clube de escrita cracked

5 Exercícios para ficar mais Criativo - Parte 2

18.8.13Dana Martins


Olá! Hoje venho completar com as três últimas dicas de exercícios para se tornar mais criativo. Os dois primeiros foram flexões e abdominais, você pode ver aqui. Para quem está gostando, vamos agradecer ao Paulo que deu a dica de fazer esse post. :D Se aquilo não deu para colocar sua criatividade nos trilhos, agora a coisa vai funcionar. Vamos lá \o/

Ainda não, PERA! Pra quem tá imprimindo, eu fiz uma versão resumida com todas os 5 exercícios em uma página pra download. Nesses posts eu explico como faz, lá é a dica + ideia de como desenvolver.

3- Abandone a sua história

Acho que se você praticar essa dica junto com as últimas duas, a sua história vai te processar por maus tratos. Então acho que é por isso que essa é mais por pura diversão e nenhum compromisso. A ideia é você começar uma história e abandonar. Apenas isso. Pode ser muito ruim. Pode ser muito boa. Pode ser até Pepsi. Mas você não precisa se preocupar, porque a história não precisa ser essa Coca-Cola toda. Tá, parei com as referências. O importante é que você vai escrever algo, vai se livrar de alguma ideia, vai exercitar a criatividade... E depois vai poder ir escrever a sua verdadeira história. Comece agora mesmo. Escreva algo e abandone. Pronto.

Exemplo:

A vida não é fácil. Dirigir na rodovia 64 é para poucos. Apenas os mais corajosos se aventuram entre os buracos e os perigos das curvas fechadas. Ou aqueles que não têm outra opção a não ser fazer isso. Essa é a vida de Kayne, que com a barriga avantajada grudada no volante sobe e desce pela 64. Não, espere. Deixe eu corrigir: essa era a vida da Kayne. Você não vai acreditar o que aconteceu.


2- Traia a sua história

Shh. Ela não precisa saber. Você provavelmente já passou muito tempo com ela. Ou deveria estar passando e em vez disso está vivendo com a angústia de não estar escrevendo. Então pule a cerca. Pegue algum elemento da sua história e leve para passear em outro lugar. Um objeto, um cenário, um personagem. Nada que tenha a ver com a sua trama principal. Não precisa nem ser o seu protagonista. É até bom que não seja, vocês já passaram muito tempo juntos. Pegue um personagem aleatório. O que ele estava fazendo há 10 anos? O que ele vai estar fazendo daqui a 10 anos? Quem foi o primeiro namorado dele? Ou digamos que a sua história é sobrenatural, conte a história de um dos monstros. Tudo isso vai te aliviar da aflição da mesma história e ao mesmo tempo tornar o seu mundo mais rico.

Exemplo:

Isso é algo parecido com o que eu fiz com o meu segundo conto. Ele é sobre um personagem do primeiro. Eu literalmente levei ele para passear. E isso também é o que a JK Rowling fez em "Os Contos de Beedle, O Bardo." Você tem por aí "Divergente" na versão do Four, a Kiera Cass lançou algo na visão do Maxon. A Stephenie Meyer lançou "A Breve Segunda Vida de Bree Tanner." De onde você acha que saíram essas histórias? Essas autoras pegaram na mão desses elementos secundários e foram pular a cerca.


1- Roube a história de alguém

Está cansado da sua história? Roube a história dos outros. Você merece esse descanso antes de voltar a lidar com os próprios personagens. 

Isso não é plágio, a não ser que você decida lançar comercialmente. De resto é apenas paródia ou fanfic. Se você conhece algum amigo que escreve, roube a história dele e termine do próprio jeito. Se você não tem, roube a história de qualquer um. Pegue uma fic na internet e termine como quiser. Reescreva o final daquele filme como você achava que tinha que ser. Pegue um livro que você goste e mude a história. Reescreva de outro ponto de vista. Adapte algo para outro estilo (Jogos Vorazes steampunk? High School Game of Thrones?). Você pode ir ao infinito e além se divertindo com história alheia. Não tenha medo de pegar uma grande história e estragar, é só diversão. É literalmente como um carro alugado: você pega, dá umas voltas e depois devolve. Alugue um conversível e vá passear. O melhor de tudo é que depois de passar um tempo se divertindo com história dos outros, parte disso vai ser levado para o seu próprio trabalho. Aprenda com os mestres bagunçando a casa deles. 

Exemplo:

- Merida, você não precisa ir.
- Não preciso? Mãe, é claro que eu preciso! Nós não podemos deixar nossos soldados irem assim.
- Seus irmãos-
Merida riu e a mãe desistiu de falar. As duas ficaram em silêncio enquanto Merida terminava de arrumar as coisas.
- Mãe, vai ficar tudo bem.
- Você não pode garantir.
Merida não respondeu, mas a mãe não precisou de resposta para isso. Assim que as palavras deixaram sua boca ela soube a verdade. Era exatamente a falta de garantia que tornava tudo tão excitante para sua filha. Ela sabia bem demais para tentar impedir. Então ela se aproximou e abriu os braços. Merida mergulhou em seu abraço.
- Filha, se cuide.

Ficou uma porcaria, mas a volta no conversível valeu a pena.


Bem, é isso. Espero que tenha ajudado, porque realmente me ajudou. \o/ E as fanarts do Soluço, Merida, Jack e Rapunzel são as coisas mais lindas que existem. <3 Se você quiser ver os 5 Exercícios para fica mais Criativo em inglês no Cracked, é só clicar aqui. É legal que os exemplos deles são outros, então dá pra ter mais alternativas de referência. 



-dana martins

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *