Bienal Bienal do Livro

Descubra como fugir de filas na Bienal (Edição Rio de 2013)

3.9.13Dana Martins


Eu andei a Bienal inteira (sábado e domingo!) e peguei só duas filas pequenas (uma para entrar na Intrínseca, que eu ia sair, mas vi que o cara ia abrir logo e fiquei) e a outra para comprar na Autêntica - nessa eu aproveitei para tirar umas fotos. Mas teve gente pegando fila de 40 minutos só para entrar em um estande!!! Tem até reportagem no G1 sobre isso. Não sei vocês, mas eu não gosto de ficar em pé esperando quando eu posso estar por aí aproveitando a Bienal. Então vamos aqui para algumas dicas. 

Abaixo eu reuni informações sobre como se livrar de alguns tipos de filas, além de dicas mais gerais para não ter que ficar em pé esperando.

Horários com menos filas:
Logo que a Bienal abre e a partir das 8 da noite. De preferência em dia de semana.

Estandes que enchem muito:
Os que vi fechados foram o da Intrínseca, Comix e Panini. Então se chegar cedo passe logo neles antes que a multidão apareça. Para comprar eu lembro de ver uma fila enorme na Arqueiro, mas todas as principais editoras acabam formando fila. A única grande que eu realmente vi vazia foi a da Suma, mas acho que foi o momento que eu passei. Nós também pegamos a Planeta vazia.

Fila para entrar em um estande:
Tipo... sério? SÉRIO? POR QUE?!!! Quando você ver isso, primeiro olha direito. Às vezes não é fila para entrar: é para pagar, para pegar autógrafo, só para fazer fila (porque parece que as pessoas gostam disso) ou sei lá. Então procure a entrada e pergunte. Se tiver mesmo uma fila, avalie. Às vezes é pequena e as pessoas estão entrando rápido. Quando eu fui na Intrínseca para deixar meus bilhetinhos nerdfighter, estava com fila e eu quase deixei pra depois, mas pedi para os meus amigos ficarem na fila e fui olhar melhor. O que eu descobri? Que o homem deixava entrar um monte de gente de uma vez só e estava prestes a fazer isso. Mal voltei para o meu lugar começou a andar. Se for daquelas que dão a volta no Rio Centro e não tem jeito, pula para o próximo estande.

Fila relâmpago:
Nesses negócios acontece um fenômeno natural chamado fila relâmpago: está vazio e, de repente, uma fila gigante! Ou o contrário. Tem aquela fila enorme, você pisca e ficou vazio. Então vale a pena ficar de olho. Vai no estande ao lado, olha quando passa de longe... uma hora pode estar sem fila.

Fila para pagar:
Teve gente que pegou uma fila que dava volta no estande para comprar, eu não peguei nenhuma. O que eu fiz? Falei que era blogueira da Capricho! Mentira. Foi só ir lá no fim do dia (a partir das 8 da noite melhora). Logo que a Bienal abre também é indicado - e não corre risco de ter livro esgotado.

Fila para pegar autógrafo ou entrar em evento:
Nesse caso, fugir é difícil se tiver que pegar senha, mas se for só fila sem organização fica aproveitando por perto e quando não tiver ninguém é só entrar. Atenção que às vezes a senha entregue já diz a ordem de entrada ou você nem precisa ficar parado em fila esperando.

Fila para comer:
Essa é simples de fugir. É só passar fome! Mentira. Seguindo a dica da Isabelle no nosso guia de sobrevivência à Bienal, é só levar de casa. E você com certeza vai economizar dinheiro para comprar um livro (ou três, pegando uma promoção). Para beber, há sempre um lugar menor (tipo os que vendem sorvete ou churros) sem ninguém onde você pode comprar um refrigerante. Bebedouro tem em frente a banheiro feminino e masculino, então às vezes a fila é enorme de um lado e vazia do outro. Se for totalmente necessário comprar, lembre que há vários lugares nos cantos dos pavilhões e na passagem entre eles vendendo comida, algum pode estar mais vazio.

Fila para entrar na Bienal:
A foto ali em cima é de uma fila na entrada, então eu me sinto obrigada a comentar, mesmo sem ter visto essa fila. Eu não sei quanto tempo ela dura, mas acho se em vez de chegar logo que a Bienal abre você chegar meia hora depois, lá pras 11, já funciona. E você nem vai pegar o lugar tão cheio. Alguém aí pegou essa fila e sabe dizer quanto tempo ela dura?

Fila para comprar ingresso para a Bienal:
1- Você pode comprar ingresso antecipadamente em um ponto de venda, para entrar direto. Veja a lista dos pontos de venda aqui.
2- Aquilo lá é meio confuso e parece que tá todo mundo desesperado, mas eu não cheguei a pegar tanta fila. Como é grande, olhe direito antes de sair entrando na primeira fila que você vê. Eu entrei num lado e no outro estava cheio, não sei por que aquela gente toda tava lá. Pagar em dinheiro acho que vai mais rápido. E um palpite: existe entrada pelo pavilhão verde durante o fim de semana, segundo o mapa. Eu tive que entrar pelo laranja, então talvez esse fique mais livre.
3- Comprar pela internet. Esse além de mais caro, eu achei uma porcaria. O site é muito, quando eu tentei comprar nem funcionava. E eu não sei se tem que trocar, então pode ser que você acabe pegando fila para fazer isso. Mas se quiser tentar, clique aqui.

Fila para o banheiro:
Essa eu não posso falar muito porque eu não peguei fila nenhuma - todas as vezes que eu fui estava vazio. Mas vale a pena lembrar que existe mais de um banheiro! Às vezes por qualquer motivo um encheu, mas, sem brincadeira, tem uns 10 banheiros pela Bienal e eles não são nem tão longe um do outro.

Aproveite o seu tempo!
Eu gosto de olhar e depois comprar, então passeio pela Bienal e pelos estandes antes de sair distribuindo dinheiro. Além de não pegar fila, você ainda não corre risco de gastar todo o dinheiro e encontrar algo mais legal. Também aproveite os horários mais cheios para descansar e comer ou conhecer os estandes mais vazios. Atenção: Estoques de livros não são infinitos. Não é pra ficar desesperado e passar horas em fila, mas é bom tomar cuidado.

Não deixe a fila te cansar
Quem disse que fila precisa ser algo ruim? Se não conseguir fugir, aproveite. Pegue o celular e venha ler posts do ConversaCult. \o/ Tire fotos, descanse, coma, planeje com o mapa para onde você vai, separe logo o dinheiro, faça as contas de quanto você gastou (não indicado) e converse bastante com os amigos! Se não tem amigos, é uma boa hora para fazer um novo. Algo em comum vocês já têm: o amor pela leitura.

só pega fila quem quer (:
-dana martins

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *