CCLivros CCResenhas

[Resenha] É o primeiro dia de aula... sempre!, de R. L. Stine

5.9.12Paulo V.

por Paulo V. Santana
- Livro: É o primeiro dia se aula... Sempre!
- Livro Único 
- Autora: R. L. Stine
- Editora: Seguinte
- Livro em pré-venda, lançamento para o dia 21 de setembro
- Comprar: Travessa, Livraria da Folha, Saraiva.
- No skoob








Mini-crítica:
Artie Howard, de apenas 11 anos, está passando por um drama comum: o primeiro dia de aula em uma nova escola. Porém, o drama dele é um pouco mais forte quando várias coisas ruins acontecem no seu dia - e esse dia vai se repetindo e piorando em um looping infinito. O livro tem uma história legal e diferente combinada a um ritmo bem maneiro. Gostei da forma simples e direta que o autor construiu o livro e o final merece destaque por ter me surpreendido bastante. Uma ótima história para passar o tempo e se divertir.

Quer saber mais? Clique abaixo para conferir a resenha completa.


É muito provável que você tenha sofrido por causa do seu primeiro dia de aula em uma nova escola, todos passam por isso em algum momento da vida. Como serão as pessoas de lá? Será que eles vão gostar de mim? Será que vou ser excluído por causa disso ou daquilo? São algumas das dúvidas que costumam passar na cabeça das pessoas nesses momentos.

E, bem, é exatamente esse o drama de Artie Howard, um garoto de 11 anos que vai começar em uma escola nova. Quer dizer, o drama dele é um pouco mais intenso quando tudo parece dar errado: ao acordar, cai da cama e bate a cabeça, logo em seguida, vai colocar o celular para carregar e toma um baita choque, no café da manhã, seu irmão mais novo derruba calda para panqueca em seu cabelo, no caminho para a escola, um caminhão passa em uma poça d’água e molha o garoto, ao chegar à escola, o cachorro do garoto, que o seguiu, arranca o bolso da camisa do diretor e vários outros eventos, um pior do que o outro, vão acontecendo.

Como se não bastasse ter um dia assim, ele acorda no seguinte e... tudo se repete. E no outro também. As coisas vão ficando piores a cada novo primeiro dia de aula e o garoto não sabe como quebrar esse looping infinito de coisas ruins acontecendo no seu dia.

Primeiramente, gostaria de agradecer à editora que deu para o blog o kit do lançamento da Seguinte, onde veio, além desse livro, “A seleção” e brindes divertidos e originais. Eu fiquei com “É o primeiro dia de aula... sempre!” e tinha pensado em deixá-lo esperando um pouco na fila de espera porque tenho bastante coisa para ler aqui, mas por algum motivo misterioso me deu uma vontade gigante de ler o livro e, como ele é bem curtinho, eu o fiz.

Bom, devo dizer que o livro foi uma completa surpresa. Eu esperava um livro regular, mas gostei bastante dele e li suas cento e sessenta e poucas páginas de uma vez só. O romance de R. L. Stine tem um ritmo bem legal e uma narrativa direta, sem rodeios desnecessários. A escrita do autor não é fantástica nem nada, mas bem legal de se ler.

Vou ter pesadelo com as pessoas ali atrás -n
E eu preciso comentar que achei a resolução para o problema do Artie simplesmente... genial! Posso até estar exagerando, mas eu nunca ia imaginar aquele final. Confesso que fiquei desconfiado de que o autor fosse dar uma desculpa idiota porque até o penúltimo capítulo você ainda está vendo o drama do Artie, mas quando você chega ao último vê uma resolução diferente e surpreendente de apenas... duas páginas.

“É o primeiro dia de aula... sempre!” tem uma história bacana e simples, mas não é o melhor livro do mundo (por isso a nota não tão alta). É uma ótima recomendação para aquele final de semana que você não tem nada para fazer e quer se distrair. 

Ah, e antes de ir embora um aviso: embora o livro seja infanto-juvenil, não acho que recomendaria para meu primo de 8/9 anos porque, assim como a série “Goosebumps” do autor, o livro possui alguns elementos meio macabros. Aliás, a capa brasileira do livro é bonitinha e tudo mais, mas a capa original (acima) é bem "punk" (e mais fiel à discrição física do protagonista).


Classificação:
(3,5/5 conversinhas)

Recebi o livro como presente pelo lançamento da editora Seguinte, o novo selo da Companhia das Letras. \o/ Muito obrigado. :)


Até a próxima! ;)

TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

6 comentários

  1. Hey, Paulo!

    Eu já estava de olho nesse livro desde que houve o sorteio dele + "A Seleção" aqui no blog. E eu fiquei com mais vontade ainda de lê-lo depois de ler sua resenha (que está incrível, by the way).
    Deduzi que “É o primeiro dia de aula... sempre!”, pelo que você disse, é bem parecido com o que eu imaginava: um livro mais leve, curto e descontraído. Além disso, estou procurando ler alguns livro que não sejam do gênero fantasia, pra sair um pouco da rotina, e este parece se encaixar perfeitamente no que estou buscando.
    O livro entrou pra lista dos que "preciso ler", e espero o fazer logo. Estou bem ansioso, principalmente pelo desfecho que parece bem original (:

    Enfim... abraços o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, João! Pois é, o livro é bem para distração mesmo. Ele é bem curto (160 e poucas páginas) e a história simples, então você não consegue ficar próximo dos personagens nem nada. É uma boa leitura para uma viagem de final de semana. :)

      Obrigado pelo comentário \o/

      - Paulo

      Excluir
  2. Aii, que bacana! Adoro essas histórias meio "além da imaginação", hahaha! XD A história parece ser legal mesmo, sua resenha me deu vontade de ler! Acho que se não conhecesse a história, seria um livro que eu deixaria passar batido na loja, sabe? :) Fiquei bem curiosa pra saber qual foi a solução do garoto. ._.

    As duas capas são bem bonitas! :) Mas a original realmente é meio tenebrosa...

    bjs bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, esse é um daqueles livros que você deixa de lado e mesmo quando você tem ele na wishlist, vai deixando ele pro fim. ;x O que é uma pena porque mesmo que a história seja simples é uma boa história. HAHAHA Não posso contar o final senão estraga a história. XD

      Obrigado por comentar. ;)

      - Paulo

      Excluir
  3. Desde que a Editora divulgou o lançamento do livro, li a sinopse e fiquei querendo logo ler... e agora vou ler pois ganhei a promo aqui do blog, rsrs! Mas voltando a sua resenha Paulo, gostei muito, e foi algo que eu já espero do livro: não vai ser o melhor que já li, mas vai ser uma leitura agradável. Sobre a capa nacional, gostava dela até ver a original... a original é bem mais macabra, kkk, que a daqui do Brasil, mas se bem que não houve muita mudança das duas capas, apenas o tom de "terror" mesmo.

    Abraços, Joshua
    pensamentosdojoshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Joshua! Fiquei feliz que você tenha ganhado a promoção, hehehe. Então, o livro é exatamente isso, uma leitura agradável. Sobre as capas, eu prefiro a original por ser mais fiel às características físicas do protagonista. Mas eu entendo a editora por ter trocado, às vezes um pai deixa de comprar o livro para o filho por causa da capa assustadora.

      Obrigado pelo comentário. :)

      - Paulo

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *