CCLivros editora arqueiro

Iniciação: saga Os Bedwyn + prequels, de Mary Balogh

18.7.15Isabelle Fernandes


O mundo dos romances de banca é um negócio enorme, talvez até bem maior do que o mundo das hqs e seus milhões de reboots e diferentes dimensões, mas só agora a pontinha do iceberg está surgindo. Isso graças aos esforços de algumas editoras, como a Arqueiro, em publicar os mais famosos e arrebatadores. Foi por causa disso que eu finalmente resolvi dar ouvidos às indicações da Taiany e começar a saga dos Bedwyn, porém eu mal sabia o que me aguardava.

Foram dias de loucura e retinas quase queimadas devido à tela do celular. Foram dias em que eu mal existia, apenas para ler, ler e ler. Dias em que eu achei que ia morrer de tantos feelings e de tanto rir. 

E É POR ISSO QUE TODOS OS APRECIADORES DE ROMANCES PRECISAM LER ESTA OBRA PRIMA.

Antes de mais nada, devo explicar que a série em si começa muito antes do que é considerado o primeiro livro. Mary Balogh começou tudo em Uma Noite de Amor, onde a família Bedwyn sequer aparece, mas ainda assim é importante começar a ler a partir dele. Até porque, algumas coisas que acontecem nesta história culminam no segundo livro, Um Verão Inesquecível, onde os Bedwyn aparecem de fato. E é essa primeira aparição bem superficial que faz a diferença, porque você logo de cara decide que odeia a todos os Bedwyn. Ou pelo menos foi isso o que aconteceu comigo.

Os seis irmãos e irmãs são altivos, arrogantes, metidos e assustadores. Se você não cair nas graças deles, pode estar certo que vai ser humilhado e inferiorizado através dos famosos Embates Verbais tão utilizados nos anos de 1800, onde imperavam as regras de etiqueta e do decoro, o que não impedia as línguas ferinas, claro. Basicamente, todos que não estavam no círculo íntimo dos Bedwyn eram abertamente hostilizados e afastados, inclusive a mocinha de Um Verão Inesquecível (que estava no meio de uma confusão enorme entre eles e o "noivo", e por isso sofreu ainda mais. Leiam pra entender). Então é claro que a minha primeira impressão deles foi: BANDO DE NOJENTOS.

Minha reação ao me dar conta de que dali em diante o foco seria neles

Porém, Taiany já tinha me dado uma palhinha dos próximos livros, que são da saga dos Bedwyn de fato e ainda por cima eu tinha ido a um evento da Arqueiro sobre Romances de Época, onde uma blogueira falou sobre os dois primeiros livros de forma SENSACIONAL E IRRESISTÍVEL E SAÍ DAQUELA LIVRARIA DESESPERADA PRA LER A SAGA INTEIRA. Então mesmo com essa péssima impressão inicial, tive que ler todos os outros seis livros. Afinal de contas, todos eles iriam encontrar sua metade da laranja e eu não poderia perder isso por nada.

Aí, amigues, encontrei a perdição. No primeiro livro de fato, Ligeiramente Casados, temos a história do segundo irmão por ordem de nascimento, Aidan. Ele é um coronel que acabou de receber sua licença do exército, onde esteve em batalhas por anos, para da a notícia da morte de um dos seus soldados à única irmã, Eve. De primeira ele parece não ter sentimento nenhum, nunca sorri ou dá umas gargalhadas e vive regido por um sentimento de dever e honra que chega a dar nos nervos. Tanto que essa honra e dever o leva a se casar com a Eve por conveniência, já que ela ia perder tudo se não arrumasse um marido bem rápido. ENTÃO É CLARO QUE COM A CONVIVÊNCIA ELES VÃO SE CONHECENDO, SE GOSTANDO E O AIDAN COMEÇA A SE ABRIR E OS FEELINGS VEM EM PROFUSÃO.



O enredo dos outros livros, Ligeiramente Maliciosos e Ligeiramente Escandalosos, é bem parecido, até porque são romances de época. Naqueles tempos não havia muita privacidade ou liberdade, então o melhor jeito de aproximar personagens é através de noivados ou casamentos, sejam eles reais ou não HUGDHGIFHDIGHD. De toda forma, apesar do desenrolar dos acontecimentos ser bem parecido em todos os livros, cada um deles tem a sua particularidade. Cada irmão Bedwyn e cada futuro parceiro tem uma personalidade única e eles te conquistam, ah como te conquistam. Por ter a oportunidade de ler o ponto de vista de doze personagens, dois pra cada livro, você acaba se identificando com um ou ou vários deles, o que torna as histórias ainda mais realistas e emocionantes.

Além disso, não tem apenas romance nas histórias. Alguns personagens, tanto os principais quanto os secundários, são hilários e se metem em situações extremamente vergonhosas e divertidíssimas, que me fizeram rir feito uma maluca. E também, como qualquer pessoa real, eles possuem outros aspectos da sua vida que merecem atenção, outros problemas, seja com a família ou consigo mesmos que precisam resolver e isso é tão importante quanto o relacionamento com o seu futuro parceiro. Em quase todas as vezes, resolver esses problemas pessoais fica acima do romance, o que é claro te faz sofrer ainda mais porque adia o final feliz. Só que é isso que fortalece a relação deles. É nesse momento que eles sacam "meu deus é isso é o fulaninho é ele quem eu quero do meu lado pra resolver essa merda e todas as outras que vierem até o fim da minha vida". ISSO, AMIGUES, É O VERDADEIRO ROMANCE.

TÁ DE PARABÉNS

Mary Balogh ainda faz questão de frisar em cada final feliz que esse não é o fim. Que o felizes para sempre não é algo estático e que no momento em que você ficar com a pessoa que ama tudo vai se resolver. Ela sempre fala da construção da felicidade e do relacionamento, cuidar para que o amor se mantenha sempre vivo, e cuidar para que cada parte do casal não anule ou limite a outra, muito pelo contrário. Que eles se somem, sem nunca perder de vista a sua individualidade. E ISSO É LINDO. E engraçado também, porque pare para pensar em todos os romances contemporâneos que você já leu. Em quantos você vê isso? Pessoas reais, situações reais (contextualizadas né, porque isso é 1800 e bolinha), relacionamentos reais? Sem essa idealização maluca da cara metade, ou encontros explosivos onde o amor surge de repente e com intensidade?

Nas histórias de Mary Balogh a única coisa que pode surgir à primeira vista é a atração, seja física e/ou sexual. A paixão e o amor vão se desenvolvendo aos poucos, sem os personagens se darem conta disso, até que finalmente percebem e começa a via crúcis do "E AGORA JESUS FULANA PROVAVELMENTE ME ODEIA" ou "NÃO SOU ADEQUADA SOU CRIA DO CAMPO E ELE É UM LORDE" ou "ELA SÓ QUER MEU CORPO NU OU ME AMA?". Essa é a melhor parte dos livros, porque até eu ficava na dúvida com eles em alguns momentos HGUIDFHGIDFHGIHD ou então simplesmente a situação em que eles se encontravam era tão tensa que eu sentia medo de verdade de que eles não poderiam ficar juntos. Eram momentos de muita angústia, onde eu gritava e me descabelava (muitas vezes em silêncio, porque já era madrugada).

"AI MEU DEUS VAI DAR TUDO ERRADO PRA ELES"

Enfim, acho que já dei motivos mais do que suficientes pra você ir correndo baixar ou comprar os livros, não é mesmo? HUGIDHGIUFHIGHD. Até agora a Arqueiro só lançou Ligeiramente Casados, Ligeiramente Maliciosos e Ligeiramente Escandalosos. Todos os outros a Taiany já tinha baixado e me passado após eu muito exigir, então tive que ler pelo celular. Essa é a verdadeira prova do quanto eu amei essa série, pois: eu ODEIO ler ebooks.

Mas vale a pena encarar todos os desconfortos e desvantagens para ler essa série. RECOMENDO FORTEMENTE!!! Caso você aí que esteja lendo este post e agora está morrendo de vontade de começar a série, mas está triste porque nem todos foram lançados oficialmente ainda, você pode baixar aqui e aqui

E agora, com a palavra, Taiany A Indicadora Suprema de Romances:

Mary Balogh é uma autora super aclamada no mundo dos romances, tendo levado o prêmio Rita que é o maior prêmio dado aos gêneros romance e ficção romântica (Fonte Wikipédia). Eu já perdi as contas de quantos livros ela escreveu, e não são livros meia boca, são histórias super bem construídas e desenvolvidas.  Podem perguntar para qualquer escritora de romances de banca, todas querem ser como a Mary.

Eis que em meio ao seu leque de romances fabulosos, minha querida Balogh resolve escrever a série Bedwyn e ganha de vez meu coração. Como a Bells já falou ali em cima, a editora Arqueiro está publicado a série, e talvez aqui fique um pouco repetitivo, mas quero falar sobre os livros para vocês como falei para ela, e como falo para todo mundo. Eu não sei se ao escrever o primeiro livro da série a autora já sabia que ele faria parte de uma história com 8 livros, talvez não. Isso explicaria o fato de que em Uma noite de amor não aparece nenhum Bedwyn. Nele somos apresentados a Lily e ao Neville, e já temos uma ideia da carga emocional que os livros da Mary possuem. Já no segundo livro, Um verão inesquecível, que conta a história da Lauren e do Kit, os Bedwyns fazem sua primeira aparição, e é pra chocar hauhauhauhaua.

Do terceiro até o oitavo livro, os Bedwyns roubam a cena, pois cada história será focada em um dos irmãos. Só que não para por aí amigos, e ao final dessa série a autora ainda escreveu uma espécie de spin off conhecida como série das professoras ou Simply Quartet, que interliga vários personagens e dá um ótimo desfecho para algumas histórias. Então se você quiser ler tudo certinho, terá umas 12 leituras para fazer. E deixa eu te contar, vale super a pena.

Vocês podem me perguntar "Taiany, faz diferença começar pelo Ligeiramente Casados?", sinceramente acho que não, você consegue sim entender a história começando por ele. Mas eu fico com a sensação que está faltando alguma coisa, que a essência dos personagens foi perdida, que os detalhes ficaram soltos. Dito isso, apesar da editora Arqueiro está publicando a partir do terceiro, procurar os dois primeiros e ler no celular ou computador é a melhor coisa que se pode fazer.

Agora vai lá ler, vai

TAGS: , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

26 comentários

  1. OMG SLIGHTLY SCANDALOUS É AMOR É VIDA É UM DOS MEUS ROMANCES FAVORITOS DE TODOS OS TEMPOS!!!!!!! <3

    Eu consegui esse livro de uma troca, tipo só por trocar mesmo, sem expectativas, ainda mais que eu andava achando os históricos tudo repetido. Daí peguei pra ler, contando que ia abandonar e passar pra frente, quando fui surpreendida.

    VOCÊS NÃO TEM NOÇÃO DO TANTO QUE EU AMEI ESSA HISTÓRIA. Eu lia e ia surtar no Skoob, hahaha.

    Eu meio que tinha pegado birra dos romances históricos porque forçavam muito a barra (teve um de uma autora que eu até curtia que a mocinha estuprava o mocinho pra engravidar (!!!) e eu achei aquilo muito wtf), mas de vez em quando sinto falta porque era meu estilo favorito dentro dos romances de banca. Então eu descobri a Balogh e um mundo se abriu. Apesar de que eu tentei ler um desse spin off das professors e abandonei, viu. Esqueci qual, mas é de um personagem que aparece no Scandalous, é o irmão de alguém que voltou da guerra todo estropiado. Não lembro o que aconteceu, se achei meloso ou eu tinha altas expectativas por causa do outro livro...

    De todo jeito, não desisti da Balogh e pretendo sim ler os outros livros. Na verdade, até troquei umas ideias com uma amiga sobre o A Summer to Remember porque ele tem muita ligação com o que acontece no Scandalous.

    Anyways, falei demais, mas só queria dizer que minha ideia era comprar e reler apenas o livro da Freyja e do Josh <3, mas depois desse post eu vou ter que criar vergonha na cara e começar do começo! Balogh é muito linda e merece isso.

    E DIGAM PRA DANA QUE AGORA EU CONSIGO COMENTAR!!! \o/

    ResponderExcluir
  2. Andreia, esse que você falou que abandonou provavelmente é a história do But, e é umas das melhores histórias do spin off. LEIAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    EU AMO COM TODO MEU CORAÇÃO A BALOGH, EU ADORO ESSA SÉRIE E QUERO PULAR COM VOCÊ PELAS RUAS PQ VC TB GOSTA.
    Essa romance que vc diz não ter gostado, que a mocinha "estupra" o marido para engravidar por um acaso é O duque e eu? Pq se for, volta a ler, é uma série, e uma série muiiiiiiiito boa.
    E por fim, Um verão inesquecível é um dos meus livros favoritos da série, vamos falar sobre ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *insira um gif aqui de gente feliz, pulando pela rua*

      Siiiiiiiim, é o Simply Love mesmo. Fui lá conferir no Skoob. Saca meu histórico:

      16/01/2014 1% (1 de 448)
      "Comecei a ler esse livro ontem, mas acabei não fazendo histórico porque fiquei com preguiça de fazer conta pra saber as páginas. Vou deixar só esse pra registro futuro. Se não me engano, estou no capítulo 5. E gostando muito! A mocinha topa com o mocinho deformado e o que faz? Corre de susto! E depois fica morrendo de vergonha. Achei muito real a reação dela, apesar de que, em um dos meus livros favoritos, a mocinha nem tchum pro rosto com tapa-olho do mocinho. Mas ela não estava sozinha e eram só cicatrizes e a falta de um olho. De todo jeito, boto fé, mas vamos ver."

      20/01/2014 54% (242 de 448)
      "Fiquei o final de semana sem ler e, quando volte, fiquei: por que mesmo estou lendo esse livro?! Não estava gostando, então resolvi abandonar."

      Vamos ver. Se eu passar no teste que é ler toda a série (e o prólogo), darei outra chance pra esse spin off.

      Menina, viu como o negócio é sério? Cê descobriu o livro só pela cena. Eu consigo relevar muita coisa em livros, mas sabe aquela coisinha que não dá? Talvez porque casamentos e filhos não sejam o ponto alto da minha felicidade lendo (quer me deixa radiante é um livro terminar sem os dois), então aquilo me incomodou mais do que o normal. Eu pensei em continuar a série por causa da fofoqueira, mas nem isso me animou. (E eu me spoileei com quem era, pra matar a curiosidade.)

      E tipo, eu li dela o What Happens in London e ameeeei, dei muitas gargalhadas (de acordo com o meu histórico) e acho que foi daí que me animei a ler a série d'Os Bridgertons. Mas né, foi muita decepção o livro do Duque.

      Vou ter que comprar o livro do Kit agora? Cê pára com isso, fazendo favor? :P

      Excluir
    2. Moça eu com romances de banca não sou normal, adivinhei dois livros. Hahahahahahahahhaha
      Tudo qto é tama eu tenho um romance equivalente.
      SIMPLY LOVE É MUIIIIITO SOFRIDO, E REAL. Vc acredita em cada uma das reações, não são forçadas.
      Sobre O duque e eu, é um dos meus preferidos da série, e tem todo um contexto ela ter forçado o marido, até pq naquela época as mulheres já casavam pensando nos futuros filhos.
      Eu amoooooo livros com gravidez, bebês e crianças. Sou apaixonada.
      E sobre comprar o livro do kit, infelizmente a Arqueiro tá publicando a partir do terceiro, ligeiramente casados. Para comprar o livro do Kit só em romances de banca e até hoje não achei :( Tem livros q é quase impossível achar. Até pra baixar, eu tenho os meus baixados e guarda como se fosse tesouros.

      Excluir
    3. Moça eu com romances de banca não sou normal, adivinhei dois livros. Hahahahahahahahhaha
      Tudo qto é tama eu tenho um romance equivalente.
      SIMPLY LOVE É MUIIIIITO SOFRIDO, E REAL. Vc acredita em cada uma das reações, não são forçadas.
      Sobre O duque e eu, é um dos meus preferidos da série, e tem todo um contexto ela ter forçado o marido, até pq naquela época as mulheres já casavam pensando nos futuros filhos.
      Eu amoooooo livros com gravidez, bebês e crianças. Sou apaixonada.
      E sobre comprar o livro do kit, infelizmente a Arqueiro tá publicando a partir do terceiro, ligeiramente casados. Para comprar o livro do Kit só em romances de banca e até hoje não achei :( Tem livros q é quase impossível achar. Até pra baixar, eu tenho os meus baixados e guarda como se fosse tesouros.

      Excluir
    4. Miga, a resposta é: Kobo! \o/ Eu já guardo uns cuponzinhos de desconto pensando nesses livros. (Ontem mesmo eu comprei um de uma série que eu AMO e que infelizmente ainda não foi traduzida por aqui.) Tem coisa que vale a pena pagar porque te faz mais feliz. :3

      OK, você me convenceu, irei agora adicionar o livro do Kit no meus desejados. :)


      E Bells, malz aí por ter feito do seu post um bate-papo, hahaha!

      Excluir
    5. Realmente, tem livros que só achei para comprar em inglês, e eu não sei leio em inglês :(
      O do kit é Uma verão inesquecível, mas acho que você devia comprar todos. Vale a pena.

      Excluir
    6. Realmente, tem livros que só achei para comprar em inglês, e eu não sei leio em inglês :(
      O do kit é Uma verão inesquecível, mas acho que você devia comprar todos. Vale a pena.

      Excluir
    7. Realmente, tem livros que só achei para comprar em inglês, e eu não sei leio em inglês :(
      O do kit é Uma verão inesquecível, mas acho que você devia comprar todos. Vale a pena.

      Excluir
    8. Taiany, onde te acho pra gente surtar mais sobre a Balogh e romances de banca? :D

      Excluir
    9. Vamos trocar facebook e virar amiguinhas. Eu to no face da Dana, Taiany Araújo, e estou sempre disposta a surtar com romances de banca. Quantos mais surtos melhor.

      Excluir
    10. Não tenho facebook (nem twitter nem instagram). :( Comofäs?
      Só uso Skoob e e-mail.

      Surto é vida. :3

      Excluir
    11. Me passa seu skoob, o meu é Taiany Araujo e a foto é do mocinha do Up altas aventuras. E podemos trocar email tb. Gosta de romances de banca? Eu já gosto de você. HAHAHHAHHAHAHAHAHAHA

      Excluir
  3. Andreia, esse que você falou que abandonou provavelmente é a história do But, e é umas das melhores histórias do spin off. LEIAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    EU AMO COM TODO MEU CORAÇÃO A BALOGH, EU ADORO ESSA SÉRIE E QUERO PULAR COM VOCÊ PELAS RUAS PQ VC TB GOSTA.
    Essa romance que vc diz não ter gostado, que a mocinha "estupra" o marido para engravidar por um acaso é O duque e eu? Pq se for, volta a ler, é uma série, e uma série muiiiiiiiito boa.
    E por fim, Um verão inesquecível é um dos meus livros favoritos da série, vamos falar sobre ele.

    ResponderExcluir
  4. Gente do céu HFUISDHGUIDHFIGUFHDUIGHFUDGFIDHIDGIFHD

    Quando duas fãs de romances de banca se encontram, a Terra treme HFISUDHFIUSDHFIUSDHFUIDSHFDSIFHSIFHS

    Mas enfim. MENINA, COMO É QUE TU ME LÊ O LIVRO NO MEIO DE UMA SÉRIE?????CORRE LOGO PRA LER OS OUTROS PELO AMOR DE DEUS!!!!!!! E o Duque e Eu li essa semana....não tinha pensado por esse lado do estupro, mas fiquei meio incomodada com a atitude dela. Mas aí eu entendi que ela tava desesperada. Mas aí eu fiquei angustiada porque o homem ficou obviamente puto. E aí eu fiquei CABÕ ROMANCE mas claro que não HFUHDIUHDUIGHDFIGHID.

    Essas coisas acabam comigo q

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, só eu pego série nas metades? Acho que ler livros de banca me ajudou com isso. (As editoras nem sempre seguiam ordem e parece que iam lançando os livros aleatoriamente.) Quando possível, eu prefiro ler do começo, mas não sei o que acontece que eu me interesso pelos livros com o bonde andando . Então me dou conta que é série, tem outros antes e na maioria das vezes, até outros depois. Felicidade é quando eu consigo começar uma série do primeiro livro e vou acompanhando na ordem.

      Quanto ao Duque, eu fiquei incomodada enquanto lia, mas aceitei que era paranoia minha. Até ler comentários de outras pessoas que pensavam a mesma coisa e então fiquei aliviada que não era paranoia. Acho possível tentar entender pelo contexto da época ou relevar, mas eu não consigo. Talvez futuramente eu leia outros livos da autora porque eu gosto da escrita dela, mas essa cena constrangedora me acompanhará e eu julgarei tudo que ela escrever, hahaha.

      Acho que tem um post no site sobre romances de banca né? Vou lá surtar um pouquinho também. (Pode ressuscitar posts antigos? XD)

      Excluir
    2. Vá lá...dê suas opniões.

      Excluir
  5. Depois desse post, depois desses comentários, finalmente fui convencida a ler esses livros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OS LIVROS SÃO SEUS E VOCÊ PRECISA SER CONVENCIDA? VOU TE BATER HGUDHGIUDHGIFDHGIDHGIDHGID

      Excluir
    2. LEIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

      Excluir
  6. Deixa eu só ressuscitar esse post porque Ligeiramente Escandalosos está entre nós e depois de eu encher o saco do pessoal da livraria EU FINALMENTE CONSEGUI O MEU EXEMPLAR E LI PRATICAMENTE DE UMA VEZ NO MESMO DIA!!! <3

    Sério gente, esse livro é perfeito. Alguém no Skoob resenhou o livro com um "é o mais chato da série" e eu fiquei com vontade de socar o nariz da pessoa (Freyja mandou lembranças). Mentira, não fiquei, não; eu aceito opinião contrárias a minha. Não de bom agrado nem feliz, provavelmente de cara fechada, mas aceito.

    Anyways, esse livro continua tão lindo como me lembro, amo Freyja, amo Josh e foi ótimo reler porque eu lembrava de algumas coisas, mas não de tudo. E eu li o tempo todo com um sorriso no rosto. Quem me visse talvez pensasse que eu era uma bobona, mas naquele momento, eu juro, era uma bobona feliz. :3

    ResponderExcluir
  7. Meninas, onde eu acho o livro do But? Simply Love? Existe traduzido? Abraço a todas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. existi sim.
      Eu tenho em casa, mas não tenho como te enviar agora, tente esse link http://minhateca.com.br/Jenifer.Pedriali/Documentos/Livros/mutialtores/Escola+Miss+Martin+-+M.B/Mary+Balogh-S*c3*a9rie+professoras+02+-+Simplesmente+apaixonado+(ARE),152131560.doc

      Excluir
  8. Eu amo essa série! São meus xodós!
    Vou ler a Simply quartet agora <3
    #ADORO Mary Balogh é sensacional :3

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *