CCLivros CCResenhas

[Resenha] Garota Exemplar, de Gillian Flynn

10.12.13Isabelle Fernandes

por Isabelle Fernandes

Livro: Garota Exemplar
Autor: Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
- Comprar: SaraivaCulturaSubmarino
- No Skoob












Minicrítica ~ Resumo:
"Amy Dunne desapareceu. No dia de seu quinto aniversário de casamento, seu marido, Nick, encontra a casa revirada e nem sinal da esposa. Tudo indica se tratar de um sequestro, e Nick logo chama a polícia, mas logo as suspeitas recaem sobre ele. Exibindo uma estranha calma e contando uma história bem diferente da relatada por Amy em seu diário, Nick parece cada dia mais culpado, embora continue a alegar inocência. À medida que as revelações sobre o caso se desenrolam, porém, fica claro que a verdade não é o forte do casal."

Hoje venho apresentar a vocês um dos melhores livros que eu já li em toda a minha vida, e que, se você está antenado, com certeza já ouviu falar: Garota Exemplar. Esse livro é a perfeição no quesito “thriller psicológico”. É genial. É incrível. Se você não resiste a um crime, reviravoltas estupendas e mentes doentias, este livro é para você.

Quer saber mais? Clique aqui 


Eis uma bela manhã, o dia do quinto aniversário de casamento de Nick e Amy Dunne. Tudo parece muito normal, muito comum. Nick sai para dar uma volta, quem sabe encontrar o presente certo, e quando entra em sua casa, a encontra totalmente revirada. Sinais de luta. E nenhum sinal da sua esposa.  Nick, como um bom marido preocupado, chama a polícia. Tenta colaborar com as investigações. Mas há algo errado com ele, com a forma a qual se comporta diante das câmeras, diante de inúmeras situações e logo ele se torna o principal suspeito. 

Mas será mesmo? O marido é sempre o culpado?

Essa é a premissa de “Garota Exemplar”. O livro começa com o ponto de vista de Nick, e você já percebe que há alguma coisa errada. Aparentemente, o casamento deles não anda lá essas coisas. Talvez a chama da paixão tenha se extinguido. Então vem a descoberta do desaparecimento, ao mesmo tempo em que o ponto de vista de Nick é intercalado por trechos do diário de Amy. As histórias contadas são bem diferentes, o que significa que um deles está mentindo, ou quem sabe, os dois.


Em minha opinião, essa foi uma ótima jogada. Porque normalmente só temos o ponto de vista de alguém que não está ligado intimamente ao acontecido, como policiais e detetives. Já nessa história, temos a versão do suspeito e da vítima. E a disparidade entre essas versões é que o motiva a continuar lendo. Você fica pensando "mas mds não é possível ela tá dizendo isso ele aquilo SERÁ SERÁ?". A cada novo capítulo, novo ponto de vista, uma dúvida é lançada, um novo dado aparece, você começa a bolar várias teorias e então BOOM!!! No capítulo seguinte o jogo vira. À medida que o livro avança, a história fica cada vez mais elétrica e impressionante até que você toma o Maior de Todos os Sustos.

Gente, sério. A mulher começa o primeiro capítulo da segunda parte como um verdadeiro tapa na sua cara. Uma coisa tipo “HÁ! Toma isso, seu leitor trouxa!!”. E ao longo de toda esta segunda parte, você fica angustiado, desesperado, incrédulo, impressionado, à beira de um chilique porque, meus amados, o bagulho é doido.

Eu, que já tenho muitos quilômetros rodados em histórias de suspense envolvendo crimes, nunca iria imaginar um negócio desses, não nessa magnitude. Fui atingida em cheio pela reviravolta, e foi isso que me conquistou de vez. E o final, nem irei comentar muito. Tudo o que eu conseguia pensar enquanto devorava uma página atrás da outra era “MEU DEUS O QUE É ISSO” e “GENIAL, GENIAL!!”.

Portanto, com isso digo: UMA SALVA DE PALMAS PARA AUTORA!!!!!!! QUERO MAIS LIVROS SEUS MOÇA.


 

ATENÇÃO!! SPOILERS!


Aqui começa a área dos spoilers. Se você ainda não leu este livro, eu o aviso: passe longe daqui. A resenha em si já acabou ali em cima. Não precisa continuar. Vá embora. Porque se você ler isso, vai destruir todo o objetivo do livro, que é te surpreender. Então mesmo que você ame spoilers, get out.

Depois não diga que eu não avisei.

~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ 


 
Vou dividir por tópicos os pontos que mais me chamaram a atenção no livro. Vamos lá.


1 - Este livro poderia ter se chamado Amy Exemplar ao invés de Garota Exemplar. Teria tudo a ver, já que ela é a inspiração dos pais para a série de livros infanto-juvenil Amy Exemplar. E ao longo de toda a história, vemos a Amy tentando ser a Garota Legal, exemplar. Perfeita. Aquela que todas querem ser, todos querem ter. E do outro lado tem o Nick, todo ferrado emocionalmente por conta de um pai tirano. Outro querendo ser O Perfeito, O Cara Legal. Uma bela combinação, hein? Pois é.
 

2 – Aliás, o livro inteiro é da Amy. Gente do céu, a mulher é uma completa psicopata (ou sociopata, não tenho certeza)! No sentido mais completo da coisa. As tramas, o planejamento, a falta de emoções (exceto a raiva e o desejo. Não sei se o que ela sente pelo Nick é uma forma deturpada de amor ou sei lá o quê). Ela é a psicopata perfeita. Não é dos tipos lunáticos que sempre aparecem em filmes e séries e que sempre deixam transparecer alguma coisa. Fala sério, os pais dela pensam que ela é toda meiguinha!!
 

3 – Uma coisa que eu achei superinteressante foi a polaridade entre Nick e Amy. Nick era o cara criado por um pai misógino, que possuía pavor de ser tornar um também. Ao longo do livro, o vemos tendo vários pensamentos nada legais sobre mulheres e depois, se repreendendo. Por outro lado, Amy é a feminista. É aquela que aponta os padrões machistas tanto em personagens quanto na sociedade em si e os critica, com um humor bem ácido.

4 – Como vocês já perceberam pelos itens 1 e 3 , Nick e Amy são o oposto um do outro. Mas ao mesmo tempo se completam, de alguma forma insana. O próprio Nick nota isso no final do livro. Credo q


5 - Todas as sinopses e chamadas falam de "casamento arruinado" e blablabla. Assim, o casamento foi arruinado porque  a mulher tem distúrbios psicológicos graves??? O casamento em si não tem culpa, coitado. Parem de usar ele pra chamar mais leitores.

6 – Destaque especial para a inteligência de Amy porque sim.

~~ ## ~~ ##
~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ ## ~~ 



FIM DOS SPOILERS



Se depois de tudo isso, você ainda não sente vontade de ler, então meu amigo, realmente não tem jeito. Agora, se consegui despertar em você a terrível curiosidade humana, lhe dou o conselho: corra até a livraria mais próxima. E tire uns dias livres. Porque você vai ser devorado por essa história q


Nota:

  


(5/5 conversinhas)


TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Li várias resenhas e também uma matéria no jornal há uns meses dizendo como esse thriller é genial, e confesso que nem liguei muito para o livro na época em que foi lançado. Hoje quero muito lê-lo, e só estou esperando desafogar um pouco minha pilha de próximas leituras para ir atrás dele. Adoro thrillers e já estou certa de que vou curtir esse.

    Um beijo, Livro Lab

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *