, EU AMO ELES DEMAIS AAAA).

COISAS QUE ASSISTIMOS

Bells: Fui assistir à primeira pré estreia da minha vida, e foi de Star Wars - Os Últimos Jedi. Esse dia foi uma loucura total porque algumas horas antes tinha a final da copa sul-americana e o FLAMENGO ia jogar, então ficamos eu, Carol, o namorado dela e a Taiany assistindo aos últimos minutos de jogo no celular dela, enquanto esperava dar o horário do filme HAHAHAHAHA. Agora, sobre o filme......meu deus do cu. Eu não tenho palavras pra descrever o significado que ele tem pra mim, o amor que eu tenho pelo Luke Skywalker e o quanto foi maravilhoso ver ele no cinema pela PRIMEIRA VEZ NA MINHA VIDA. Foi um misto de emoções bem louco, com direito a ser consolada pela Carol do lado de fora do cinema HAHAHAHAH.

Carol: Tem tanta coisa que eu poderia colocar aqui! Entre o Natal e o Ano Novo eu tenho recesso no trabalho, e esse ano eu tô sendo um saco de batatas, não tô me mexendo pra nada, só tô assistindo coisas. Já começou o vazamento de (possíveis) indicados ao Oscar, por enquanto já assisti Call Me By Your Name (lindinho mas dói) e Lady Bird (um soco no peito doeria menos). Mas o que vou deixar marcado é A Viagem de Chihiro, dos Studios Ghibli. É lindo demais, a história é incrível e eu não consigo de deixar de me perguntar porque eu nunca tinha assistido esses filmes antes (antes desse, só tinha assistido Princesa Mononoke, QUE É FODA DEMAIS TAMBÉM).


Eduardo: Não dá pra deixar A melhor série da netflix™ de fora desse coisas que amamos. A segunda temporada de The Crown veio justamente depois das minhas provas e na época certa pra eu poder maratonar sem dó nem piedade. Muito triste por ser a última temporada de Claire Foy na série porém muito confiante nas indicações que tão por vir pra essa mulher que não abre a boca e te faz sentir.

Jota: Com as séries entrando em hiatus foi difícil acompanhar as coisas de recentemente, mas como comecei Gilmore Girls eu to me deliciando e dedicando meu tempo à ela (ainda quero fazer um texto sobre pro CC), mas também vi RWBY (que chorei um pouco com a mid-season), Fuller House, Runaways, Once Upon a Time (to pistola, mas muito feliz com os acontecimentos) e Merlí. Basicamente minhas favoritas do momento.

COISAS QUE FIZEMOS

Bells: Nesse mês de dezembro, eu simplesmente participei do meu primeiro campeonato de taekwondo HAHAHAHAHA. A princípio eu não ia participar por medo, aí descobri que todo mundo ia ganhar medalha e meu olho já cresceu, mas tava pobre. Daí calhou de eu consegui uns trocados e consegui pagar a taxa de inscrição, e eis que chega a véspera do campeonato. Carol e João vieram aqui pra casa, eles iam comigo me ver porrar e ser porrada, e decidi treinar com o João. Não sei o que aconteceu, mas acho que o dedinho do meu pé encontrou o joelho dele, estalou, doeu horrores e bateu logo a preocupação::: AI CARALHO COMO VAI ESTAR AMANHÃ???

Porém me mantive otimista, botei gelo, passei pomada e no dia seguinte acordei com ele dolorido, mas tava andando então tava ÓTIMO. Aí a missão era chegar no lugar, que nenhum de nós nunca estivemos. E num dia de domingo. Tudo deserto. Vó neurótica. Tivemos que perguntar pelas ruas pra descobrir onde era o bendito lugar, mas ACHAMOS. E aí tive que esperar o dia inteiro até poder lutar HAHAHAHAHA. A minha luta foi uma das últimas porque todas as crianças foram primeiro (e tinha MUITAS), no meio do dia tivemos que caçar um lugar pra comer, perdemos o Felipe (que lindamente foi me assistir também <3) pra depois encontrar ele lá dentro, esperando a gente HAHAHAHA enfim. Quando finalmente chegou a minha vez, descobri que ia ter que lutar SEM ÓCULOS.

EU TENHO SEIS GRAUS DE MIOPIA.


O mestre tinha me garantido que não ia ter problema, então eu tava atarantada. Porém, felizmente a minha adversária também usava óculos, então ficamos igualmente na desvantagem HAHAHAHAHA no fim das contas eu perdi, mas ganhei medalha de prata e cara, essa experiência NÃO TEM PREÇO. QUERO MAIS.

Carol: Perdoem-me o linguajar mas CARALHO. Que mês foi esse, irmão.

Encontrei um amigo de Fortaleza que fiz pela internet (por causa de Arcade Fire) pra irmos no show do Arcade Fire (que rolou ainda um meet & greet com a banda no dia anterior, como você pode ler aqui). Pós show na Lapa com mais amigos desse grupo. Férias. Planos pra grandes mudanças. Diversão. Até na praia fui (mas não entrei na água porque tava forte demais e eu tenho medo).

Acho que a palavra desse mês de dezembro foi “amor”. Amor pelos meus amigos, amor no meu relacionamento, amor pelo que eu gosto de ouvir, que eu gosto de assistir, que eu gosto de fazer. Amor por viver. Eu passei o mês todo sem crise depressiva ou de ansiedade e eu não consigo lembrar a última vez que isso aconteceu. Se esse fim de ano for um presságio pra 2018, eu vou ter um ano incrível. Estou entrando nele cheia de pensamento positivo e força pra colocar meus planos em prática, então acho que isso é o que importa.

ARCADE FIRE
Com os foguinhos de ano novo em Copacabana

Eduardo: Eu esperei o ano inteiro por dezembro porque ele tinha tudo pra ser o desfecho da minha vida acadêmica. Eu apresentei meu TCC e nunca mais quero chegar perto dessa desgraça que me deixou todo ferrado, desgraçado da cabeça, voltou com minhas crises de ansiedade e pânico noturno e me fez desenvolver uma gastrite nervosa, nos 4 meses anteriores.

ME FORMEI! Depois de 5 anos de luta, consegui me formar com uma média maravilhosa sem nunca ter pego nenhuma DP na vida acadêmica mas perdendo alguns pedaços de sanidade que me restavam.

É tão louco pensar que eu me formei. Parece que agora a vida ficou real! Que é a vida adulta, que eu sou um adulto, que tenho que arrumar um emprego, que tenho uma profissão que tenho responsabilidades que AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Não tô sabendo lidar.

Jota: Esse mês trouxe um bando de acontecimentos aleatórios, como ENTRAR DE FÉRIAS MUITO OBRIGADO UNIVERSO (o que me fez não ter crises mais), amigo secreto do CC (participei longe, mas participei), apresentar sobre meu projeto (vou fazer um texto sobre ele em breve) na frente de uma sala cheia de professores, pais e gente da coordenação, almoço de Natal, meu amigo vindo aqui algumas vezes (o que me fez perceber algumas coisas em relação à volta da minha raiva - eu posso estar apaixonado por ele... o que tenho certeza é que to confuso e isso me dá raiva e me isolo para não ser grosso com ninguém mas acaba que atiro pra todo lado igual bomba e todo mundo sai ferido, até eu mesmo) e por fim, finalizei uma história que comecei no ano passado e queria terminar antes do ano acabar e assim o fiz e postei tudo (ORGULHO DEFINE). Apesar das baixas de humor, tá tudo certo e voltando aos eixos. Dezembro foi pra mim um mês doido, confuso, mas ele trouxe coisas muito boas.

TAGS: , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. "descobri que ia ter que lutar SEM ÓCULOS. EU TENHO SEIS GRAUS DE MIOPIA" hahahahahaha, quase morri.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAUIFHDSUIFHSDUIFHSDUIFHISDFHIS

      Agora imagina eu na hora, quando o juiz mandou eu tirar o óculos?? HGUIDHGIUDFHGIFUDHGIFHG BERRO

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM