CCConversa CCdiário

A narrativa 2.0

23.8.14Igraínne


Oi, meus amores! Hoje nós temos um post diferente para vocês. Nós do CC resolvemos compartilhar nossos escritos, nossos rabiscos e vômitos via caneta. O primeiro deles (também escrito por mim, a Igra) pode ser conferido aqui. A narrativa de hoje vai ser sobre * (na verdade ainda não decidi sobre o que vai ser, porque, ao contrário do que eu deveria estar fazendo, estou escrevendo essa introdução antes de escrever o texto em si -oi). Mas ele tá aí embaixo, confie em mim. Só se aventurar.
*inspirei esse texto na narrativa de Tati Bernardi

- Você pintou as unhas de vermelho de novo, parece que lambeu ketchup a noite toda.
- Tá falando isso porque você é gay, você sabe.
Ele se remexeu na banheira, passando as pernas por baixo das minhas. 
- Seus argumentos estão cada dia melhores - comunicou.
- Você devia tomar um banho, está fedendo a nicotina. 
Ele ergueu as sobrancelhas. 
- Querida, estou tomando um banho nesse exato momento.
- Falo de um banho em um chuveiro. 
Ele bufou.
- Isso não me excita. 
- Fumar na banheira te excita. 
- Sim.
- Não foi uma pergunta. 
Silêncio. Ele virou o rosto para o lado e me olhou com um sorriso estranho no rosto.
- Você se incomoda com o cheiro?
- Meu banheiro fede a cinzeiro. 
- Seu banheiro fede a mim. 
- Dá no mesmo. 
- Não dá. Não compare água mineral com sanduíche de bacon. 
- Tenho alergia à bacon.
- Tem não.
Revirei os olhos. Queria mudar de assunto.
- Você podia preparar batatas-fritas para a gente - sugeri. 
- Eu poderia fazer muitas coisas, querida. 
- Não me chame de querida.
- Ok, odiada. 
- E então?
- Então o quê?
- As batatas? 
- Espere. Estou tomando banho. 
- Você está fumando também. Coisas não associáveis. 
- Incoerência sempre foi meu forte.
- Ironia também.
Ele riu. 
- Você me conhece - aquele sorriso de novo. 
Olhei pra ele. Olhei bem pra ele.
- Tenho um cinzeiro no armário sob a escada. Fume lá fora. 
- Pare, querida. 
- Parar com...? 
- Está sugerindo que eu pare de fumar aqui. Porém, caso quisesse mesmo isso, teria me expulsado antes de eu acender o cigarro. Nós dois sabemos que você não parece convicta das suas decisões. 
- Esqueci que você entende de tudo. 
- Eu tenho um talento. 
- Você tem uma doença.
- Tudo bem. Disseram que Einsten era doente também.
- Talvez estivessem certos.
- Tem razão, a teoria da gravidade pode falhar, um dia - ele ironizou.
- Acontece com os homens. 
Silêncio. 
- Isso foi golpe baixo. 
- Estou com fome. Vai fazer batata frita.
- Você só come besteiras. 
- Eu como coisas saudáveis também. Frango empanado. 
- Você comeu isso há duas semanas. 
- Calúnia, comi ontem. 
- Querida, ontem você comeu pizza. Comigo. 
- Ah, é verdade. Pensei que tivesse sido com o meu outro querido, havia esquecido.
- São muitos. 
- São. Eles não me deixam nem tomar banho em paz. 
- Agora tomar banho na banheira é tomar banho?
- É. 
- Você muda de ideia rápido.
- Eu não sou bipolar.
- Não sugeri isso.
- Então faz logo minha batata frita. 
- Calma, deixa eu acabar de fumar. 
- Você é tão anti higiênico. 
- Eu sou muitas coisas. 
- Menos higiênico. 
- Seu conceito de higiene diverge do meu. Isso é um detalhe.
- Seu conceito de higiene condiz com o meu conceito de imprudência. 
- Sua imprudência soa como diversão. 
- Não vamos começar.
- Começar o quê?
- Esse jogo de conceitos. Sempre perco.
- Perde nada.
- Perco sim. Da última você ganhou definindo açúcar como diabetes. 
- Você generaliza.
- Eu estou sendo realista.  
- Quanta realidade. 
- Vai logo.
- Aonde? 
- Fazer batata-frita.
- Cê vai comigo?
- Talvez.
- Talvez por quê?
- Vamos cozinhar nus?
- Talvez.
- Então eu vou.

E você? Tem uma historinha escrita por aí? Conta pra gente!


- Igraínne M. 
(vulgo Igra)

TAGS: , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

4 comentários

  1. Ficou muito ruim Igra, joga fora hahahhaha

    Proximo post: como lidar com os ranters KKKKKK

    fiquei imaginando pessoas cozinhando nus uHAUHAUAHAUHAUAHAUA

    voce nao era assim Igra tsc tsc

    Sucesso!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAH, você é ótimo, Bruno, d'aquiabraço <3 Vou escrever sobre os haters sim, podexá. E quero saber se ficar um lixo again.

      Love u <3

      Excluir
  2. Sabia que tinha pesquisado errado hahha "haters" é que achei algo com ranters e deduzi que era isso. Obrigado pela correção, voce é show \o/

    Tudo que vocÊ faz é ruim por isso eu te amo, odeio gente perfeita, aff

    ResponderExcluir
  3. Cozinhar nua, nunca tinha pensado nisso.
    Kkkkkkkkk
    Também não achei que ficou bom, mas os meus também não ficam as vezes -quase nunca- mas quando a história surge eu tenho que escolher entre escrever seja lá o que for que a minha imaginação criou ou ficar o resto do dia/semana/mês/ano, com um personagem na cabeça implorando para se libertar tão sutilmente quanto uma escola de samba.

    Ps: estou amando o blog vocês estão de parabéns. <3

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *