12 Monkeys Allegiance

Projeto Mid-Season - Parte 2

18.4.15Eduardo Ferreira


Segunda parte das minhas impressões sobre as estreias dessa Mid-season. Muita coisa boa, muita coisa ruim, muita coisa parecida, muita falta de tempo para ver tudo.
Por que é que eu fui fazer esse projeto mesmo???


*As séries estão em ordem de estreia e não de preferência.
**Clicando nas imagens você é direcionado para o trailer de cada série.


12 Monkeys é  baseada no filme homônimo (12 Macacos no Brasil) e trata-se de um mundo pós apocalíptico em que o personagem principal volta no tempo para os dias atuais em uma missão de localizar e erradicar a fonte de uma praga mortal que, eventualmente, irá dizimar a raça humana.

O filme é muito bom e foi uma das melhores atuações que eu já vi do Brad Pitt, porém a série foge um pouco das "leis" do original e isso é, de certa forma, algo bom porque ela não é uma cópia do filme e acaba surpreendendo mesmo você já tendo visto o filme e sabendo como tudo acabada. A história é contada de uma forma completamente diferente (pelo menos nesse piloto ela não se assemelha muito com o filme) e acaba fazendo isso tão bem quanto o filme.

Status: Está na geladeira para ser vista quando eu não estiver tão atrasado com todas as outras séries. Mas, não pretendo deixá-la por muito tempo porque é uma história realmente interessante, e se você andou lendo meus últimos posts por aqui, sabe que viagem no tempo é algo que eu gosto muito!


Fresh Off The Boat é uma comédia da ABC inspirada na vida do chef de cozinha Eddie Huang e no seu livro Fresh Off the Boat: A Memoir. É a primeira sitcom americana a ter como personagens principais uma família asiática-americana. É comumente comparada com Todo Mundo Odeia o Chris. A série segue a vida de Eddie Huang e sua família Tawanesa e a mudança deles de Washington D.C. até a Orlando na Flórida para abrirem uma steakeria durante o meio dos anos 90. Entre o pai vivendo o "Sonho Americano" a mãe surtada (típico esteriótipo asiático na televisão americana) e os filhos tentando se ajustar à vida da cidade, Fresh off the boat consegue ser por vezes clichê, mas sabendo usar isso tão bem que chega a não importar.

Status: Tô meio atrasado na série, mas por enquanto tá rendendo muitas risadas, então, continuarei.


Allegiance é uma série sobre espiões. Alex trabalha há 4 meses para a CIA como analista. Seus pais são antigos espiões da SVR (antiga KGB) e ele não sabe disso. Alex é convidado à se juntar à uma investigação sobre uma ex-espiã da SVR que quer desertar e para isso ela revela vários detalhes que o pessoal da CIA não acreditam serem verdade. Ele então é chamado para verificar a veracidade desses detalhes

É intensa e cheia de história e detalhes que se você não prestar muita atenção acaba perdendo tudo e não entendendo mais nada. Te faz se sentir um pouco burro com tanta informação jogada nesse episódio piloto.

Status: Eu tinha intenções de continuar a série, mas vi que ela foi cancelada e não estou com nenhuma vontade de perder tempo vendo os episódios para acabar e não ter um final.


Last Man on Earth conta a história de Phill Miller o último homem na terra. A série não conta nenhum detalhe sobre como ele se tornou o único sobrevivente vivo na terra, mas nos informa que ele passou o último ano rodando os Estados Unidos, passando por todos os estados a procura de alguém e não achando ninguém. Agora de volta à sua cidade natal, Phill vive como um naufrago isolado conversando com objetos e pedindo a deus que mande alguém para se juntar à ele e fazendo o que ele bem entende. Afinal, não tem ninguém vivo para julgá-lo, certo?

Essa série é genial!!! Uma das comédias que realmente vale a pena ser vista. Muito bem feita e algo que realmente te faz repensar na humanidade.

Status: Continuando e rindo muito.



The Unbreakable Kimmy Schmidt conta a história de Kimmy, uma mulher em seus 30 anos que ficou 15 anos presa dentro de um bunker junto com algumas mulheres que eram enganadas por um pastor que as dizia que o apocalipse havia chegado e elas eram as únicas mulheres vivas na terra e que o mundo lá fora já não existia. Kimmy, após salva, decide se mudar para Nova York e a série conta a sua vida tentando se readaptar e redescobrir o mundo que ela perdeu nos últimos 15 anos presa.

Criada e desenvolvida por Tina Fey é outra comédia hilária que me fez rir de um jeito que eu não ria há muito tempo vendo uma série.

Status: Já terminei a primeira temporada e todos os seus 13 episódios (Obrigado Netflix <3)


É meio complicado falar sobre essa série, ela é baseada em Les renevants série aclamada francesa, que tem a temática bem parecida com Ressurection da ABC que é baseada no livro The Returned de Jason Mott Muita bagunça né? Mas, a história é a seguinte: Pessoas que morreram começam a voltar à vida sem saber porque nem como elas aparecem no mesmo lugar onde morreram. E a série explora as reações dos familiares dessas pessoas que retornam a vida.

Eu não cheguei a ver Les Renevants então não sei o quão fiel The Returned é, mas gostei bastante do piloto e estou muito curioso para saber para onde a série vai caminhar.

Só fica a pergunta: Pra quê tanta série com a mesma temática?

Status: Continuarei roendo as unhas para entender esse mistério do povo que volta à vida.


Produzida pela Ellen DeGeneres, One Big Happy é uma siticom sobre dois amigos que querem ter um filho. A mulher lésbica e o melhor amigo hétero que vivem no mesmo apartamento. Ele se apaixona por uma mulher e, por ela ser britânica e estar prestes a ser deportada, ele casa com ela e logo depois descobre que a melhor amiga está grávida de um filho seu.

Eu quase desisti de ver o episódio nos primeiros 3 minutos. Tava muito clichê, com piadas sem graça e não parecia que ia ser muito diferente do que já se tem por aí, mas eu continuei por causa da atriz que faz a amiga tão bem e é uma personagem tão engraçada que me fez rir quase o episódio inteiro. As piadas melhoram com o passar do episódio e valeram os 21 minutos.

Status: Continuarei até perder a graça.


Olivia "Liv" Moore era uma mulher feliz e determinada que tinha toda a sua vida traçada pela frente. A residencia em medicina estava mostrando que ela tinha um futuro brilhante como médica e o pedido de casamento afirmava que sua vida estava caminhando pelos trilhos certos, até que ao ir numa festa ela é atacada por um frenesi zumbi e acorda transformada.

Liv descobre que além da falta de paladar, da insonia constante e da fome por cérebros, ser zumbi também tem suas vantagens. Ela começa a ter visões da vida das pessoas que ela come o cérebro e, agora trabalhando como medica legista, vê na oportunidade de ter cérebros ao seu dispor, um modo de ajudar a polícia a desvendar assassinatos. E a parte cômica disso tudo é que ela também fica com a personalidade da pessoa que ela comeu o cérebro e chega a ser hilário ela lidando com a personalidade de outra pessoa dentro dela.

Eu já esperava muuuito dessa série antes mesmo de lançar o trailer. Escrita por Rob Thomas (o gênio por trás de Veronica Mars <3), a série tinha tudo pra ser uma Veronica Mars zumbi e: foi. Ou nem tanto assim. Voiceover, protagonista sarcástica, diversas referências.. é tudo tão Rob Thomas e isso é algo muito bom. Para quem (eu) ainda não tinha superado Veronic Mars, iZombie é a série perfeita pra preencher esse vazio.

Status: Óbvio que continuarei. O piloto foi muito bom e a série só tem a melhorar a partir daqui.

Obs: iZombie é baseado numa HQ de mesmo nome.

Sobre as demais séries: não assisti à Better Call Saul, porque ainda não terminei de ver Breaking Bad, mas a série também não me chama tanta atenção assim... Não consegui passar dos 7 primeiros minutos de The Good Witch. CSI: Cyber não cheguei perto porque ninguém aguenta mais esse negócio ruim. American Crime: não consegui passar dos 10 minutos iniciais. A Elilyan viu The Royals e disse que: 
Se você não viu a primeira parte, aqui falo sobre algumas outras séries dessa Mid-Season.

E você, chegou a ver alguma dessas séries? Tem uma impressão diferente sobre elas? Diz aí no comentários!

-eduardo ferreira 

TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Dessas eu só assisti IZombie e adorei!
    Quanto a sua pergunta: Pra quê tanta série com a mesma temática?
    A resposta é simples: Porque os EUA não conseguem ver uma boa série não-ianque fazendo sucesso sem sentirem a necessidade de fazerem um remake. Ainda não assisti a The Returned (assisti a 1a temporada de Ressurection e gostei), mas te garando que Les Revenants vale super a pena! É uma ótima produção. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa! Eu estou amando iZombie a cada episódio novo que passa. Tenho vontade de ver Les Revenats porque olha, The Returned tá maravilhoso e se a original for tão boa quanto já estarei satisfeito =)

      Excluir
  2. Eu tive uma experiência tão traumática com Resurrection que não tenho condições de chegar perto de The Returned, apesar de achar o plot principal GENIAL. Li comentários que a original, Les Revenants, é melhor.

    Não vejo nenhuma das listadas, mas The Last Man on Earth me deixa muito curioso! Como uma série com apenas 1 personagem pode funcionar? oO Deve ser genial mesmo!

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *