Big Hero 6 CCCuriosidade

Por que sentimos dor no peito quando quebramos o coração?

4.5.15Dana Martins


Outro dia eu li uma história tão triste que esmagou meu coração. Tipo, literalmente. Essa é uma reação física real quando você se sente mal. É claro que eu não sabia na hora, apenas estava tentando descobrir uma forma de respirar e de como fazer meu peito parar de doer, então.. por que não pesquisar o motivo do nosso peito doer quando a gente "quebra o coração"?


Acabou que eu descobri que a dor física e a dor emocional estão interligadas. A resposta rápida é que ambas ativam a mesma parte do nosso cérebro. Ou seja, quando essa parte do cérebro que regula emoções é ativada, ela aumenta a atividade nos nervos que conectam a outras partes do corpo, resultando nessas sensações físicas (tensão no músculo, aumento do batimento cardíaco, enjoo e falta de ar). Quais emoções exatamente ativam as dores físicas os cientistas não sabem, mas eles têm descoberto esses caminhos do cérebro para o corpo que explicam essa reação.


Tava pensando que eu também fiquei enjoada, mas nem tinha reparado que era também por causa da história triste. 

O que eu acho interessante aqui é como uma história imaginária pode nos fazer "sofrer" e esse sofrimento se refletir de maneira física no nosso corpo. Isso é basicamente prova de que uma história fictícia pode te machucar. 

E outra coisa que eu descobri é que a empatia também está envolvida nisso. Ou seja, só de ver alguém sentindo dor você pode sentir dor. É claro (eu presumo) que você não vai sentir a dor de quebrar o braço por ver alguém quebrar o braço, mas você pode sentir dor de alguma forma. Até porque a dor é menos o ato em si e mais como o nosso cérebro percebe um acontecimento, então é possível passar por situações dolorosas tranquilamente ou sofrer sem nem passar pela situação.

Isso também explica por que eu quase morro quando vejo um machucado feio.

Tava pensando agora e lembrei que existe casos de gente que sente dor em partes do corpo amputadas. Fui pesquisar e isso é chamado de "phantom limb" ou "dor do membro fantasma", que é sentir coisas em uma parte do corpo que você não tem. E eu sinto que se alguém sem um braço se queixar de dor, outras pessoas vão descartar como se fosso "só coisa da sua cabeça", e é. Mas é uma dor real. Porque, afinal, toda dor é coisa da nossa cabeça.

Eu gosto muito de saber mais sobre até que ponto as coisas ao nosso redor são realidade, ou nós é que criamos essa realidade. Porque na nossa cultura muita coisa é justificada com a ideia de natural. Por exemplo, "não é natural um casal do mesmo sexo" ou "homens são mesmo diferente de mulheres" ou "é só um mundo fictício que não importa", mas até que ponto é natureza ou quando passa a ser a nossa percepção cultural (aka nós aprendemos a ver assim)? Então quando eu fiquei devastada com essa história, me sentindo muito mal e com dor no peito e falta de ar, decidi tentar me distrair buscando a explicação científica. 

Ajudou um pouco, aí eu comecei a rir demais e não sei se era de nervoso ou porque era engraçado. 


Caso você também esteja sentindo essa é dor, eu li que "atos de gentileza social" ajudam a lidar com ela, tipo dar as mãos e abraçar. Ou seja: carinho. Outro site diz que controlar a respiração também ajuda, já que a dor de "quebrar o coração" é uma forma de estresse, então pode melhorar através de relaxamento. Também indicaria tudo o que o Baymax fala no filme Big Hero 6, porque no fim das contas é um filme sobre superar a dor de ter perdido alguém. 

Comigo? Eu tentei xingar muito falando pra todos os meus amigos, mas acabei canalizando a dor em uma escrita furiosa. É mágico. Indico para todos. 

obs: A história que eu li é uma fanfiction. Algumas fanfics são muito boas. Aliás, parte da dor foi aliviada quando a personagem na história tomou o controle da própria vida. 

-dana martins
se quiser sofrer com uma fanfic clexa, manda uma mensagem no @danagrint


TAGS: , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. É que nem quando a gente vê alguém se coçando e fica com vontade de se coçar também. Ou aquelas aflições de ver cenas com pessoas se machucando, sofrendo mutilações, encarando agulhas etc. Ou quando ocorre um infarto quando a pessoa se emociona demais. Emoções importam muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e mais: e quando a pessoa tem um infarto ou passa mal por entender errado algo? entender errado, ouvir uma mentira, etc. Tipo, a coisa nem aconteceu DE VERDADE, mas a ideia de acontecer quase mata a pessoa! (então até que ponto é a parte real que nos afeta?)

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *