CCResenhas correr ou morrer

Lendo Correr ou Morrer #2 - Opinião Final

27.1.13Conversa Cult


Pensei em fazer uma resenha, mas a Igra já tinha feito a dela e eu tinha que concluir o que comecei nessa coluna, né? Depois do que eu disse lá no Primeiras Impressões, a minha opinião mudou e não mudou.

Eu ADOREI a história do livro, é com certeza a melhor parte. Como eu falei lá na resenha de A Viagem, ultimamente eu tenho procurado histórias que refletem o "quem sou eu?" e  "eu tenho controle sobre a minha vida?" com um lado de ficção científica, e o livro trabalha bastante isso.



A história é basicamente sobre um bando de garotos presos no meio de um labirinto onde seres metade animal metade máquina esperam. Só que a situação não é apenas sobre eles se esconderem na área protegida no meio e tentarem entender o labirinto, coisas muito estranhas indicam que eles fazem parte de uma experiência bizarra. Isso não é nenhum spoiler, desde o início do livro isso é dito. A cada mês um novo garoto chega na "caixa", tipo um elevador no centro da área segura. Eles têm energia, recebem comida e podem pedir coisas que precisam.

Ah, e eles mais ou menos não lembram de nada antes dali. Quer dizer, é como se eles lembrassem e ao mesmo tempo as lembranças não fizessem sentido. Eles sabem o que é uma árvore ao ver uma, sabem falar, sabem até o que é uma televisão mesmo que não possam dizer quando e como usaram uma. Então todo mundo sabe que aquilo ali não é a vida normal, mas também não sabem por que estão ali.

Acho que as paredes são ainda mais altas...
Isso é basicamente o mistério colocado no início do livro - ou até na sinopse - e o que prende a gente até o final. Pequenos fatos não se encaixam, coisas estranhas acontecem e ninguém sabe explicar nada. Para piorar, como o protagonista (Thomas) acabou de chegar pela caixa, ele não sabe nada sobre nada. Do início ao fim você está montando o quebra-cabeça e vira uma página atrás da outra querendo entender a situação.

A história praticamente se sustenta sozinha e é por causa dela que eu acho que falam tão bem do livro. Agora o resto...

Pausa para se esconder do Verdugo! Brinks. Queria só dar um destaque ao Newt,  que eu acho que foi um dos personagens mais bem explorados. Se você for reparar, ele foi praticamente o único que sofreu uma transformação significativa com a história. Em segundo lugar o Minho.

O problema com as descrições que eu falei no Primeiras Impressões continua. É claro que com o andar da história o cenário fica estabelecido e o autor não precisa perder tempo nos enrolando com listas de mercado ou comparações aleatórias para descrever nariz alheio ("parece um limão..."). Mas o desenvolvimento deixa muito a desejar.

A maior parte dos mistérios você não descobre, são jogados na sua cara. A resolução do "enigma" está para o livro assim como motherlode está para o The Sims, um cheat safado para resolver tudo de uma hora para outra. E isso poderia até passar - já que é um recurso do livro -, mas outras conclusões eu não sei nem de onde saíram.

Os três livros de Maze Runner e outra pausa para dar destaque ao tradutor. No livro há o CRUEL, que tem a ambiguidade por ser uma sigla e o significado da palavra em si. Em inglês é WICKED. Acho que não perdemos nada. 

Enfim, a história é muito boa e é por ela que indico o livro e quero ler as continuações para descobrir wtf é isso tudo. O ruim mesmo é que poderia ser algo do tamanho de Jogos Vorazes escrito por um autor melhor, ou pelo menos tão bom de ler quanto "A Culpa é das Estrelas".

Sobre a nota: O autor merece mais de 100% por tudo o que ele criou, mas a execução chega a uns 50%. Eu to dizendo é que as ideias e elementos que ele tenta encaixar (formação da mini-sociedade, forma que os personagens reagem, enigma do labirinto, construção do mundo e até vocabulário próprio ele inventou) são realmente MUITO bons, mas não foram tão bem alinhados quanto poderiam ser. Como um entretenimento sem compromisso, a gente passa por cima disso.


Classificação:

(3,5/5 conversinhas)


Veja também

TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Oi Dana :D

    Que bom que sua opinião sobre o livro melhorou! (pelo menos um pouco UAHUAH). Sempre que vejo resenhas de Maze Runner as pessoas elogiam muito a ambientação da história e o mistério de onde ela vai levar. Tenho vontade de ler só pra ver se a coisa toda é mesmo tão agoniante assim.

    Pretendo ler o livro ainda esse ano, e se eu o fizer volto aqui pra comparar minha opinião com a sua (adoro fazer isso. Sempre procuro resenhas depois de ler pra despejar tudo que pensei sobre o livro com alguém x) Lembro que quando eu li A Seleção estava doido, procurando alguém que me entendesse, e aí, depois de um tempão procurando, eu acho o vídeo da Marina Moura que é bem parecido com a minha opinião. Foi mágico! Mas enfim).

    Estou adorando essa coluna! Façam com mais livros \o/
    Abraços e parabéns pelo post :D

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *