A Hospedeira alienígenas

[Indicação] A Hospedeira, de Stephenie Meyer

27.3.13Conversa Cult


Oi, senhoras e senhores! Hoje chegamos com mais uma indicação que vem LINDA. Por motivos de: vem com o novo header (olha aí em cima!!!) e é uma colaboração da Brenda. Eu (Dana) li "A Hospedeira" há um tempão e adorei, principalmente a ideia de duas pessoas em um corpo só e como a narrativa foi bem pensada em cima disso. Se você gosta de ficção científica, pós-apocalíptico, romance e uma nova visão sobre invasão alienígena, esse é o seu livro.  

Informações:
A Hospedeira (The Host)
Autor: Stephenie Meyer
Editora: Intrínseca

“Os humanos eram bestiais e ingovernáveis. Haviam matado com tanta frequência, que o assassinato se tornara parte aceita da vida deles. As várias torturas que eles inventaram ao longo do poucos milênios que duraram tinham sido demais para mim; eu não fora capas de suportar nem as secas estatísticas oficiais. Guerras haviam assolado a superfície de quase todos os continentes. Assassinato sancionado, ordenado e malevolamente eficaz. Aqueles viviam nas nações pacífica olhavam para o outro lado enquanto pessoas de sua própria espécie morriam de fome na soleira de sua porta. Não havia nenhuma igualdade na distribuição dos abundantes recursos do planeta.”


Olá, eu sou a Brenda Cordeiro e estou aqui pra falar sobre “A Hospedeira”.

“A Hospedeira” (2008) é um livro de Stephenie Meyer, a autora da Saga Crepúsculo. Mas, ao contrário do que muitas pessoas pensam, o livro não tem absolutamente nada a ver com os vampiros. O livro é, na minha humilde opinião, o melhor da autora e um dos melhores que eu já li.

Sobre o que é?

A história se passa em um futuro “pós-apocalíptico”, no qual a terra foi invadida por alienígenas que se auto-denominam “Almas”. Eles são inseridos em nossos corpos e tomam controle da nossa mente, fazendo o humano que antes habitava aquele corpo se tornar apenas um hospedeiro, perdendo sua consciência. Porém, ao contrário do que é comumente contado nas histórias de alienígenas, essa invasão foi totalmente pacífica e o objetivo das Almas é apenas aperfeiçoar o mundo, deixando-o perfeito. Não existem mais guerras, fome, preconceito, etc.


Uma das coisas que eu, particularmente, acho mais interessante sobre esse livro é que ele é narrado do ponto de vista de uma dessas Almas, a Peregrina. Ela é uma alma um tanto quanto incomum, já viveu em quase dez planetas diferentes enquanto o normal é que as Almas escolham logo um planeta para viver eternamente.

Peregrina é colocada em uma humana que fazia parte da resistência, Melanie Stryder. Ela foi alertada sobre os desafios e perigos de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, os sentimentos, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas o que ela não poderia imaginar é que essa humana iria permanecer consciente e lutaria pela sua vida e para proteger aqueles que ela amava.


Melanie tenta ocultar suas lembranças o máximo possível, já que o "trabalho" de Peregrina é relatar tudo que conseguir para que os Buscadores possam encontrar os humanos que estavam com Melanie. Mas, quando percebe que não terá nenhum progresso na sua luta contra os invasores a não ser que tenha Peregrina do seu lado, Melanie vai enchendo a mente de Peregrina com visões e lembranças das duas pessoas que mais amava, seu irmão Jamie e seu namorado Jared. Sendo incapaz de diferenciar seus sentimentos dos da humana, Peregrina se encontra em um impasse: Como iria entregar os humanos que tanto amava para os Buscadores, que iriam simplesmente usar seus corpos, apagando suas mentes?

Assim, Peregrina toma a decisão de abandonar sua espécie para ir em busca da família de Melanie. Elas conseguem chegar na caverna de Jeb, tio de Melanie que já estava mais do que preparado para o "apocalipse". Mas, ao chegar lá, elas passam por mais um problema: tentar convencer os humanos de que Peregrina não é uma ameaça e de que Melanie ainda está viva, porém presa em sua própria consciência.


Com tudo isso, essa é uma história que pode não te prender nos primeiros capítulos, já que são necessárias várias páginas para explicar esse novo mundo, mas quando a história realmente flui, pode ter certeza que você não vai conseguir largar esse livro.

Nas palavras da própria Stephenie:
"É um livro de ficção científica que não parece ficção científica. É sobre um triângulo amoroso com apenas dois corpos. O que mais gostei nesse livro foi de explorar o amor de ângulos tão diferentes. O amor pela comunidade, pelo próprio 'eu', pela família, o amor romântico e o amor platônico".
Uma novidade: Stephenie já está escrevendo a continuação, que se chamará “The Seeker” (“A Buscadora”, em português) e planeja escrever o terceiro, “The Soul” (“A Alma”).


Saiba mais sobre o filme!
(nós já assistimos e a resenha saiu! descubra como foi clicando aqui)

É claro que, com uma história dessas, esse livro teria que virar filme. E virou! O filme vai ter estreia mundial no dia 29/03/2013.

A adaptação, com roteiro e direção de Andrew Niccol (de “Gattaca”, “O Show de Truman”, “O Terminal”, “O Preço do Amanhã”, entre outros.) promete ser um prato cheio para os fãs de ficção científica. Ou seja, não é um filme somente para as garotas, muitos garotos vão gostar também.

Dana se metendo: Eu tenho medo e fico ansiosa ao mesmo tempo com esse filme! Primeiro, tem a Saoirse Ronan. Eu assisto todos os filmes dela. E AÍ APARECE QUE ELA VAI FAZER A PERSONAGEM PRINCIPAL DE UM LIVRO QUE EU ADORO!!! Muita felicidade ao mesmo tempo. Meu maior medo mesmo é virar um Crepúsculo Parte 2 ou uma adaptação retardada estilo Percy Jackson. Principalmente porque a maior parte do livro se passa na cabeça da personagem, como eles vão fazer isso só com uma atriz eu não sei. O lado bom é que essa atriz é a Saoirse, então tem chances disso dar certo. E fiquei mais feliz ainda em saber que o diretor/roteirista é o Andrew Niccol. Já viram "O Show de Truman"?

O filme conta com um elenco de peso:
Melanie Stryder / Peregrina: Saoirse Ronan (“Hanna”, “Desejo e Reparação”, “Um Olhar do Paraíso”).
Jared Howe: Max Irons (“A Garota da Capa Vermelha”).
Ian O'Shea: Jake Abel (“Percy Jackson e o Ladrão de Raios”, “Eu Sou o Número Quatro”, “Um Olhar do Paraíso”).
Buscadora: Diane Kruger (“Tróia”, “A Lenda do Tesouro Perdido: Livro dos Segredos”, “Bastardos Inglórios”).
Jeb Stryder: William Hurt (Ganhador do Oscar de melhor ator, em 1985, pelo filme “O Beijo da Mulher Aranha”).
Jamie Stryder: Chandler Canterbury (“O Curioso Caso de Benjamin Button”).
Maggie Stryder: Frances Fisher (A mãe da Rose, em “Titanic”).

Veja o trailer abaixo e se ainda quiser mais, assista o segundo trailer também.


Uma palavra: ansiedade.

-brenda cordeiro

TAGS: , , , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. I really like it whenever people get together and ѕhare ideas.

    Great site, continue the goοd work!

    Мy homepage; payday loans

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *