bbc CCSéries

5 motivos para você assistir The Fall

28.5.14Elilyan Andrade


Vamos falar de coisa boa? Vamos falar de Top Therm  The Fall, uma minissérie britânica que recentemente foi renovada para a segunda temporada e que conquistou sucesso de público e crítica no final do ano passado. 

Com uma trama envolvente e personagens carismáticos The Fall é muito mais legal e inteligente do que The Following e Homeland juntas e por isso você deve assisti-la. Acha que é presunção da minha parte? Então lhe darei outros 5 motivos para assistir The Fall.

1. Gillian Anderson

A.K.A agente Scully está de volta! Fãs de Arquivo X agradecem o retorno, Anderson. Não apenas ela está de volta na pele de uma agente, como sua Stella Gibson é uma personagem tão poderosa e carismática quanto Scully. 

Inteligente, cuidadosa e sensual Gibson é uma mulher que não tem medo de assumir seus erros e de falar o que pensa. Também é uma mulher com traumas, mas esse aspecto ainda não foi bem explorado pela série.

2 - Um serial killer nada clichê

Esqueça traumas, flashbacks de abusos e tantas outros recursos para justificar o porquê de um serial killer ser como é, em The Fall isso não existe. Paul Spector (interpretado pelo delicioso Jamie Dornan) é um assassino em série que em nada lembra outros assassinos da telinha e do cinema. Paul é um cara boa-pinta, pai, ótimo marido e tem uma carreira como psicologo! É isso mesmo! Paul é um cara bacana! Ele não tem nada de creepy, malucão, traumas e outras zilhões de justificativas para matar. 

A única justificativa de Paul para matar é que ele é machista. Simples assim! Durante cinco episódios fiquei em nervos com a vida dupla que ele leva. Em alguns momentos cheguei a achar que ele era doente e coisa e tal, mas não. O roteiro só apresentou como justificativa para ele matar o fato de ser machista. É ou não um serial killer nada clichê? 

3 - Belfast

Assim como em Sherlock, a cidade ganha personalidade própria e pode ser encarada como mais um personagem de destaque na série. Esqueça Londres com seus policiais bonzinhos e ruas arrojadas, Belfast, na Irlanda do Norte, é violenta, pobre, pouco atraente e corrupta. 

Em diversas vezes a detetive Gibson esbarra em dificuldades por causa da política de Belfast, o que pode parecer estranho para nos acostumados com as políticas britânicas nas séries da BBC, mas nada que pareça de outro mundo, infelizmente, para nos brasileiros. De certa forma Belfast lembra bastante o Brasil. 

4 - Feminismo e misoginia

The Fall não é uma série sobre a caçada de um assassino em série. The Fall é uma série sobre o feminismo; sobre a dificuldade dos homens reconhecerem a independência das mulheres

Desde da escolha de vítimas de Paul (mulheres independentes, bem-sucedidas e que são resolvidas com sua sexualidade) até a sutilezas no roteiro, como quando Stella abotoa a blusa na conferência com a imprensa, a série deixa claro que não é um thriller comum. 



5 - Narrativas paralelas

The Fall tem uma narração peculiar, se você está acostumado com CSI e outras séries investigativas vai achar a narrativa de The Fall arrastada e cansativa, mas isso é só impressão sua que está acostumado com o ritmo americano. A série irlandesa tem um ritmo todo próprio e vejo isso como mais um ponto a seu favor. 

Permitindo que o público acompanhe simultaneamente os trabalhos da detetive e a vida do criminoso a série gera uma sensação de desconforto e angústia. É como se você estivesse assistindo Jogos Vorazes com todo aquele dilema moral sobre matar ou não. A cada minuto The Fall quer que você pare para refletir, para questionar o que você está assistindo. Cada fala, cada ação, cada escolha dos personagens estão cheios de dilemas morais que merecem um cuidado e atenção por parte do telespectador. The Fall não se trata de tiro, porrada e bomba. 

TAGS: , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM