Alexandra Moraes CCLivros

Pinte o Pintinho: o livro de colorir pra quem tá cansado dos livros de colorir

1.10.15João Pedro Gomes

Capa do pintinho :)

Deus sabe o quanto eu relutei pra aceitar "ler" Pinte o Pintinho. Nada contra livros de colorir, eu acho a ideia sensacional. Mas como fazer a resenha de algo que você só pinta e pronto? Isso se eu pintasse, porque o Destrua Este Diário sabe bem como eu sou muito melhor em criar preguiça na minha cama do que criar algo nas páginas de um livro interativo.

Daí fui pesquisar melhor, ver quem era esse tal de pintinho aí... e isso apareceu:

(essa e todas as outras tirinhas da página do Facebook e no tumblr do pintinho)
Pra quem não conhece, o pintinho surgiu da mente da jornalista Alexandra Moraes em 2009 e, desde então, ganhou milhares de fãs, reproduções na Folha de S. Paulo e três livros* (incluindo este aqui) pela Lote 42. Resumindo: acho que só eu não conhecia.

*um deles chama Para sempre classe média. Quem me identifiquei????

Mas quando o livro chegou, a primeira impressão foi a melhor possível. O acabamento gráfico é uma coisa absurda de tão caprichada, e deu uma distinção que eu não achava ser possível pra imagens tão simples, feitas no paint. Tem orelhas enormes com ilustrações, e cada folha, além de ser estampada com um monte de pintinhos atrás, tem um picote pra você destacar. Se eu fosse mais desapegado, sairia tirando todas e fazendo vários cartões de estresse pras pessoas.



Porque, como o livro diz na introdução feita pela autora, o livro não é uma proposta lúdica e imaginária para colorir e desestressar: é uma chance de que nos confrontemos com as situações difíceis do dia-a-dia para que tenhamos uma rara chance de rir delas. 

E olha que eu ri tanto. Tanto. Da toalha molhada em cima da cama, da prestação vencida, das compras fail pela internet e das opiniões filosóficas do Pintinho que a Dona Pinta adorava contradizer, como qualquer tradicional mãe brasileira faria. E eu não acho que recorrer a mandalas ou reinos encantados faria um efeito melhor que esse: desde o momento em que eu comecei a colorir o livro, todo mundo aqui em casa já acabou pegando por curiosidade e rindo junto também.

(Todo mundo menos minha irmã, que não viu muita graça. É bom ter em mente que o humor aqui, em boa parte, tem um teor mais adulto. Nada inapropriado, mas que, pra entender, você precisa ter vivido certos problemas da vida a maioria das crianças ainda têm a sorte de não saber quais são. Então, mesmo com os animaizinhos na capa, vale tomar um cuidado especial pra quem você dá Pinte o Pintinho de presente). 
Uma coisa interessante é que nem foi preciso colorir as páginas de fato pra que isso acontecesse. O que foi bom, já que mostra que o livro já traz conteúdo o suficiente para ser consumido e entreter antes mesmo de você pegar os lápis de cor. Até parece que, em alguns momentos, o estilo descompromissado do desenho desmotiva um pouco a interação tradicional que se espera de um livro de colorir. Mas isso acaba sendo parte da brincadeira e ajudando a construir a imagem de sátira dos livros de colorir cheios de desenhos perfeitos que circulam por aí:

MANDALA DE PINTINHOS!!!!!!!! Você pode baixar gratuitamente esse e outros desenhos do livro pra colorir no site do pintinho


No fim das contas, a grande façanha de Pinte o Pintinho é ter um conteúdo diferente, algo a mais do que se espera de um livro de colorir. Eu imagino uma pessoa pegando esse livro daqui cinquenta anos e encontrando mais do que páginas amarelas e cores desbotadas: ela vai encontrar, de forma irônica e bem humorada, um pouco de como é viver na metade dos anos 2010. E isso envolve desde ser feito de trouxa no transporte público até ter que lidar com conflitos políticos dentro da família.

Dá pra se identificar mais que isso? :)





Título: Pinte o Pintinho
Editora: Lote 42
Páginas: 96
Ano: 2015
Para comprar: Banca Tatuí
(Veja também os outros livros do pintinho!)
Nota:
(4,5/5 conversinhas)


***
Este livro foi cedido pela editora Lote 42. Obrigado, pessoal!



TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Hahahah achei genial a ideia deste livro. Eu acho uma graça, mas não sou exatamente fã dos livros para colorir simplesmente por ter preguiça de pintar - é, acontece... Mas este tem esse lado da ironia, os desenhos meio "toscos", achei hilário. Sabe, essas características me lembraram um livro genial de uns anos atrás, chamado Caderno de Rabiscos Para Adultos Entediados no Trabalho, com várias atividades ironizando o ambiente corporativo.

    Beijos, Livro Lab

    ResponderExcluir
  2. Não tenho saco para livros de colorir, mas sua resenha está tão incrível João que já quero meu exemplar de Pinte o Pintinho!

    ResponderExcluir
  3. Ahh que lindo, eu acompanhava desde tempos do orkut (sdds), mas perdi o contato! Adorei o livro, já quero! ♥

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *