anti-heróis CCSexta

Vilões vs Anti-heróis: não confunda as bolas

4.4.14Elilyan Andrade


CCSEXTA! \o/ 

*EVACUAR A BASE - SEGURANÇA COMPROMETIDA*

OMG! A base ultra secreta do ConversaCult foi invadida. Vilões acabaram de invadir o local e estão exigindo... 

Ok, ok, parei. Seria incrível que vilões estivessem invadido nossa base ultra secreta, mas enquanto isso não acontece vocês irão apreciar sextas repletas de vilania. Mas antes de começar a colocar as manguinhas de fora e preparar a gargalhada maquiavélica, quero lhe pedir uma coisa: não seja lesado precipitado como o Harry Potter. Não confunda o anti-herói com o vilão.

É fácil confundir o anti-herói com o vilão, pois os dois possuem qualidades morais negativas, como raiva, desprezo e egoismo, mas fora isso vilões e anti-heróis são completamente diferentes um do outro. O anti-herói é o personagem à qual faltam os atributos físicos ou morais geralmente atribuídos aos heróis. O vilão também. O anti-herói é mesquinho, rir da cara dos outros, tem senso de humor, menosprezam a opinião alheia e, por essência, são inteligentes, irritantes, misteriosos, irônicos e possuem um certo desprezo pelas normas comuns da sociedade. O vilão também. 

Apesar de possuir várias características em comum o que diferencia o anti-herói do vilão é que o malvadão tem probleminhas. Não importa quanto tempo ele fique preso ou quantas segundas chances receba não haverá redenção. O vilão é um megalomaníaco que tem como motivação principal promover o caos e, essencialmente, confrontar o herói. O anti-herói pode até confronta o herói, mas esse não é seu objetivo principal dentro da estória

Não é fácil identificar o anti-herói, justamente por muitas vezes ele possuir características similares ao vilão, mas quando se presta atenção aos detalhes percebesse que a confusão foi causada pela rapidez de julgamento. 

Assim como na vida, quanto lemos uma estória temos a tendência de julgar rapidamente. A primeira impressão é responsável por diferenciar mocinhos de vilões, chatos de legais, feios de bonitos; a vida não é preto no branco e se até nos filmes da Disney possuem personagens dúbios imagine em livros, filmes, HQs e séries.

Dúbio é a característica principal que difere o anti-herói do vilão. O anti-herói pode parecer em alguns momentos o vilão, por possuir traços de vilania, mas no final sua essência é diferente. O vilão é a representação máxima do mal. O anti-herói é a representação da realidade. Assim como eu e você, o anti-herói faz escolhas que muitas vezes são questionáveis. Somos humanos e por isso erramos, acertamos, aprendemos e crescemos através de nossas escolhas. Os anti-heróis também. O fato do anti-herói ser parecido comigo e com você é o motivo de muitas vezes ele chamar mais a atenção e conquistar nossa empatia em oposição ao vilão, e até mesmo o herói. É fácil se reconhecer no anti-herói e por isso amá-lo.

Não entendeu ainda jovem padawan? Calma que vou dar um exemplo que é bem fácil de entender: Em Harry Potter, nos temos o Harry, o Snape e o Voldemort. Harry é o herói, Voldemort é o vilão e Snape o anti-herói. 

Desde “Harry Potter e a Pedra FilosofalSeverus Snape é apresentado como um personagem dúbio. Snape tem a aparência, o discurso e as atitudes moralmente questionáveis de um vilão. Além disso, ele por diversas vezes confronta o herói. Por ser um personagem misterioso (outra característica típica de um anti-herói) somos levados, assim como o Harry, a definir Snape como um vilão. 

Ao longo dos livros pinceladas da biografia de Snape é apresentada e através dela passamos a compreender que aquele personagem que possui características de vilania não é tão diferente assim de alguns dos mocinhos: ele é corajoso, inteligente, tem senso de humor e liderança. Mas é apenas quase no final de “Harry Potter e as Relíquias da Morte” que é apresentada a prova final de que Snape é um anti-herói: ele é capaz de amar. 


É o amor que diferencia Snape de Voldemort. Nunca encontrei um vilão que soubesse o que é o amor, que entendesse o amor, que amasse. Mas já encontrei vários anti-heróis que amaram. Vegeta, Artemis Fowl, Damon Salvatore e Heathcliff são só alguns personagens que, assim como Snape, são confundidos com vilões. 

Agora, jovem padawan, que você entendeu a diferença entre vilões e anti-heróis na próxima vez não dê uma de Harry Potter; pare e reflita se aquele personagem é mesmo o vilão ou só parece com um. 


P.S.: Só porque o Snape amou a Lily e coisa e tal, isso não quer dizer que o cara é um santo. Ele continua um babaca maldoso apesar do amor. 

TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Muito bacana o post!
    Nunca parei pra realmente diferenciar os dois. Mas sempre percebi que alguns personagens mesmo não sendo os heróis não eram necessariamente maléficos. E estes são os que mais me agradam justamente por serem mais humanos.
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *