Vamos viajar para... o terror

19.7.13Michelle


E então metade de julho já se foi. Para quem está de férias, é aquele momento em que pensamentos de "Ai, não acredito que já vai acabar!" se misturam a outros como "Não aguento mais ficar sem fazer nada!". Quem acompanha os posts do ConversaCult sabe que estamos apresentando às sextas ótimas opções de diversão para quem quer viajar sem sair de casa. Já fizemos paradas no fim do mundo e na vida adolescente. Hoje, respirem fundo e peguem seus amuletos porque nosso destino é o terror, mais especificamente o terror psicológico e sobrenatural!

Livros – porque nenhum monstro é mais aterrorizante que do aquele que vive em nossa imaginação.

Embora julho seja um mês de férias para muita gente, nem todo mundo pode desfrutar desses dias de descanso (levanta a mão quem está trabalhando loucamente e sentindo inveja de quem pode ficar de papo para o ar \o/ ). Mas calma, nem tudo está perdido. Para alegrar aqueles que, assim como eu, estão nessa situação, separei 3 livrinhos de terror com até 100 páginas. Isso mesmo! Histórias assustadoras para se ler no intervalo do cafezinho, no transporte público, nas filas... ou em casa mesmo.


Para começar, indicação de um autor que serviu de inspiração para as séries The Following” e “Contos do Edgar”. Obviamente, estou falando do Edgar Allan Poe. Para quem nunca leu nada do mestre do horror, um jeito fácil de começar é o livro "Contos do Terror". São 7 histórias que te arrastam para dentro do universo macabro e de terror psicológico e te fazem vivenciar os delírios e medos dos personagens. Dentre os contos, destaco os incríveis “O gato preto”, “A queda da casa de Usher” e “O poço e o pêndulo”. Ah... a edição tem 94 páginas e é baratésima (R$ 2,00). Vale como primeiro contato.

Outro livro curtinho e de autor consagrado com histórias sobrenaturais: “O Fantasma de Canterville”, do Oscar Wilde. Escolhi o livro porque ele se encaixava no tema e atendia ao quesito de “menos de 100 páginas” e me deparei com uma história de terror bem diferente do que eu esperava. Em vez de assustar, o livro me fez rir! Como levar a sério um fantasma que não consegue assombrar ninguém? Pior, que é humilhado pelos novos moradores da propriedade e perseguido pelas crianças endiabradas? Com muita ironia e críticas ao comportamento dos norte-americanos (isso em 1891!), o autor irlandês conseguiu me surpreender e divertir em apenas 104 páginas (na verdade, deve ter umas 80 páginas de texto; o resto são ilustrações). Muito, muito bom!

O último título da minha lista é “O Gato do Brasil”, quatro contos de terror escritos por Sir. Arthur Conan Doyle (sim, aquele do Sherlock Holmes). No primeiro, um homem dorme ao lado de um estranho funil de couro e, em seu sono, é transportado para a época medieval; a segunda história é sobre dois arqueólogos que são melhores amigos e também rivais de profissão e vão explorar uma nova catacumba; o terceiro conto é sobre uma mulher belíssima que dá início a uma história de vingança; para encerrar a coletânea, a trama que dá nome ao livro e fala sobre um ricaço inglês que coleciona animais exóticos do Brasil e hospeda em sua casa o primo à beira da falência. Em todas as histórias, o suspense que caracteriza o autor e prende o leitor até o fim, quando se revela o desfecho cruel e aterrorizante. Mais uma dica de livro curto e baratinho: faz parte da Coleção 64 Páginas da L&PM e custa apenas R$ 5,00!

Outra recomendação: "A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça" (beeeem diferente do filme, mas muito interessante. Falei dele aqui).

Filmes – porque às vezes uma imagem vale mais do que palavras. MESMO.

Eu adoro filmes de terror. Poderia dizer que é um dos meus gêneros de filmes preferidos. No entanto, é muito difícil eu realmente sentir medo dessas histórias. Contraditório? Imagina! Por isso vou indicar 3 que conseguiram me deixar tensa não apenas enquanto eu assistia ao filme, mas também depois de desligar a TV.


O primeiro é o clássico “O bebê de Rosemary”. Por que? Porque o nível de tensão psicológica é quase insuportável! Você fica assistindo e vendo a Rosemary sofrer. E odeia os vizinhos por serem macabramente solícitos. E quer matar o marido da protagonista por ele pactuar com os outros personagens e tentar convencer a esposa de que ela está louca. Ah... e claro, aquele final! Simplesmente fantástico.

O segundo também é um clássico: “O exorcista”, aquele de 1973, o único que realmente presta em toda a sequência de baboseiras que fizeram depois. A atmosfera fantasmagórica, os efeitos visuais impressionantes (lembrem-se: anos 70), a atuação de Linda Blair, cenas que causaram polêmica no meio religioso... assustador demais. Passei muito tempo sonhando com a Regan saindo da cama para me pegar.

O terceiro tem Al Pacino em plena forma encarnando o Coisa-Ruim, gente! Preciso falar mais? Para quem ainda não adivinhou: “O advogado do diabo”. Como nos casos anteriores, o sobrenatural está lá, escondido nas sombras, pronto para atacar, e vem se esgueirando até dominar os personagens da trama e o espectador, sem chance de escapatória. Em 1 palavra: perfeito!

Outros filmes que recomendo: O Iluminado (sim, aquele com o Jack Nicholson psicótico), O Chamado (mesmo agora, anos depois de ter visto o filme, ainda consigo ver a Samara vindo na minha direção), Deixa Ela Entrar (a versão sueca dessa maravilhosa história de vampiros), Extermínio (o 1º apenas), ParaNorman, Frankenweenie e a Casa Monstro (porque animação também pode ser assustadora).

E aí, gostaram? Indicam algum livro, filme ou série do tema?

- michelle


Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Hahah muito bom o post!!! Adoro um bom terror, mas confesso que não sinto tanto medo assim, sempre espero "o" filme, mas no fim acho meio "comédia". Mas dois dos que você citou, apesar de não me darem medo de verdade, são clássicos que eu amo: O Exorcista (sempre!) e O Bebê de Rosemary.
    Já os livros, li um ou outro conto avulso do Poe e gostei muito, tenho vontade de ler mais dele. Recomendaria também o livro de O Exorcista (muito bom) e O Espírito do Mal (do mesmo autor, William Peter Blaty).

    Beijo! Livro Lab

    ResponderExcluir
  2. Como série eu indicaria Supernatural e American Horror Story <3

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM