13 de setembro 2012

Taylor Swift no Brasil: Vai ser difícil esquecer

17.9.12Dana Martins


A cantora Taylor Swift praticamente caiu de paraquedas no Brasil e nós tivemos a oportunidade de acompanhar essa passagem. Esse show surpresa aqui no Rio de Janeiro é mais do que apenas um marco para os fãs da cantora, é a grande consequência dessa mudança no cenário brasileiro. Você já reparou que agora está acontecendo muitos mais shows, né? Pois é. Um show pocket exclusivo com certeza é um sinal de que os fãs brasileiros podem esperar por mais. Agora vamos parar de enrolação e continua lendo para ver como foi a passagem da cantora, a nossa experiência e um aviso para quem gosta de shows

Há um mês eu (Dana) estava no twitter do CC falando sobre a quantidade de shows no Brasil e falei algo como "já estou falida, não pode vir mais ninguém nesse ano" e o comentário acabou em "sorte que a Taylor Swift está lançando cd agora, sem chance dela aparecer por aqui". É até difícil acreditar que em menos de um mês tudo virou de cabeça pra baixo e agora eu posso dizer: eu já fui em um show da Taylor Swift. 
Para quem está perdido: no dia 20 de agosto de 2012, mês passado, a Universal Music anunciou que a cantora viria ao Brasil para divulgar o novo álbum, Red. Seria um show fechado no dia 13 de setembro e ela passaria por alguns programas e entrevistas. 

O dia 13 de setembro aqui no Rio estava nublado e meio frio, chegou até chover de manhã atrapalhando os fãs que estavam na fila e trazendo sorte para os fãs que estavam na porta do hotel, que receberam uma visita da Taylor. Eu já estava cansada de ter ido com a minha amiga no hotel no dia anterior e de toda a maratona de promoções, então aproveitei para chegar só mais tarde. 

Cheguei por volta das 4 e a fila ainda estavam bem pequena. Acho que em parte porque o show surpresa-fechado atrapalhou a mafia dos fãs e em parte porque o dia estava cinzento. Para terem ideia, durante a noite que eu passei naquele mesmo lugar para o show do paramore a fila estava maior (e os fãs do paramore nem são tão desesperados. sério). Acho que só o da Colbie Caillat mesmo teve uma fila mais "fraca". Mas novamente: acho que foi a surpresa que desarticulou todo mundo. Sem falar que, pelos meus cálculos, encheram o lugar com mais ou menos 1/4 da capacidade. 

Por outro lado... mesmo que um ou outro tivesse tirado a sorte e ido parar lá sem nem gostar tanto, a maioria era fã mesmo. Foi lindo que estava quase todo mundo de vermelho em homenagem ao novo álbum, Red! Acho que foi o público de show mais misturado que eu já vi, com gente de todo o Brasil. 

Até a Hayley passou lá pra assistir...
Bem, depois de muita animação na fila, circuladas pelo shopping, gente dando ataque porque os membros da banda dela estavam circulando pelo shopping e gente dando ataque por ter conhecido a Taylor... finalmente abriram a casa de show. Era 8:00 ou 8:30, não lembro bem. Aquela mini-correria até bem controlada para chegar lá dentro, passando por umas mulheres que deram Serenata de Amor ("as vadias do Serenata", precisava registrar aqui) e chegando no palco.

Exatamente a minha visão.
A surpresa foi que eles colocaram uma extensão em formato de um pequeno T na frente do palco, dando liberdade para ela entrar um pouco no meio do público. Eu e os meus amigos ficamos em uma dessas pontas do T a duas pessoas da grade (no meio do show fui parar atrás da pessoa da grade, sei lá como. Em show parece que você se teletransporta). 

Durante a longa hora até o show começar, fomos esmagados e quase morremos de calor. Não foi a minha pior experiêcia, mas tem sempre aqueles para reclamarem o tempo inteiro. O que eu mais gostei desse momento de espera é que eles colocaram o dvd e depois alguns clipes dela passando nos telões. É bem legal ter algo para se distrair e já entrar no clima. Deveriam começar a fazer isso em vez de colocarem um playlist de meia dúzia de músicas no repeat. 

Até que... entrou lá a mulher da Malhação nada a ver para anunciar e depois, finalmente, a Taylor Swift! Ela tem uma presença de palco muito boa e não demorou a dominar o lugar. No início não dava nem para ouvir a música de tanta gente cantando. O show dela com certeza bate com os melhores que eu fui, só não dá para realmente concorrer porque foi uma versão pocket com 7 músicas.


Se eu fosse apontar algum problema, eu diria que é o "olhar do infinito", que é quando a pessoa canta olhando o além e parece que não importa se ela está no show da Xuxa, no Rio ou no VMA. Às vezes falta um pouco daquele calor do estilo "tamo junto, galera!". Mas acho que isso é mais porque além de ser um show pequeno - mal dá pra aquecer - esse também não é o show completo dela. O olhar do infinito e o estilo dela, até se você ver nos vídeos, é para shows gigantes. 

E ela deu mesmo um espetáculo! Ela não só conseguiu dominar o público e se preocupou em encaixar mais do que algumas simples palavras em português, ela fez de verdade uma versão pocket do show dela. Com dançarinas em We Are Never Ever Getting Back Together e um sofá no meio do palco em Fifteen. Apresentou mais de um violão e pegou um banjo para cantar Mean. Também teve o dueto com a Paula Fernandes que fechou o show. A Taylor até pegou a mão da brasileira e levou para agradecerem lá na frente. Isso tudo em um show simples de 7 músicas.

Setlist:
1. Sparks Fly
2. You Belong With Me
3. Mean
4. Love Story
5. Fifteen
6. We Are Never Ever Getting Back Together
7. Long Live (com Paula Fernandes)


Uma das coisas que eu mais gostei, que pode até parecer boba, foi o vestido. Eu sempre achei essa coisa brilhosa nesse corpo magrelo dela algo meio estranho, mas com o tempo isso virou uma marca dela. Antes do show eu até pensei: seria tão legal ver um show dela com aquele vestido prata espalhafotoso. Nem passou pela minha cabeça que depois de todo esse novo figurido ela apareceria com ele. Bem, também não tinha passado pela minha cabeça que eu veria ela... 

To ali na escuridão em frente a essa ponta! HUAHA
Depois do show ela ainda voltou ao palco para responder as perguntas de alguns fãs que eles arranjaram lá. Foi um momento meio apagado: imagine uns mil fãs apertados querendo mais música ouvindo um fã envergonhadamente fazendo uma pergunta estilo "Qual sua música preferida?", que é traduzida para inglês e depois respondida pela Taylor. Pensado agora, acho que eles não lembraram nem de traduzir pra o público a resposta dela. Não lembro direito, é difícil lembrar. Foi um momento meio fail, mas que valeu só pra ver ela no palco por mais tempo.

Taylor no Rio de Janeiro! Uma palavra: Carinho

Essa é a terceira Taylor na minha vida musical que passa por aqui nesse ano. A primeira foi a Taylor Jardine, do We Are The In Crowd, a segunda foi a Taylor Momsen, do The Pretty Reckless. E é realmente interessante ver a diferença de como as pessoas se relacionam com os fãs. A primeira Taylor eu nem vi, porque consegui errar o horário do show e chegar depois da banda tocar(!), mas ouvi bastante sobre os fãs que seguiram a banda. Eles não pararam pra falar com ninguém, passei no hotel e vi PASSAR até alguns das outras bandas, mas eles saíram da casa de show antes e nem falaram com ninguém. Tá que pode ser chato, mas custa? Meia dúzia de pessoas só. Daí depois veio a Taylor Momsen, que segundo falaram foi até legal com os fãs, mesmo com aquele Meet&Greet digno de papelão de cinema. Aí vem a Taylor Swift, com uma penca de fãs para tudo quanto é lado, e falou com todo mundo! 


Tinham oferecido helicóptero(!) para ela circular pelo Rio, mas ela recusou e quis fazer tudo de carro. No aeroporto, que ela pode sair escondida como muitas bandas fazem, ela passou no meio de todo mundo, consolou fã, pegou câmera pra tirar foto... No primeiro dia no hotel, que eu fui, ela não apareceu, mas o tempo inteiro que eu fiquei lá ela estava gravando o especial de dia das crianças da Xuxa no projac* (então é meio difícil ela estar no hotel, né?). Nesse ela não apareceu, mas os fãs que ficaram esperando receberam foto autografada e palheta. No dia do show ela foi falar com os fãs embaixo de chuva e na despedida (que é a foto do post) ela também saiu para falar com os fãs. Detalhe que o hotel tem estacionamento interno com saída por trás, ela poderia muito bem desaparecer sem ninguém ver, mas saiu para falar com os fãs. Aquela lugar ali na primeira foto do post é do lado do hotel, pra ela estar ali ela foi andando pelo muro de fãs pra falar com as pessoas. 
*Fofoca: parece que a equipe da Taylor não gostou nem um pouco quando descobriu que era um programa infantil. Quem foi que teve a ideia, hein? Eles não fazem ideia de com qual público estão lidando, atiram pra qualquer lado. 


VOCÊ FAZ TUDO E. passa mal.

Se você viu o meme já sabe que eu quero ter blog há muito tempo. Sabe qual era a minha ideia inicial? Dar dicas sobre shows. Eu já fui em vários e todo santo show vejo as pessoas cometerem os mesmos erros. No do paramore que eu citei aqui mesmo, acho que eu nunca vou esquecer da garota de cabelo rosa que estava na fila desde as 7 da manhã, quando eu fui para casa dormir, e durante a porcaria do show de abertura ela foi tirada da grade completamente apagada. GENTE, por que? Por que vocês não prestam atenção? 

Eu só passei mal mesmo em um show em São Paulo, mas porque eu usei minhas últimas forças para tentar levantar para o segurança uma garota que caiu desmaiada no meu colo. Dessa vez, no da Taylor, foi a minha amiga que passou mal. Enquanto esperávamos e ia apertando ela começou a ficar tonta, quando fui ver ela estava gelada no meio daquele inferno humano. Para ter ideia, ela não conseguia nem abrir a embalagem do bombom que eu mandei ela comer. Depois descobri que o problema era o calor e consegui arranjar água para baixar a temperatura do corpo dela (dei um banho nela: efeito milagroso, totalmente indicado). Mas aqui fica a dica: conheçam os seus próprios limites, avisem para os seus amigos e se preparem. Um show é muito legal, ainda mais de perto, não deixa estragar por causa de bobeira. 

Minha amiga passou mal e ficou totalmente fora do ar, por pouco nós não tiramos ela de lá, a sorte foi que todo mundo ajudou e eu consegui dar um banho de água nela. Guarde uma coisa: você vai preferir ter um garoto gigante desses com cara de "rockeiro" que dão medo por perto do que um bando de garotinhas. Elas são desesperadas.

Veja mais:

TAGS: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

4 comentários

  1. AH!!Eu participei de várias promoções e não ganhei nenhuma.Queria muito ir!
    Convido-a para seguir:
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. DANAAAAAAAAA!!!
    AHH! O SHOW DA TAYLOR! QUE INCRÍIIIIVEL *O* AHHH \O/
    Não sei se você sabe, mas eu AMO a Taylor! E tipo, quando eu vi ali no GetGlue do CC que você tinha ido no show, pensei: "OMG EU NECESSITO DE UM POST SOBRE ESSE SHOW!!" UHAUHA
    A pior parte de morar no interior é não poder ir em shows. Sério!! Eu sempre falo das desvantagens aqui nos comentários, mas essa é a número 1. Bate uma tristeza quando eu vejo que um cantor incrível vem pro Brasil, mas que o show é muito longe... é horrível. Sério.
    Mas então, a Taylor é uma fofa, né? Quando comecei a ver o vídeo ali de "We Are Never Ever Getting Back Together" e ela disse "I love you so much!", eu surtei. Ela é incrível!!
    Estou meio aturdido e não consigo pensar direito no que escrever D: (repare que eu usei 3515454 pontos de exclamação no post e isso não é comum). Por isso, vou lá ver os vídeos do show, tá? *-----* Só saiba que fico muito, MUITO feliz que você tenha ido no show e visto a linda da Taylor de pertinho! E muito obrigado por compartilhar essa experiência com a gente! Tá? Tá :D

    Agora vou lá ver os vídeos ♥
    Abraços \o/

    *minutos depois*
    "WEEEEEEEEEEE ARE NEVER EVER EVEEEER GETTING BACK TOGETHER, WEEEEEEEEEEEE..."
    (eu amo essa música!!!!)

    ResponderExcluir
  3. Ok ok. A pessoa citada no post que passou mal fui eu. Eu tinha que aparecer aqui, né? kkkkkkkkkkkkkk.

    Brincadeiras a parte, essa vinda da Tay pro Brasil me matouuuu *o*
    Há quase 6 anos esperando isso e eu finalmente pude ir a um show dela, mesmo que tenha sido só 7 músicas e eu tenha passado mal antes do show, eu REALIZEI ESSE SONHOOOOO!! Ainda nem acredito que eu a tenha visto tão de pertinho naquele T do palco que nós ficamos!! Gente, que ser lindooooo era aquele no palco?? parecia um anjo ushaushausha Dana vai zoar da minha cara depois desse comentários, mas e daí? Eu vi a Taylor de perto e fiquei impressionada com a beleza dela.

    Ver um ídolo é sempre lindooo *-*
    Aguardando a Red Tour que espero que venha ano que vem pra cá pra poder ver mais Taylor \o/
    Ah e eu consegue a tal foto autografada e a palheta no dia que fui no hotel stalkear a Taylor. E também vi a banda, que passou na frente do hotel e aquilo virou um pandemônio de fãs se jogando pra cima deles.

    Valeu muito a pena passar por tudo que passei pra ver esse show e realizar o sonho de conhecer um ídolo.

    Bjs.
    http://www.leiturasefofuras.com.br/




    ResponderExcluir
  4. Estou muito feliz por você ter conseguido ir!! Sou muuuito fã da Tay, participei de todas as promoções, mas não foi dessa vez... :/
    Adorei o post, quase me senti lá! ^^
    Red Tour lá vou eu! hehehe'

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *