clube de escrita Dana Martins

Clube de Escrita: Escrever é transformar estrelas em constelações

3.7.14Dana Martins


O Valentino, meu irmão, entrou para a equipe do CC e a gente tem conversado sobre os textos dele, só que sempre acaba saindo confusão.  Então depois de mais uma frustrante discussão eu decidi explicar pra ele da melhor forma que eu consigo: escrevendo. Parte do resultado foi um texto abaixo, direcionado a ele, mas que eu espero que ajude mais pessoas a passar as ideias da cabeça para o papel. (:

Escrever é difícil e fácil ao mesmo tempo, é um trabalho de organizar pensamentos. Às vezes a gente nem sabe quais são os nossos pensamentos - então a gente escreve TUDO o que passa pela nossa cabeça de qualquer jeito. Por exemplo, você não estava conseguindo se expor. Por que? Porque você estava com medo do que iam dizer. E você só conseguiu escrever começando o texto com um NÃO ME BATAM como um pedido de desculpa. Não para as pessoas, mas uma forma de se dar liberdade para ter essa opinião e deixar o seu cérebro se abrir e pensar nisso. Escrever em parte é aprender a encontrar essa liberdade.

Se dar liberdade pra escrever e descobrir o que você está pensando de verdade. 

Todo mundo pensa - não existe coisa como não pensar. Mesmo que a pessoa pense em coisas sem lógica ou infundadas, ela está pensando. Escrever sem filtro é escrever tudo o que você pensa. Se você olha pra algo, consegue ter uma opinião, consegue achar algo - você consegue pensar, então você consegue escrever. Por isso às vezes FALAR o que você acha é uma forma de se ajudar a escrever, porque a gente tem menos filtros sobre falar do que escrever. Finge que está contando pra alguém. Tem gente que grava um áudio e depois digita. O computador às vezes me dificulta a pensar, então eu paro somente pra pensar e aí escrevo. Ninguém pode descobrir qual é o melhor modo para você ou quebrar os seus bloqueios mentais. Eu posso aqui te dizer que eles existem e dizer que você pode vence-los - mas você vai ter que sentar, olhar para o papel em branco e lutar com você mesmo.

E depois que você coloca todas as ideias no papel, ainda tem o trabalho de organizar os pensamentos. Às vezes nem você entende. O que você quer dizer? Qual é a sua mensagem? Resuma em uma frase. Fale em voz alta. Por que você acha isso? Liste os motivos, organize as informações.

Resumir tudo o que você quer dizer
em uma frase é a primeira etapa do
método Snowflake, em escrita de livros,
mas também funciona em textos curtos
Veja a história de bestsellers resumidas
em uma frase
Por exemplo, no seu texto, acho que o que você quer dizer é que o livro mesmo mostrando uma realidade triste, é uma realidade que faz as pessoas serem mais felizes. Ou que situações difíceis fazem as pessoas pensarem no que realmente importa. Ou que você sente falta dessa conexão com as coisas mais sinceras no dia a dia. Ou que as pessoas são tão focadas em imagem, que esquecem o que realmente importa.

Repare que você tem várias frases de resumo. Qual perspectiva você escolhe?

Agora os motivos. Digamos que você escolhe que sente falta dessa conexão entre as pessoas mostrada no livro, então você tem que mostrar como hoje em dia não existe essa conexão (como? tem exemplos reais?), tem que mostrar o que te fez perceber isso (falar do livro em si. e existem outros exemplos de momentos difíceis que as pessoas aprenderam a ver o que importa? tipo a Hazel em ACEDE, ou os africanos que são os mais felizes) - e a sua opinião geral sobre isso. Será que no futuro isso tende a melhorar? Ou você acha que as pessoas deveriam parar pra pensar nisso - e como elas podem melhorar? Você acha que só vai piorar? Por que?

Ou se você vai falar de como situações difíceis fazem as pessoas pensarem no que realmente importa. Que situações difíceis são essas? O que você considera como realmente importante? Como o livro da Anne Frank se relaciona com isso - qual é a situação difícil dela? O que ela aprende? Por que você acha tudo isso importante de forma geral? Como você se sentiu ao descobrir isso no livro?

Às vezes você vai ter que sacrificar algo realmente
legal na revisão, mas lembre de analisar de vários
pontos de vista. Uma piada pode não fazer
diferença no entendimento do leitor sobre o texto,
mas com certeza vai deixar mais divertido ler. 
Depois que você organiza a ideia, falta só transformar isso em um texto legal de ser lido. Tá sincero? Tá muito duro? Tá divertido? Tá objetivo? Tem que buscar o equilíbrio. A forma como você vai fazer isso depende de pra onde você vai escrever - adequação. No caso do CC eu penso em imaginar que você tá falando com um amigo. Como você falaria sobre o livro? Como você elaboraria a frase em uma conversa?

A última fase é uma revisão pra ver se tá tudo escrito direito, se não tá falando nada desnecessário. (é realmente necessário o leitor saber disso? faz alguma diferença pra ele entender? o que acontece se você tirar esse trecho?)

Então são 4 fases:

1. Colocar no papel TUDO o que você pensa. Tipo uma penseira de Harry Potter, que você tira o pensamento da cabeça pra entrar nele e analisar.
2. Organizar o pensamento. Descobrir o que você realmente quer falar e colocar em uma ordem lógica.
3. Tornar isso um texto interessante e adequado para onde você vai escrever.
4. Revisar (erros e tirar coisas desnecessárias)

Quanto mais você faz, mais você consegue. Você vai aprendendo truques sobre você mesmo. Vai começar a fazer sem nem perceber. Você tem que se treinar a fazer essas coisas - e como faz isso? Fazendo. O resultado nem sempre vai ser bom, mas você vai conseguir melhorar. E a melhor parte é que quanto mais você treina fazer isso, mais rápido você passa por todas essas etapas. Às vezes já na primeira etapa eu penso tudo e coloco no papel direitinho, é lindo quando sai o texto completo quase sem esforço. Às vezes eu levo meses reescrevendo sobre o mesmo assunto volta e meia até conseguir entender o que eu quero falar e como falar. É engraçado que algumas vezes eu fico um tempão pra conseguir, aí escrevo de qualquer jeito mesmo e, tipo, uma semana depois eu encontro algo que faz o meu cérebro entender o que faltava.

Escrever às vezes é uma mistura de aprender a pensar e aprender a comunicar pensamentos. E isso nós fazemos o tempo inteiro e todo dia, então qualquer um pode fazer.

-dana martins


Leia mais do Clube de Escrita aqui


TAGS: , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Muitíssimo bom seu texto. Me ajudou! Estou errando em estar mais preocupado em tornar o texto bonito e legal de ser lido, mas sem não antes deixar as coisas rolarem, o pensamento fluir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo comentário! E lembre que não tem errado na escrita, tem o que funciona e o que não funciona e a gente no meio do caminho testando de tudo HUAHAUH

      Excluir
  2. Você e suas postagens que são quase uma sessão de terapia pra minha pessoa HFSUFHSIFHSIFHSIFHISDH vou favoritar. E vou me esforçar e me forçar até sair algo U_U

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *