CCResenhas Intrínseca

Temporada de Acidentes, de Moïra Fowley-Doyle

31.3.16Isabelle Fernandes


Eu nem sabia da existência desse livro até ele aparecer nas opções de março que a Intrínseca ofereceu ao ConversaCult, e devo dizer que fiquei enlouquecida com a sinopse. Uma família aparentemente comum, que todo mês de outubro passa por uma série de acidentes que vão desde a pequenos cortes até grandes tragédias, que ainda assombram a vida deles. Agora, por quê? Isso ninguém sabe. Seria bruxaria? Maldição? Paranoia? Ou simplesmente coincidências azaradas?

Pois bem, terminei o livro há poucos instantes e até agora não entendi muito bem o que aconteceu HUGDHUGHDFGHFDHGIDFHGID, só sei que fiquei com a sensação de que ou ficaram pontas soltas ou eu deixei passar algumas coisas...mas vamos à resenha.

Começamos com Cara, nossa personagem principal, descobrindo que um antiga amiga de infância aparece em basicamente todas as fotos que ela tirou na vida. Já vi logo que essa garota é meio surtada, porque ela fica dizendo que "ESSA SAIA SÓ PODE SER DE ELSIE", "ESSE PEDAÇO DE CABELO NO CANTO DA FOTO" e dei toda razão pra irmã um ano mais velha, Alice, que cagou pra essa agitação toda. Só que claro, sempre tem um doido pra dar razão a outro, e Sam, o irmão postiço e Bea, a melhor amiga, levaram totalmente a sério. Enquanto isso, os três irmãos e a mãe estão na reta final de uma temporada de acidentes, que Bea (uma criatura que se acha bruxa e fica tirando cartas de tarô a torto e a direito) declarou que seria "um dos piores".

A partir daí vemos que sim, essa temporada de acidentes é insana. Durante o livro inteiro os quatro passam por poucas e boas dignas da saga de filmes Premonição e olha, é angustiante. Uma topadinha pode render um pé quebrado, coisas sólidas como uma ponte podem desabar com um deles em cima e por aí vai. Sério, fiquei bem curiosa com essas coisas e estava esperando por AQUELA EXPLICAÇÃO QUE FARIA TODO O SENTIDO. Adianto que: não aconteceu.

Eu quando cheguei ao final do livro
O problema é que a autora meio que se empolgou demais. A história estava indo bem, misteriosa, com várias coisas estranhas acontecendo e tal, só que do meio pro final a fantasia tomou conta de um jeito ruim. A Cara começava a imaginar umas coisas que se misturavam com o que tava acontecendo, ou então pareciam lembranças, enfim. Muito confuso, mas por fim consegui entender mais ou menos. Mas o pior foram as partes mágicas que ficaram sem pé nem cabeça. Vejam bem, eu tinha acabado de ler "Os Garotos Corvos", da Maggie Stiefvater que é OUTRO NÍVEL (sério gente, leiam esse livro porque ele é MARAVILHOSOOOOO ESTUPENDOOOOOOOOOOOOO) e acho que senti o baque. As duas histórias tem uma temática fantasiosa, só que a Maggie faz magia com aquilo, não tem outra palavra pra descrever. Já a Moïra parece que fumou 15 baseados e usou ácido pra escrever algumas cenas, porque meu deus.

Errr...hmmmm...boiei

Pra completar, nenhum dos personagens me conquistaram. A Cara passou o livro inteiro obcecada com a tal Elsie, tanto que ficou mais preocupada em sair atrás de pistas do que em socorrer a irmã ATROPELADA. O Sam é o típico garoto revoltado porque o pai abandonou ele com uma família que não é a de sangue (ele casou com a mãe das meninas) e a Alice é a irmã mais velha que passa a impressão de badass mas fica correndo atrás do namorado mais velho o tempo inteiro. Já a Bea....sabe aquela fase esotérica que todo adolescente tem? Então, a dela é três vezes mais forte. E insana. Todos os quatro são aqueles típicos adolescentes descolados, que bebem e fumam o tempo inteiro, além de agirem de forma inconsequente. 

De verdade, eu odeio personagem assim.

Só que o livro é bom. Apesar desses pontos negativos ele é bem escrito e a sequência de acontecimentos misteriosos me deixaram curiosa e com vontade de continuar lendo pra saber. O que realmente pecou foram as tais cenas que parecem frutos de substâncias psicoativas e um final meio confuso e esquisito. Queria muito encontrar alguém que tenha lido esse livro pra trocar figurinhas, então se você que está aí lendo for essa pessoa, VEM CONVERSAR COMIGO!!! TO PRECISANDO DE UMA LUZ!!

Nota:

3,5 conversinhas
É uma boa história. mas podia ter sido melhor




Ficha Técnica



- Autora: Moïra Fowley-Doyle
- Editora: Intrínseca
- À venda emSaraiva - Livraria Cultura









Obrigada por ter cedido o livro pra gente, Intrínseca <3



TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

6 comentários

  1. Isabelle: colocar um baralho nessa foto foi maldade comigo.
    Sobretudo esse, que eu não tenho. :(


    kkkkk agora quero ler esse livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse baralho é de Cartas Clow, da Sakura Card Captors...GUDHGUIDHGIUDFHGIHDFGUIHFDUGHFDIGHDGHID
      Leia sim, vai que tu gosta mais do que eu xD

      Excluir
  2. Acabei de ler esse livro !
    Precisamos urgente falar sobre ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MANDA EMAIL PRO CC: conversacult@gmail.com

      VAMOS TROCAR FIGURINHAS

      Excluir
  3. Estou enlouquecendo! Comecei a ler esse livro é acidentes estão acontecendo comigo. Se alguém estiver passando pelo mesmo fale comigo por favor.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *