boyband CCMúsica

A vida continua... a carreira solo dos ex-membros da One Direction

18.11.17Elilyan Andrade


Quando Zayn Malik decidiu abandonar a maior boyband de todos os tempos (sorry Menudos e Backstreet Boys) era apenas uma questão de tempo até que todos os ex-membros da One Direction decidirem seguir carreira solo. Confesso que nunca fui lá muito fã das músicas da 1D, mas gostei bastante do último álbum ao ponto de lamentar o término da banda, então quando surgiu em 2016 o sensual "Pillowtalk", de Zayn, fiquei bastante animada. Aparentemente a Regra de Timberlake decidiu que com a One Direction a coisa seria diferente: os fãs perderam a banda, mas ganharam cinco artistas incríveis. 

Antes da banda terminar não fazia ideia em quem era quem no jogo do bicho da 1D (mentira! eu sabia quem era o Harry Styles por motivos de ex-namorado da Taylor Swift), mas agora estou tão por dentro que consigo identificar os vocais de cada um em “Story of my Life”. Pensando que tem muita gente como eu por aí decidi apresentar sete singles dos ex-membros do 1D que valem a pena ouvir. 

1 - “Sign of the Times” - Harry Styles

Harry Styles é o Justin Timberlake da 1D, mas diferentemente do ex-membro do 'N Sync menino Styles decidiu deixar o pop de lado e abraçar o rock. Simplesmente AMO o primeiro álbum solo do Harry! Simples, gostoso e divertido Harry Styles, o álbum, não é fácil de ouvir e é um sopro de novidade no cenário musical, pois não sei você, mas eu já estava entediada com o atual pop rock. “Sign of the Times” é uma canção madura, com quase seis minutos não foi feita para ser ouvida quando se corre na academia e muito menos na balada; é uma reflexão sobre a sociedade atual que merece que você pare, ouça e pense sobre.



2 - “Flicker” - Niall Horan

A faixa-título do primeiro álbum solo do irlandês é MA-RA-VI-LHO-SA! É daquelas canções que me deixam com vontade de parar o carro e dançar no meio da estrada. É daquelas canções que fazem você querer está apaixonado, com o coração partido, pois só assim vai sentir a plenitude completa da beleza dos vocais do Nial. A vulnerabilidade de “Flicker” é um retrato evocativo de um relacionamento que está se fragmentando. “Flicker” é linda. E triste. E linda.



3 - “From The Dining Table” - Harry Styles

Styles pode ter escolhido “Kiwi” como quarto single para trabalhar a divulgação do seu álbum, mas acho que ele deveria era ter escolhido “From The Dining Table”, de longe a balada mais linda cantada por Harry. O que “From The Dining Table” tem de linda tem de triste o que a torna bastante parecida com “Flicker”, do Niall Horan. É interessante observar que as duas canções são baladas ultra realista sobre o amor. Honestamente o amor só é lindo e fofo em um filme da Disney, na vida real o amor é doloroso, estranho é muitas vezes não terminam bem. O “e viveram felizes para sempre” nem sempre é possível na vida real e é por isso que “From The Dining Table” é tão bela.



4 - “Strip That Down” - Liam Payne

Deus me sinto tão culpada por gostar desta música. “Strip That Down” tem um sutil verniz machista que me repele, mas ao mesmo tempo a canção é fácil nas orelhas, fazendo referência ao sexo de forma divertida (como sexo deve ser). Vocalmente, Liam incorpora o urbano-pop com êxito, mas nada digno de nota como “Pillow Talk” do Zyan. Até o presente momento é a única canção de um ex-membro da boyband que apontou o elefante na sala - "You know, I used to be in 1D (now I'm out, free)". No final das contas “Strip That Down” é aquela canção para rebolar muito na balada.



5 - “Pillow Talk” - Zyan Malik

A saída do Zayn Malik foi o começo do fim da One Direction. Zayn queria ser um rapaz normal de 22 anos e como resultado o mundo ganhou mais um cantor de R&B sensacional. “Mind Of Mine” é um álbum muito muito bom, mas é a sensual e elegante “Pillow Talk” que brilha. Nunca dei a mínima ao Zyan antes de “Pillow Talk”, mas depois da canção não consigo mais ficar indiferente ao timbre sensual do rapaz (mesmo quando ele não canta sobre sexo seu falsete é tão rico que torna qualquer tema sexy). 


6 - “On The Loose” - Niall Horan

On The Loose” soa um pouco como a cria perdida de The Police e Maroon 5, ou seja, é uma canção pop-rock divertida. É a música que me parece mais perdida dentro do álbum “Flicker”, pois possui uma sonoridade na contramão do violão acústico que domina o restante do disco. 

7 - “Bedroom Floor” - Liam Payne

Sabe aquela música que não merece o clipe que tem? “Bedroom Floor” é mais um integrante da lista música boa, mas clipe horrível. O segundo single da carreira solo de Liam Payne é agradável, bem produzido e bem executado. E o melhor de tudo: sem o machismo que manchou “Strip That Down”.



Poderia citar outras canções dos meninos da 1D que anda embalando a minha vida no momento, mas esse texto iria ficar enormeeeeeeeeeee, então vou ficar só com as setes indicações. Dica da titia: Se você é hater da One Direction deixe de ser idiota e dê uma chance de ouvir o trabalho solo de Niall, Zayn, Harry, Liam e Louis pode ser que você se surpreenda e goste. Eu me surpreendi e gostei (sim Louis Tomlinson tem single fora da 1D, mas como não curti a música não indico. Ouça por sua conta e risco. Talvez você goste).

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Sinceramente? Não gosto da carreira solo dos integrantes. Aliás, até hoje, cho que só ouvi Sign of the Times inteira e vi aquela apresentação que o Louis fez após a morte da mãe (mas nem lembro da música). Pillow Talk, uma música do Liam e uma outra do Louis em parceria com uma cantora, eu até tentei, mas parei antes da metade (vê-se que nem os títulos eu guardei).

    Em compensação, 1D é vida!!! \o/ Acho que comecei a curti-los mais ou menos quando vieram aqui (que eu não fui, snif snif) e eu tive uma época de ouvir o segundo álbum no repeat. Made in the AM, apesar da saída do Zayn, é INCRÍVEL. Tipo, maravilhoso mesmo. O Four eu já amava, esse então...

    Fiquei triste pelo final da banda (não acho que eles voltem), mas olha, demorou. Gente, é INSANA a vida que esses meninos levaram (e vários outros artistas pop). Eu fico dividida entre gostar do artista, consumir o que eles produzem e saber que muitas vezes eles são "explorados". Sim, eles ganham bem, são famoso, mas a que preço?!

    ResponderExcluir
  2. E Louis Tomlinson meu bem?
    Louis tá em uma carreira solo brilhante, já tem quatro singles lançados, três clipes e um lyric, pq nenhum está nessa lista?
    Louis é um membro da banda tão importante quanto qualquer outro, não entendi essa exclusão nesse post, me decepcionei.
    Tem o direito de não gostar, mas uma vez que o post era sobre os membros em geral, é desrespeitoso deixar um de fora dessa forma.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM