Ana Luíza Albacete CCFilmes

[Resenha] Mama, filme

10.4.13Ana Luíza Albacete


por Ana Luíza Albacete

- Mama (2013)
- Direção: Andres Muschietti
- Roteiro: Andrés Muschietti, Barbara Muschietti.
- Atores: Jessica Chastain, Nikolaj Coster-Waldau, Megan Charpentier, Isabelle Nélisse, Daniel Kash
-  Terror - 12 Anos  - 100 min. - Trailer
- Nos cinemas brasileiros desde 05 de abril de 2013








Mini-Crítica ~ Resumo:
"Mama" conta a história de duas meninas que são sequestradas por seu pai, vão parar numa casa no meio de uma floresta e misteriosamente o pai some. O tio delas, Lucas, leva cinco anos para encontrá-las e, quando consegue, descobre que talvez elas não tenham passado todo esse tempo sozinhas. O que mais me chamou atenção no filme, além da história intrigante e muito bem executada, é a transformação de vários personagens que te assustam, mas ao mesmo tempo passam para o espectador outro sentimento.

Quer saber mais? Clique abaixo para conferir!


Quando vi o trailer de "Mama" fiquei bastante curiosa e quando descobri que era produzido por Guilhermo del Toro, eu tinha certeza que eu iria para o cinema assistir.

Eu jurava que iria ser um filme no estilo de "O Labirinto do Fauno", tenso e um pouco assustador, mas com um suspense surreal. Errei de verdade. "Mama" puxa muito para o suspense de "O Orfanato", também produzido por Guilhermo. E, ainda, o suspense e o jogo de sombras usado em "Mama" é completamente diferente de qualquer outro filme de terror.

Como qualquer filme do estilo, "Mama" não foge a regra e seu foco principal é na personagem Mama. Mas em paralelo também temos a historia de Luke (que é tio das meninas Victoria e Lilly) e sua namorada Annabel (Jessica Chastain).

Por cinco anos, Luke procurou suas sobrinhas e quando as achou fez de tudo para ter a guarda delas. Em contra partida temos Annabel, namora de Luke e baixista numa banda, cheia de tatuagens que, na verdade, só quer curtir a vida e ela acaba caindo de pára-quedas na rotina das crianças Lilly e Victoria.

A relação das três começa a melhorar quando Luke se ausenta. Podemos ver transformações de dois personagens onde elas aprendem a conviver uma com a outra apesar de toda a suas particularidades.

Acho que o ponto alto do filme é realmente o final, a maioria das pessoas achou ruim, mas eu achei um tanto quanto poético com a transformação de um personagem que não estávamos esperando se transformar.

Passando para quesito atores, acho que não poderia existir um elenco melhor. As meninas (Megan Charpentier e Isabelle Nélisse) passaram para o público toda a característica de abandono com uma realidade surreal. Jessica Chastain cada dia que passa mostra à que veio com sua brilhante atuação em cada filme. (Comentário da Brenda no meio do filme: "essa mulher é fod*! Tanto é que ela pegou o Bin Laden".)

Talvez o mais fraco de todos seja Nikolaj Coster-Waldau, que interpreta Luke. Acredito que a sua ausência no filme faz com que sintamos falta de uma atuação à altura das meninas e de Jessica, mas apesar de tudo, ele é essencial para a história fluir.

Quanto a direção, o primeiro longa de Andres Muschietti, acaba sendo um ótimo abre-alas. Bem dirigido e elaborado, o filme não peca em quase nada, a não ser no roteiro, falta uma explicação que é mal dada no início. Mas é completamente aceitável.

Aliás, pra quem não sabe, existe um curta-metragem de três minutos com o mesmo nome e foi dirigido também por Andres. Parece que ele curtiu a ideia e resolveu passar para telona. E deu certo.

Pra quem quiser, o curta é esse aqui: http://vimeo.com/10456782

Apesar de tudo, "Mama" é um ótimo filme e pode render muitos sustos.


(4,5/5 conversinhas)


Assistiu ao filme? Dê sua opinião! Não assistiu? Pretende assistir? Conta pra gente!

TAGS: , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

6 comentários

  1. Olha eu e meu comentário super sagaz ali! Hahaha
    Fala sério, esse filme foi sensacional! E o curta também.

    ResponderExcluir
  2. Acertou no que disse sobre o final, mesmo ele sendo poético, não gostei =S
    Mas, o filme vale muito a pena.
    O começo é extremamente perfeito!
    A Lilly é aterrorizante.
    Fiquei com mais medo dela do que da Mãe.


    Post it and Scrapbook
    @wynnis

    ResponderExcluir
  3. o filme é legal mas no começo eu não entendi porque o pai das meninas tenta atirar em uma delas, e a menina é salva por Mama...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pai matou os dois sócios e a mulher, pela explicação no início do filme ele meio que enlouqueceu por causa de uma crise na empresa dele. Aí ele pretendia suicidar-se junto com as filhas, ele tava completamente fora de si. E eis que MAMA entra em cena e o filme toma início...

      Excluir
  4. Amei o filme, ao mesmo tenpo que eu estava assustado, eu estava também triste.


    e um pouquinho feliz, porque a "Mama" conseguio o que queria =)

    ResponderExcluir
  5. eu adoguei esse filme quero aproveitar para mandar um beijao pro naldo e pro roni que sao hooooomens mt machos e estao no fundo do meu pancreas e do coração de melão

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM